https://casinoonlineca.ca/internet-casinos/best-payout/
close
Artigos

A influência do estresse na perda de peso

Não basta regular a alimentação e fazer atividade física para emagrecer. Existe a influência do estresse na perda de peso, por isso, a parte emocional também precisa ser ajustada. 

Talvez suas tentativas frustradas no emagrecimento aconteceram justamente porque falta de clareza entre a relação estresse e perda de peso. 

Muitos caminhos conectam estresse e obesidade, dois problemas altamente prevalentes que a sociedade enfrenta hoje. 

Primeiro, o estresse interfere nos processos cognitivos, como a função executiva e a autorregulação. 

Em segundo lugar, o estresse pode afetar o comportamento ao induzir o excesso de comida e o consumo de alimentos ricos em calorias, gordura ou açúcar, diminuindo a atividade física e encurtando o sono, por exemplo. 

Terceiro, o estresse desencadeia mudanças fisiológicas no eixo hipotálamo-hipófise-adrenal, processamento de recompensa no cérebro e possivelmente no microbioma intestinal. 

Finalmente, o estresse pode estimular a produção de hormônios bioquímicos e peptídeos como leptina, grelina e neuropeptídeo Y. 

Além de tudo isso, a própria obesidade pode ser um estado estressante devido à alta prevalência do estigma do peso. Se não houver intervenção vira um ciclo sem fim. 

Influência do estresse na perda de peso

Como pode perceber a influência do estresse na perda de peso em pelo menos quatro aspectos. 

Por isso, pessoas com alto nível de estresse têm tanto dificuldade para perder peso.

Neste artigo vamos aprofundar mais nessa relação da influência do estresse na perda de peso focados na função do cortisol.

Não é de hoje que especialistas já sabem que o aumento do cortisol (hormônio do estresse) está relacionado ao aumento do peso. 

Isso porque toda vez que você está estressado, suas glândulas supra-renais liberam adrenalina e cortisol e, como resultado, a glicose (sua principal fonte de energia) é liberada na corrente sanguínea. Tudo isso é feito para lhe dar a energia necessária para escapar de uma situação de risco (também conhecida como resposta de luta ou fuga).

O problema todo é que quando a ameaça diminui, sua adrenalina desaparece e seu pico de açúcar no sangue cai. É nesse momento que o cortisol entra em alta velocidade para reabastecer seu suprimento de energia rapidamente.

Como o açúcar fornece ao seu corpo a energia rápida que ele acha que precisa, geralmente é a primeira coisa que você procura quando está estressado.

A desvantagem de consumir tanto açúcar é que seu corpo tende a armazenar açúcar, especialmente após situações estressantes. 

Essa energia é armazenada principalmente na forma de gordura abdominal, que pode ser particularmente difícil de eliminar. E assim começa o ciclo vicioso: ficar estressado, liberar cortisol, ganhar peso, desejar mais açúcar, comer mais açúcar, ganhar mais peso.

Dicas para diminuir a influência do estresse na perda de peso

A influência do estresse na perda de peso | Juliano Pimentel
A influência do estresse na perda de peso.

Quando você está estressado, comportamentos saudáveis, como comer corretamente e se exercitar regularmente, vão facilmente cair no esquecimento. No entanto, manter um cronograma ou rotina pode ajudar a tornar esses comportamentos saudáveis ​​um hábito e combater as mudanças de peso relacionadas ao estresse. 

Aqui estão algumas estratégias úteis para diminuir a influência do estresse na perda de peso.

Faça do exercício uma prioridade

Eu sei que você já sabe que precisa se exercitar, mas quero deixar claro que o objetivo principal de mexer o corpo é justamente para regular os hormônios do seu corpo. O movimento auxilia também na diminuição do estresse, encare os exercícios como a descarga necessária de energia no seu dia. 

Entenda que o exercício é um componente crítico de redução de estresse e controle de peso. Isso porque ele atua nos dois problemas simultaneamente, por isso é essencial para evitar o ganho de peso relacionado ao estresse. 

Seja para uma caminhada durante o horário de almoço ou para a academia depois do trabalho, incorpore exercícios regulares à sua rotina.

Leia também: 4 Exercícios Para Fazer em Casa e Secar Barriga

Coma alimentos de conforto mais saudáveis

Quando você está irritado, chateado, estressado é mais fácil abrir um pacote de biscoito do que preparar uma refeição. Mas saiba que você não precisa de carboidratos ou gorduras para se sentir melhor. 

Um estudo testou a eficácia dos alimentos reconfortantes na melhora do humor e descobriu que comer alimentos reconfortantes relativamente mais saudáveis, como pipoca estourada, é tão provável de aumentar o humor negativo quanto alimentos “não saudáveis”.

Uma maneira fácil de definir melhores alimentos para comer por ansiedade é pensar na textura do que você normalmente come. Caso você coma comida crocante como batatas, por exemplo, castanhas ou até mesmo cenoura crua pode ser um substituto.

Caso você sempre coma algo mais cremoso, gelatina ou frutas como abacate e pêssego podem ser sua saída para diminuir a influência do estresse na perda de peso.

Pratique a alimentação consciente

Concentrar-se no que você está comendo – sem distrações –  ajuda a diminuir o estresse, promove a perda de peso e previne o ganho de peso. 

Da próxima vez que você comer uma refeição, tente apreciá-la sem a distração do telefone ou da TV.

Mantenha um diário alimentar

Prestar atenção aos seus hábitos alimentares pode ajudá-lo a obter controle sobre o consumo de alimentos. 

Pessoas que mantêm um diário alimentar são mais propensas a controlar seu peso do que aqueles que não o fazem. Portanto, se você usa um aplicativo para rastrear sua ingestão de alimentos ou escreve tudo em um diário alimentar, estar mais atento ao que coloca na boca pode melhorar seus hábitos alimentares.

Beba mais água

É fácil confundir sede com fome. Mas confundir esses dois desejos pode levar você a comer mais calorias do que seu corpo precisa, levando ao ganho de peso. É muito mais fácil identificar a fome depois de eliminar qualquer desidratação leve.

Se faz apenas algumas horas desde que você comeu e você sente fome, tente beber um pouco de água primeiro. Se você ainda sentir fome, faça um lanche.

Incorpore estratégias de alívio do estresse em sua vida diári . Se você gosta de ioga ou encontra consolo na leitura de um bom livro, tente adicionar analgésicos simples, como respirar fundo, ouvir música ou fazer uma caminhada em sua rotina diária. Isso pode reduzir seus níveis de cortisol, ajudando você a controlar seu peso.

Aproveite o desconto de 25%, toque na imagem abaixo para garantir o livro que vai acabar com a sua ansiedade!

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

🔴 Curta também as redes sociais! 📷Instagram / 👍Facebook / 🎥 YouTube

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : ansiedadeestresseperda de pesoperder peso

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta