close

A menopausa começa no final dos 40 anos 40 ou início dos 50 anos, para a maioria das mulheres e geralmente dura alguns anos. Reduzir os sintomas da menopausa é essencial para manter a qualidade de vida e a disposição.

Durante este tempo pelo menos dois terços das mulheres, experimentam alguns sintomas desconfortáveis, que incluem suores noturnos, alterações de humor, irritabilidade e cansaço.

Além disso, elas são mais suscetíveis a osteoporose, obesidade, doenças cardíacas e diabetes.

Estes fatores fazem com que muitas mulheres procurem suplementos, e remédios naturais para aliviar os sintomas.

Se você está passando pelo período da menopausa; leia esse artigo e veja a lista que eu preparei para você reduzir os sintomas da menopausa naturalmente.

Não deixe de ler e compartilhar!

Reduzir os Sintomas da Menopausa

Reduzir os Sintomas da Menopausa: Consuma Ovos. Imagem: (Divulgação)

1. Alimentos Ricos em Cálcio e Vitamina D

As mudanças hormonais durante a menopausa podem enfraquecer os ossos, aumentando o risco de osteoporose.

Cálcio e vitamina D estão ligados à saúde dos ossos; a ingestão adequada ajuda a reduzir o risco de fraturas.

A luz solar é a sua principal fonte, uma vez que sua pele produz essa vitamina quando é exposta ao sol. Com o envelhecimento a pele fica menos eficiente em produzir o nutriente.

Fontes alimentares ricas nesta vitamina incluem peixes gordos, ovos, óleo de fígado de bacalhau e alimentos fortificados com vitamina D.

O cálcio pode ser encontrado em produtos lácteos, como iogurte e queijo; saladas e vegetais folhosos, como couve e espinafre e em peixes como a sardinha.

2. Peso Saudável

É comum ganhar peso durante a menopausa, e isso acontece devido a mudanças hormonais, envelhecimento, estilo de vida e genética.

O excesso de gordura corporal, especialmente em torno da cintura, aumenta o risco de doenças, como doenças cardíacas e diabetes; ele também pode agravar os sintomas da menopausa.

Estudos feitos com mulheres na pós-menopausa, que perderam peso corporal ao longo de um ano mostraram, apontaram que elas apresentaram uma queda nas ondas de calor e suores noturnos.

3. Comer Frutas e Legumes

Uma dieta rica em frutas e vegetais, pode ajudar a prevenir uma série de sintomas da menopausa.

Frutas e legumes são baixos em calorias e ajudam a aumentar a saciedade, perder e manter o peso.

Eles também podem ajudar a prevenir uma série de doenças, incluindo doenças cardíacas. Isto é importante, uma vez que o risco de doença cardíaca tende a aumentar após a menopausa.

Isto pode ser devido a fatores tais como a idade, o ganho de peso ou níveis de estrogênio possivelmente reduzidos.

Eles também cuidam da saúde óssea.

4. Evitar Alimentos de Gatilho

Certos alimentos podem desencadear ondas de calor, suores noturnos e alterações de humor, ainda mais se ingeridos durante a noite.

Gatilhos comuns da menopausa incluem a cafeína, álcool e alimentos que são açucarados ou picantes demais.

Minha dica é que você mantenha um diário de sintomas.

Se você sentir que determinados alimentos pioram os sintomas da menopausa, procure reduzir o seu consumo ou evitá-las completamente.

5. Fazer Exercícios Regularmente

São vários os benefícios dos exercícios físicos para o seu organismo!

Você melhora a energia, metabolismo, sono, articulações e a saúde óssea; os exercícios também ajudam a relaxar e desestressar.

Outros benefícios incluem a prevenção de doenças como: câncer, doenças cardíacas, acidente vascular cerebral, hipertensão arterial, diabetes tipo 2, obesidade e osteoporose.

6. Alimentos Ricos em Fitoestrogênios

Outro passo importante é o consumo de alimentos fitoestrogênios.

Eles são compostos naturais de plantas que podem imitar os efeitos do estrogênio no corpo. Ou seja, podem ajudar a equilibrar os hormônios.

A elevada ingestão de fitoestrogênios em países asiáticos como o Japão é, inclusive, a razão pela qual as mulheres na menopausa nestes locais, raramente sentem ondas de calor.

Os alimentos ricos em fitoestrogênios incluem linhaça, alho, damasco, ameixa, tâmara e sementes de gergelim.

No entanto, o teor de fitoestrogênio em alimentos varia dependendo dos métodos utilizados no processamento.

Alimentos naturais compostos de fitoestrogênio, são melhores que suplementos ou alimentos processados com proteína de soja adicionada.

7. Beber Água

Durante a menopausa, as mulheres podem sofrer com a desidratação, provavelmente devido à diminuição dos níveis de estrogênio. Beber de 8 a 12 copos de água por dia pode ajudar com esses sintomas.

Beber água também pode reduzir o inchaço decorrente das alterações hormonais.

Além disso, a água pode ajudar a prevenir o aumento de peso, pois causa sensação de saciedade e aumenta o metabolismo ligeiramente.

Beber 500 ml de água, 30 minutos antes de uma refeição, pode fazer com que você consuma 13% menos calorias durante a refeição.

8. Evite o Açúcar Refinado e Alimentos Processados

Uma dieta rica em carboidratos refinados e açúcar aumenta a glicose no sangue, fazendo você se sentir cansada e irritada (1,2,3).

Na verdade, um estudo descobriu que as dietas ricas em carboidratos refinados podem aumentar o risco de depressão em mulheres na pós-menopausa.

Preocupante, não é mesmo?

As dietas ricas em alimentos processados, afetam a saúde dos ossos e de todo o organismo.

9. Alimentos Ricos em Proteínas

Comer proteína regularmente ajuda a prevenir a perda de massa muscular magra que ocorre com a idade.

Um estudo descobriu que o consumo de proteína em cada refeição, pode retardar a perda muscular devido ao envelhecimento.

Dietas com alta ingestão de proteína também auxiliam na perda de peso, porque aumentam a saciedade e a quantidade de calorias queimadas.

Alguns alimentos ricos em proteínas incluem carne, peixe, ovos, legumes e nozes.

Lembre-se que a menopausa não é uma doença, e sim uma parte natural da vida.

Embora os sintomas possam ser difíceis de tratar, manter uma dieta saudável e exercícios regulares auxiliam a aliviar e prevenir os incômodos.

Experimente as dicas que dei acima de como reduzir os sintomas da menopausa e melhore a sua qualidade de vida.

Esse é o melhor período da sua vida!

Procure sempre orientação médica para fazer o acompanhamento da menopausa.

E como eu disse no início do artigo, a alimentação correta é importante e faz toda a diferença para a saúde; e se você se preocupa com isso, eu tenho uma novidade!.

Eu desenvolvi um e-book para ajudar você a fazer essa transformação alimentar; com todas as informações que você precisa e um guia passo a passo para implementar na sua vida.

Tenha Acesso Aos Bônus Exclusivos.

Clique na imagem abaixo e adquira agora o meu livro digital:

VIVA MELHOR SEM GLÚTEN V 2.0

Ebook Viva Sem Glúten, Dr. Juliano Pimentel

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : alimentos fitoestrogênioscálciocarboidratos refinadoscomo reduzir os sintomas da menopausadieta rica em frutas e vegetaisdr. juliano pimentelexcesso de gordura corporalhipertensão arterialmenopausaobesidadeosteoporoseperda de massa muscular magraReduzir os Sintomas da Menopausasintomas da menopausavitamina d

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta