close
AlimentaçãoFitness

Chave Para Emagrecer: O Hábito e a Consistência Fazem Parte?

Dr Juliano Pimentel

Qual será a chave para emagrecer? Você que precisa perder peso e sente dificuldades, talvez já tenha se questionado sobre isso. A chave para emagrecer é mais simples do que você imagina!

Já pensou que você não consegue estabelecer metas, e lutar por elas se não estiver entusiasmado em ver os resultados?

Nesse artigo irei mostrar as chave para o emagrecimento.

Não deixe de ler e compartilhar.

Chave para Emagrecer

Está na mudança de hábitos para levar essa etapa até o final. A falta de vontade e de motivação pode prejudicar (e muito) esse processo.

O ponto certo é optar por uma alimentação de verdade, e introduzir atividades físicas em seu cotidiano. Essas atitudes são essenciais para adquirir hábitos saudáveis (1).

Hábito e consistência andam lado a lado, eles são a chave para o emagrecimento. A resistência para mudar hábitos é a razão para que 70% das pessoas que decidem emagrecer, desistam no meio da jornada.

Outro índice é que 50% dessas pessoas também desistem de praticar atividade física, entre três e seis meses após iniciar as atividades.

Sem mudança nos hábitos ruins, falta mais motivação.

A conclusão é que mudar os hábitos pode gerar mais motivação. Confira as dicas para conseguir sucesso no processo de emagrecimento aliando mudança de hábitos e consistência.

1- Faça alguma atividade física

Há vários benefícios comprovados sobre realizar atividades físicas e manter-se longe do sedentarismo. O exercício ajuda a equilibrar a insulina e torna as nossas células mais preparadas para a utilização de glicose.

Experimente o melhor exercício e se adapte a uma rotina saudável, o que te ajudará emagrecer.

2- Busque uma alimentação de verdade

A base de sua dieta deve vir de alimentos ricos em nutrientes. Para que isso seja possível, evite alimentos embalados e a presença de ingredientes artificiais, toxinas e antinutrientes.  

Utilize gordura saudável, incluindo óleo de coco, azeite, peixe, nozes e sementes que têm efeitos benéficos sobre o equilíbrio da insulina, bactérias intestinais, hormônios e controle de peso (2).

Além disso, as proteínas também são importantes para vencer a fome e reduzir picos de insulina. Proteínas saudáveis incluem peixes, carnes e ovos.

3- Reduza o consumo de açúcar e de sal

Sabemos que o açúcar afeta quase todos os órgãos do corpo e está ligado diretamente às causas de obesidade.

Além de reduzir o consumo de açúcar, substitua por stevia, tâmaras e xylitol.

As principais maneiras de reduzir o desejo de açúcar é obter mais fibra, mais proteína, mais gordura saudável e consumir alimentos azedos.

Além disso, também é importante reduzir a quantidade de sal utilizada tanto nos pratos quentes quanto para temperar saladas.

O excesso de sal é prejudicial à saúde e contribui para a retenção de líquido; aumentando a sensação de inchaço.

Substitua o sal por ervas aromáticas e temperos naturais, que trarão mais sabor à sua alimentação e mais benefícios ao seu corpo.

Evite consumir temperos prontos e alimentos industrializados, que são ricos em sódio.

4- Evite carboidratos

Quando se come menos carboidratos é possível: perder peso rápido, reduzir a fome, ter um controle melhor sobre insulina e açúcar no sangue, conseguir um melhor desempenho cognitivo, menor risco de fatores de doença cardíaca e ter risco reduzido para certos tipos de câncer (3).

O baixo consumo de alimentos ricos em carboidratos evita o armazenamento de gordura.

Ao eliminar os carboidratos da dieta e manter as reservas de glicogênio do corpo baixas, podemos evitar que a insulina seja liberada e armazene gordura.

Por isso, evite comer pão branco, pizzas, macarrão, arroz branco, batatas, dentre outros.

O que Fazer?

– Tome uma decisão: não fique ensaiando mudar os hábitos alimentares e sedentarismo. Coloque em prática os seus objetivos e busque orientação médica antes de começar uma dieta (4).

– Tenha foco: é preciso focar no resultado. Pense no quanto você vai ganhar com isso, ao invés de pensar no que vai perder. Ao adotar hábitos saudáveis de alimentação, não se apavore imaginando como viver sem pastéis, batatas fritas ou brigadeiros.

– Não se culpe: se você comeu mais do que pretendia em sua última refeição, não pule os próximos pontos, mas em vez optar por besteiras, coma mais alimentos ricos em proteínas (5).

– Altere as opções: quando os resultados não aparecem da forma como esperada, comece a mudar as opções.

Ou seja, se caminhar não está resolvendo, tente correr o mesmo tempo para talvez alcançar os objetivos. Se uma dieta não está sendo suficiente, converse com a sua nutricionista e mude.

A chave para emagrecer está em você!

E se você deseja mudar a alimentação, esse é o momento!

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

BAIXE AGORA O MEU GUIA COMPLETO E SAIBA POR QUE VOCÊ D

 

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:

Você pode Gostar

Tags : açúcaralimentaçãoalimentos industrializadosatividade físicabactérias intestinaiscarboidratoschave para emagrecerconsistênciacontrole de pesodesempenho cognitivodestaquedietadr. juliano pimentelemagreceremagrecimentoervas aromáticasexcesso de salFamília VSGfibragordura saudávelhábitosinchaçomotivaçãoóleo de cocoproteínasreduzir a fomereduzir o consumo de açúcarreduzir picos de insulinaretenção de líquidosaúdesedentarismosteviavsgXylitol

The author Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta