close
Alimentação

Páprica: Principais Benefícios Para Saúde

Dr Juliano Pimentel

A páprica é um tempero à base de pimenta usada à várias gerações em todo o mundo. Recentemente, descobriu-se que a páprica não só ajuda o corpo a combater a inflamação e doenças em geral, mas pode prevenir e combater doenças autoimunes e certos tipos de câncer.

Nesse artigo conheça quais são os benefícios da páprica para a saúde.

Não deixe de ler e compartilhar.

Benefícios da Páprica

A páprica pode ser usada para engrossar molhos e temperar saladas, ou ainda para fazer chás. Além de deliciosa, ela é repleta de bons nutrientes. Confira a seguir os benefícios da páprica para a saúde.

  1. Rico em antioxidante

Uma pequena porção de páprica é rica em antioxidantes, o que combate o estresse oxidativo e doenças autoimunes (1).

O alimento possui vários tipos de antioxidantes, incluindo carotenóides, que são encontrados em graus variados em diferentes tipos de páprica (2).

Os carotenóides são um tipo de pigmento encontrado em muitas plantas que servem ao corpo como antioxidantes, evitando danos causados ​​pelo estresse oxidativo (causado por uma superabundância de radicais livres no corpo) e ajudando o corpo a combater a doença.

Estes são nutrientes solúveis em gordura, o que significa que eles são absorvidos melhor quando consumidos ao lado de uma fonte de gordura saudável, como abacate.

Os tipos de carotenóides mais comuns encontrados em páprica são beta-caroteno, beta-criptoxantina e luteína/zeaxantina.

Beta-caroteno é conhecido por sua capacidade de prevenir e reduzir os riscos de doenças cardíacas e câncer. O benefício mais conhecido da beta-criptoxantina, é a capacidade de diminuir a inflamação em doenças como a artrite (3).

Já a luteína e a zeaxantina são conhecidas por seus papéis na saúde dos olhos, ajudando a combater moléculas que são conhecidas por causar danos que levam a condições como degeneração macular.

Em geral, a vitamina A é conhecida pela forma como diminui a inflamação através de propriedades antioxidantes; a inflamação está na raiz da maioria das doenças, e consumir o suficiente do nutriente é importante para viver uma vida livre de doenças.

E isso é apenas um dos benefícios da páprica.

  1. Combate doenças autoimunes  

Um estudo inovador realizado em 2016 descobriu que capsaicina, um dos ingredientes da páprica, pode ter poder incrível contra condições autoimunes.

Estas doenças frequentemente debilitantes derivam do sistema imunológico atacando o corpo do hospedeiro.

Os sintomas de doenças autoimunes afetam cérebro, pele, boca, pulmões, seio, tireoide, articulações, músculos, rins e funções do trato gastrointestinal.

No entanto, embora os distúrbios autoimunes não sejam curáveis, um estudo de 2016 descobriu que a capsaicina estimula reações biológicas consistentes com o tratamento da doença autoimune (4).

  1. Previne o câncer

A capsaicina encontrada em páprica é útil no tratamento de doenças e também tem grande potencial no tratamento e/ou prevenção do câncer.

Operando em vários mecanismos diferentes, a capsaicina é responsável por alterar as vias de sinalização que limitam o crescimento do câncer (5).

Em particular, a páprica pode ter a capacidade de proteger contra o câncer gástrico (6).

A capsaicina tem um potente efeito antiinflamatório sobre a incidência de câncer gástrico, como descoberto em 2016 em pesquisas iniciais fora do Japão (7).

  1. Trata a diabetes

Como muitos alimentos ricos em nutrientes e especiarias, a páprica apresenta grande potencial para ajudar a regular os níveis de açúcar no sangue e ajudar no tratamento da diabetes.

Quando os pacientes com diabetes consomem páprica contendo capsaicina, há uma melhoria visível no processo de digestão e na maneira de processar açúcares no sangue (8)

  1. Saúde Ocular

Devido à grande quantidade de antioxidantes presentes neste tempero; como a vitamina A, luteína e zeaxantina, já está claro que a páprica apresenta muitos benefícios para a saúde e funcionamento do organismo. Ele também ajuda a prevenir doenças oculares.

Além destes nutrientes, a existência de vitamina B6 na páprica também ajuda a manter os olhos saudáveis.

Pessoas que consomem grandes quantidades de vitamina B6, apresentam um início mais lento da degeneração macular e outras doenças relacionadas aos olhos; especialmente quando consumidos com grandes quantidades de folato.

  1. Mantém o coração forte

O consumo de páprica ajuda a manter seu coração e sistema cardiovascular em boa forma. A vitamina B6 ajuda a baixar a pressão arterial elevada e curar os vasos sanguíneos danificados. Ela ainda trata a anemia criando hemoglobina no sangue responsável pelo transporte de oxigênio através da corrente sanguínea (9).

A páprica é um tempero que dá muito sabor aos alimentos e ainda beneficia a sua saúde. Inclua na sua alimentação de verdade.

E se o seu desejo é melhorar a saúde e qualidade de vida através da alimentação correta, eu tenho um convite para você!

Eu desenvolvi um e-book para ajudar você a fazer essa transformação, com todas as informações que você precisa e um guia passo a passo para implementar na sua vida.

Tenha Acesso Aos Bônus Exclusivos.

Quer saber como conseguir? Então clique na imagem abaixo e adquira agora o meu livro digital:

VIVA MELHOR SEM GLÚTEN V 2.0

Ebook Viva Sem Glúten, Dr. Juliano Pimentel

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

BAIXE AGORA O MEU GUIA COM OS
10 MELHORES CHÁS PARA EMAGRECER!

[/vc_column_text]

[/vc_column][/vc_row]

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : alimentaçãoantioxidantesartritebenefícios da pápricacâncer gástricocapsaicinacarotenóidescérebrocombater doenças autoimunesdanos causados ​​pelo estresse oxidativodegeneração maculardestaquedoenças ocularesdr. juliano pimentelefeito antiinflamatórioinflamaçãopápricaregular os níveis de açúcar no sanguesaúdetireoideVitamina B6

The author Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta