close

Será que comer fruta faz mal? A associação que as pessoas fazem de que o consumo de frutas faz mal é em relação à frutose – o açúcar da fruta. 

Afinal, diversas pesquisas mostram que o consumo excessivo de açúcar é prejudicial para a saúde. No entanto, o que precisa ficar claro é que a frutose presente nas frutas é muito diferente da frutose utilizada pela indústria.

Se você observar no rótulo de vários alimentos a frutose, o xarope de milho com frutose aparece como um dos ingredientes.

E exceder esse consumo de frutose realmente faz mal para seu organismo. Afinal de contas você está ingerindo basicamente a frutose.

É totalmente diferente de quando você come uma banana, por exemplo. Pois, além de frutose ela tem fibras e vitaminas que vão contribuir para o pleno funcionamento do seu organismo. 

A frutose

A frutose é um tipo de açúcar simples que constitui 50% do açúcar de mesa (sacarose).

O açúcar de mesa também consiste em glicose, que é a principal fonte de energia das células do corpo.

Comer fruta faz mal? Não, mas é preciso ter cuidado com frutose. Imagem: (Divulgação)

Quando consumida a frutose precisa ser convertida em glicose pelo fígado antes de ser usada pelo corpo. O fígado é o único órgão que pode metabolizar a frutose em quantidades significativas. 

Quando consumida em excesso, o fígado fica sobrecarregado e começa a transformar a frutose em gordura.

Por isso, o consumo excessivo de frutose pode ser um fator-chave para muitas das doenças como obesidade, diabetes tipo II, doenças cardíacas e até câncer (1).

Isso quer dizer que fruta faz mal? Não, é claro que não, desde que consumida com sabedoria. Tudo isso não se aplica a frutas inteiras.

Comer fruta faz mal?

A fruta por si só não faz mal, afinal, as frutas não são apenas bolsas aquosas de frutose, são verdadeiros alimentos com baixa densidade calórica e muita fibra.

Por isso, o mais importante que dizer se fruta faz mal ou não é pensar sobre o contexto em que a fruta será consumida.

Se você pica meio abacate na sua salada de folhas é óbvio que não fará mal. Uma banana picada com meia pera e castanhas como opção de um lanche da tarde também não faz mal. O mesmo vale para uma guacamole com abacate e tomate, por exemplo.

Por outro lado, se você comer duas bananas com iogurte ou aveia, a sua carga glicêmica vai ter um pico. Se o seu suco de laranja é coado, tem açúcar e você bebe mais de um copo, também vai aumentar a glicose no sangue. 

Então, é preciso entender o contexto em que a fruta está sendo consumida, pensando sempre na carga glicêmica. 

Em geral, a fruta é uma fonte secundária de frutose na dieta em comparação com os açúcares adicionados.

Para diminuir o consumo de frutose o primeiro passo é restringir o consumo de alimentos industrializados com frutose adicionado. 

Isso vale para refrigerantes, ketchup, molhos de tomate e sucos de frutas, por exemplo.

Como comer frutas de maneira segura

Nem só de frutose a fruta é feita, as frutas são ótimas fontes de fibras, vitaminas e compostos bioativos que são necessários para o funcionamento adequado do nosso corpo. 

Agora, isso não significa que você deve comer apenas fruta, ou comer meia dúzia de bananas.

Como comer frutas de maneira segura

O consumo da fruta deve ser observado para não exceder a carga glicêmica, pois quando isso acontece a glicose vai acumular no sangue e nas células de gordura, ou seja, vai aumentar seu peso e causar uma série de disfunções.

Manhã e noite

O ideal é que durante a manhã e à noite o consumo glicêmico seja menor, sendo assim, o ideal é consumir frutas com concentração menor de frutose. 

As frutas com baixo teor de açúcar são limão, maracujá, kiwi, frutas vermelhas como amora e morango, abacate, pêssego e laranjas.

Almoço e lanche

Já durante o dia a carga glicêmica pode ser um pouco maior, é nesse momento que as frutas como banana, abacaxi, maçã, pera, manga e as outras frutas que você gosta podem ser inseridas na alimentação.

Sucos

Se você quer muito tomar suco, faça o suco fresco, sem adicionar açúcar e sem coar. Quando você coa a fruta e bebe apenas o líquido, você deixa de consumir as fibras da fruta. 

O mesmo vale para sucos industrializados.

Quantidade de frutas

Não é recomendado comer muita quantidade de frutas, por exemplo, comer quatro, cinco bananas. Ou chupar três ou quatro laranjas. Nem mesmo cinco ou 6 morangos.

A melhor maneira de conseguir comer frutas com uma quantidade segura é adicionando as frutas nas saladas junto com as refeições.

 

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

🔴 Curta também as redes sociais! 📷Instagram / 👍Facebook / 🎥 YouTube

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : dr. juliano pimentelfrutafrutose

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

1 Comentário

  1. Sabemos que hoje em dia a alimentação da população anda muito fora de ser saudável , agente tem que tentar ajudar o máximo possível as pessoas que se alimentam fora do comum, hoje em dia a obesidade está maior que todas as outras classes .

Enviar Resposta