close
Alimentação

7 Malefícios da Soja: Amigo ou Inimigo da Sua Saúde?

Dr Juliano Pimentel

Você já experimentou a soja, grãos de soja ou algum dos seus derivados? Eles fazem parte da alimentação de muitas pessoas, seja em casa, na casa de amigos ou no restaurante, por ser um alimento que dá para diversificar o cardápio, além de estar presente em vários produtos alimentícios.

Ela é uma leguminosa nativa da Ásia Oriental, e é considerada um componente importante na dieta asiática (1), sendo consumida há milhares de anos.

Não deixe de ler e compartilhar!!

Soja É Prejudicial?

Leite de Soja: Prejudicial?

É comum as pessoas consumirem ela na forma processada e refinada como no leite de soja, tofu, shoyu, proteína de soja, óleo… e algumas pessoas usam como substituto do leite e da carne (2).

Ela também é usada em alimentos fermentados como no misso, natto, tempeh (alimentos consumidos originalmente em países Asiáticos).

O que talvez não saiba é que a proteína de soja, também é o ingrediente principal em fórmulas infantis baseadas no grão. Porém, lembre-se  de que ela precisa ser consumida cozida, pois na forma crua é venenosa.

A opinião sobre a soja divide-se entre os que incentivam o seu consumo de diversas formas devido aos benefícios para a saúde, e os que alertam para os seus malefícios à saúde.

Para ser justo, vou mostrar para vocês os dois lados da moeda, afinal para quê serve a soja e os seus derivados?

 7 Malefícios

Malefícios da Soja e Derivados: Tofu

1. Bloqueio da absorção dos Minerais

A soja é rica em ácido fítico ou fitatos, substância que bloqueia a absorção dos minerais como o Zinco e o Ferro, e em pequenas quantidades o Cálcio.

Esse bloqueio funciona em apenas uma única refeição, ou seja, não interfere nas demais refeições.

2. Inflamação e outros problemas de saúde

A soja contém ácidos graxos, que são principalmente gorduras poli-insaturadas Ômega-6.

Isso por que consumir muitos alimentos ricos em Ômega-6 na dieta, pode levar a inflamação e vários problemas de saúde.

3. Disfunção do estrogênio

Contém uma grande quantidade de um composto biologicamente chamado de isoflavona, que funciona como fitoestrógeno (compostos à base de plantas que podem ativar receptores de estrogênio no corpo humano (6).

Elas são classificadas como diruptores endócrinos, substâncias químicas que interferem na função normal do corpo humano. As isoflavonas presentes na soja são: a genisteína, a daidzeína e a glicetina.

Elas podem causar o aumento da atividade do estrogênio natural do corpo ou reduzi-lo (7) interrompendo a função normal do corpo.

Os homens também possuem o estrogênio no organismo, porém, em quantidades elevadas pode ocasionar alguns problemas de saúde.

4. Câncer de mama

Estudos em animais mostram que a ivoflavona presente na soja, pode causar  câncer de mama (8,9,10), pode estimular a proliferação e a atividade das células cancerígenas nos seios.

Em um estudo, 7 de 24 mulheres (29,2%) mostraram um maior número de células epiteliais de mama quando foram suplementadas com proteína de soja (11). Essa alteração pode indicar um grande risco de câncer de mama, que é o câncer mais comum nas mulheres.

5. Problemas de Tireoide

Existe a preocupação no meio médico, de que consumir produtos com alto teor de soja possa eliminar a função da tireoide (12) em algumas pessoas e provocar o hipotireoidismo.

A tireoide é uma importante glândula que regula o crescimento e controla a taxa de energia gasta pelo corpo. Estudos indicam que as ivoflavonas encontradas na soja, podem suprimir a formação de hormônios da tireoide em animais e humanos (13, 14).

Um estudo japonês feito em 37 adultos relatou sintomas relacionados com a função da tireoide suprimida, depois de comer 30 gramas de soja todos os dias durante 3 meses.

O consumo regular de produtos do grão, ou suplementos de isoflavona pode levar ao hipotiroidismo em indivíduos predispostos.

6. Expor bebês à proteína de soja

Expor os nossos filhos a ivoflavona, presente na fórmula infantil à base de soja, é muito perigoso. A soja pode causar problemas neurológicos nos bebês e TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade) (15,16).

Sem falar que a fórmula infantil de soja, também é alta em alumínio, o que é prejudicial á saúde (17,18). Em um estudo feito em bebês do sexo feminino, alimentadas com a fórmula de soja tinham significativamente mais tecido mamário aos 2 anos de idade do que aquelas alimentadas com o leite materno ou com uma fórmula à base de leite (19).

Também existem evidências de que a fórmula de soja durante a infância pode levar a um alongamento do ciclo menstrual e um aumento nas dores durante a menstruação na idade adulta (20).

Sem comparação,  o leite materno sempre será a melhor opção para o seu bebê. E no caso das mamães que não podem amamentar, fórmulas á base de leite é uma opção muito melhor do que usar a fórmula á base de soja, que só deve ser usado como último recurso.

7.Desconfortos Abdominais

Como a maioria dos grãos, a soja contém fibras insolúveis, principalmente a rafinose e estaquiose, que podem causar flatulência e diarreia em indivíduos sensíveis (21,22).

A rafinose e a estaquiose pertencem a uma classe de fibra chamadas FODMAPs, podem piorar a síndrome do intestino irritável (23) (IBS) um distúrbio digestivo comum, mas muito desagradável.

Como você pode perceber, os malefícios da soja podem ultrapassar os seus benefícios.

A minha dica é que você considere os perigos que ela e os seus derivados podem trazer á sua saúde, tome as decisões necessárias para evitar o surgimento de doenças sérias.

SAÚDE É COISA SÉRIA!

E se você é uma pessoa que se preocupa com uma alimentação realmente saudável e benéfica para você e para a sua família, então esse convite vai te agradar!

Eu desenvolvi um e-book para ajudar as pessoas a transformarem as suas vidas através da alimentação de verdade, e da mudança de hábitos e com bônus exclusivos para te ajudar nessa nova jornada.

Entre agora para a REVOLUÇÃO DA SAÚDE

Se você quer mesmo transformar a sua vida e futuro, clique na imagem abaixo e adquira agora o meu e-book:

VIVA MELHOR SEM GLÚTEN V 2.0

Ebook Viva Sem Glúten, Dr. Juliano Pimentel

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : ácido fíticoalimentaçãodestaquedr. juliano pimentelmalefíciosmissonattoproteína de sojasaúdeshoyusojaTDAH

The author Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta