close
Artigos

Qual a relação entre a sua alimentação e câncer?

Cada vez mais especialistas e as pessoas procuram a relação entre alimentação e câncer. Afinal, é assustador a quantidade de casos da doença.

Quando se fala sobre esse assunto de alimentação e câncer o primeiro vilão que vem a nossa mente é o açúcar!

Essa associação acontece porque assim como os casos de câncer tem crescido, o consumo de açúcar também está acelerado. Desde comidas até as bebidas cada vez mais açucaradas.

Mas será que o açúcar é mesmo o vilão dessa relação entre alimentação e câncer?

Leia o artigo completo para entender mais! Ah, comente o que você achou e compartilhe para que mais pessoas tenham acesso a esse material.

Açúcar, Alimentação e câncer

Açúcar causa câncer?

O açúcar alimenta as células cancerígenas, tornando-as mais agressivas?

E como o açúcar que consumimos através de alimentos e bebidas afeta nossa saúde e o que pode ser feito sobre isso?

Todas essas questões estão presentes na mente de várias pessoas. Se você se considera viciado em açúcar assista esse vídeo.

Mas essa ideia de que o açúcar é responsável por dar o pontapé inicial ou estimular o crescimento de um câncer é uma simplificação exagerada de alguma biologia complicada. Vamos começar com o que o açúcar realmente é .

O açúcar vem de muitas formas diferentes. A forma mais simples é como uma molécula única, como glicose e frutose. Essas moléculas de açúcares simples também podem se unir, em pares ou como cadeias mais longas de moléculas. Todas essas combinações de moléculas são carboidratos e são a principal fonte de energia do nosso corpo.

A glicose é o combustível básico que alimenta cada uma de nossas células. Se comemos ou bebemos coisas com alto teor de glicose, como bebidas gasosas, a glicose é absorvida diretamente no sangue, pronta para o uso das células. Se um alimento rico em amido, como macarrão, está no cardápio, as enzimas da nossa saliva e sucos digestivos o decompõem e o convertem em glicose.

E se, por algum motivo, não houver carboidratos em nossa dieta, as células podem transformar gordura e proteína em glicose como último recurso, porque precisam de glicose para sobreviver.

É aqui que o açúcar e o câncer começam a colidir, porque o câncer é uma doença das células.

O açúcar é o vilão?

As células cancerígenas geralmente crescem e multiplicam rapidamente, o que consome muita energia. Isso significa que eles precisam de muita glicose. As células cancerígenas também precisam de muitos outros nutrientes, como aminoácidos e gorduras; não é apenas o açúcar que elas desejam.

Aqui é onde nasceu o mito de que o açúcar alimenta o câncer: se as células cancerígenas precisam de muita glicose, cortar o açúcar da nossa dieta deve ajudar a parar o crescimento do câncer e até mesmo impedir que ele se desenvolva.

Infelizmente, não é assim tão simples!

Todas as nossas células saudáveis ​​também precisam de glicose, e não há como dizer ao nosso corpo para permitir que as células saudáveis ​​tenham a glicose necessária, mas não a dê para as células cancerígenas.

Não há evidências de que seguir uma dieta “sem açúcar” diminua o risco de contrair câncer ou aumente as chances de sobreviver se você for diagnosticado. 

Se o açúcar não “causa” câncer, por que se preocupar com isso?

Se cortar o açúcar não ajuda diretamente a tratar o câncer, por que incentivo as pessoas a reduzir alimentos açucarados?

Isso ocorre porque existe um vínculo indireto entre risco de câncer e açúcar.

Comer muito açúcar ao longo do tempo pode fazer você ganhar peso, e evidências científicas robustas mostram que estar acima do peso ou obeso aumenta o risco de 13 tipos diferentes de câncer.

De fato, a obesidade é a maior causa evitável de câncer após o tabagismo, sobre a qual escrevemos várias vezes antes.

E um estudo publicado esse ano sugeriu que poderia haver algo mais acontecendo (1).

Os pesquisadores descobriram que as pessoas que bebiam mais bebidas açucaradas tinham um risco ligeiramente aumentado de câncer, independentemente do peso corporal.

O estudo levou em consideração, mas ainda há muitas perguntas respondidas. Mais estudos serão necessários para investigar isso.

Alimentação e câncer – Açúcar ou Obesidade?

O consumo de açúcar causa obesidade e a relação entre a alimentação e câncer pode ser a obesidade.É que as células adiposas liberam proteínas inflamatórias chamadas adipocinas. Eles podem danificar o DNA e, eventualmente, causar tumores. Quanto mais células adiposas você tiver, maior será a probabilidade de ter essas proteínas.E como já mencionei, estar acima do peso ou obeso coloca você em risco de pelo menos 13 tipos de câncer, incluindo câncer de mamacólon e fígado.

Como posso reduzir o açúcar adicionado?

É o açúcar adicionado com o qual nos preocupamos principalmente quando se trata de ganho de peso, não o açúcar que é encontrado naturalmente em alimentos como frutas e leite ou alimentos ricos em amido, como cereais integrais e leguminosas (que as pessoas deveriam comer mais).

Uma das maneiras mais fáceis de reduzir o açúcar adicionado é reduzir as bebidas açucaradas, que são a maior fonte de açúcar na dieta da maioria das famílias.

Algumas bebidas açucaradas, como bebidas gasosas e energéticas, podem ter mais do que a quantidade máxima diária recomendada de açúcar adicionado em apenas uma porção. E embora essas calorias extras promovam ganho de peso, elas não oferecem outros benefícios nutricionais (2).

Outros alimentos obviamente açucarados, como doces, chocolate, bolos e biscoitos, também são mais bem guardados. Mas alguns alimentos que escondem grandes quantidades de açúcar adicionado podem surpreendê-lo. Alguns cereais matinais, refeições prontas (incluindo as “saudáveis”), molhos para massas e iogurtes podem ter quantidades chocantes de açúcar. Ler os rótulos das informações nutricionais e verificar a lista de ingredientes pode ajudá-lo a escolher opções mais baixas de açúcar (3).

O que observar

Pode ser difícil rastrear todo o açúcar que você come. Está escondido em coisas que você nunca esperaria, como sopas, molhos para salada, manteiga de amendoim, iogurte, ketchup, aveia instantâneo, leites de nozes e cachorros-quentes.

E, muitas vezes, nem é chamado de açúcar (sacarose) no rótulo.

Existem mais de 60 nomes para adição de açúcar. Alguns, como maltose, dextrose e glicose, terminam em “ose”. Também observe:

  • Néctar de frutas
  • Xaropes de milho, arroz
  • Melaço
  • Agave

Eles podem parecer mais saudáveis ​​que a sacarose. Mas para as suas células, elas são apenas açúcar.

Além de reduzir o açúcar, é fundamental dar um impulso a mais para seu organismo. Uma maneira de fazer isso é através do Detox.

Eu tenho um programa de Detox de 7 Dias que pode beneficiar e muito a sua saúde. Clique na imagem abaixo para saber mais sobre esse programa!

Alimentação e câncer. Detox te ajuda a ficar mais saudável. Clique para conhecer o programa de detox.
Alimentação e câncer. Detox te ajuda a ficar mais saudável

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

 

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : açúcar brancoaçúcar e cânceraçúcar é prejudicialaçúcar refinadoalimentaçãoalimentação e cânceralimentação industrializadacâncercâncer de cóloncâncer de fígadocâncer de gargantacâncer de mamacâncer e açúcarcâncer e alimentaçãocâncer gastrointestinalcâncer na bocadependência de açúcarmá alimentação

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta