https://casinoonlineca.ca/internet-casinos/best-payout/
close
Artigos

Artrite e Jejum: 3 coisas que as pessoas com artrite reumatóide devem saber sobre o jejum intermitente

Artrite reumatoide é uma inflamação e como toda inflamação crônica os sintomas podem ser mediados com a mudança de hábitos. Por isso, artrite e jejum precisam ser entendidos por indivíduos que sofrem com as dores crônicas.

É um fato que quando você tem artrite reumatóide (AR), uma dieta saudável que evita  alimentos inflamatórios pode ajudá-lo a se sentir melhor.

Mas que tal mudar os horários em que você come? Esse tipo de plano alimentar, é o que chamamos jejum intermitente.

O jejum intermitente é muito falado por pessoas que desejam perder peso, no entanto, mesmo que você esteja no peso ideal, esse plano alimentar é extremamente útil para reduzir as dores.  

Isso vai te ajudar a se sentir melhor em geral.

Existem muitas versões do jejum, mas basicamente todas elas envolvem alguns períodos de alimentação normal e outros períodos de restrição calórica severa ou abstinência de alimentos.

Artrite e Jejum: o que você precisa saber

Composição com placa, despertador e fita métrica em um fundo colorido.  conceito de dieta e plano de perda de peso, espaço de cópia Foto gratuita1. Existem muitos tipos de jejum intermitente

O jejum intermitente é um termo abrangente que abrange uma variedade de planos alimentares. Em todos os planos, durante os períodos de jejum, você deve apenas beber água, chás (especialmente chás de ervas) e café preto.

Alguns dos tipos mais comuns de Jejum incluem:

  • Dias de jejum selecionados  Algumas pessoas escolhem um ou mais dias durante a semana em que mal comem. Durante os outros dias eles comem normalmente ou até mais do que de outra forma.
  • Jejum 5:2  Esta abordagem comum de JI permite uma alimentação normal sem contar calorias durante cinco dias por semana. Em dois dias (a escolha do comedor, mas a maioria das pessoas não os faz consecutivamente), as calorias são severamente restritas a cerca de 500 calorias por dia para mulheres e 600 para homens. A ideia por trás desses dois tipos é que, se um bolo de chocolate ou uma massa cremosa acenar, é psicologicamente mais fácil dar um passo quando você sabe que pode comê-lo no dia seguinte, mesmo que não o faça.
  • Comer com restrição de tempo (TRE)  Este é outro método popular de FI. As pessoas selecionam uma janela de tempo em que param de comer durante o dia. Os métodos são geralmente descritos pelo número de horas em que você está comendo e as horas que você não está.
  • Um método TRE é conhecido como 12/12, onde você come regularmente durante um período de 12 horas, normalmente durante o dia. Depois de terminar o jantar, digamos às 20h, você não come novamente até o café da manhã das 8h. 
  • 16/8, outro TRE amplamente utilizado, tem um tempo de jejum maior e uma janela alimentar menor. Em vez de tomar o café da manhã às 8h, você continua jejuando até o meio-dia, então todas as calorias são consumidas em 8 horas.

2. Jejum e artrite reumatóide são aliados

Quando se trata de artrite reumatóide, alguns pequenos estudos mostraram que a restrição de calorias, como acontece durante um jejum, pode ter um efeito anti-inflamatório.

E é justamente por esse potencial antiinflamatório que o jejum é tão útil para pacientes com artrite. 

Para entender a relação artrite e jejum foi realizado um estudo em pessoas com artrite reumatóide durante o Ramadã, um feriado durante o qual os muçulmanos religiosos jejuam por 30 dias do amanhecer ao anoitecer (ou seja, um jejum intermitente de 12/12 ou mais).

Neste estudo, 35 pessoas com AR foram avaliadas quanto à atividade da doença antes, durante e em média três meses depois (1). 

A atividade da doença diminuiu significativamente durante o mês de jejum e nos meses seguintes, embora os benefícios tenham começado a desaparecer por volta dos três meses.

Esse estudo é a base inclusive da recomendação da prática do Jejum a cada três meses para pessoas que não conseguem manter o jejum em constância. 

3. Jejum beneficia além da artrite

Além da potencial perda de peso e redução da atividade da Artrite reumatoide, o jejum auxilia pacientes com marcadores de açúcar no sangue

Ou seja, duas condições importantes para pessoas com AR que correm maior risco de desenvolver doenças cardíacas.

A revisão do JAMA Network Open  descobriu que adultos que praticam o Jejum Intermitente tiveram algumas melhorias no colesterol de lipoproteína de baixa densidade (LDL), colesterol total, triglicerídeos e pressão arterial, bem como açúcar no sangue e insulina em jejum (2).

Antes de iniciar o Jejum

É importante esclarecer qualquer novo plano alimentar com seu médico, especialmente para um plano que restringe severamente as calorias em alguns dias ou parte de cada dia, principalmente se você faz uso de medicamento oral.

Lembre-se de que o que você come sempre será mais importante do que quando você come. 

Uma dieta de junk food espremida em 8 horas do dia não será tão benéfica para a sua artrite quanto um plano de alimentação saudável e pouco inflamatório estendido por mais tempo.

Artrite e jejum, de fato, é uma combinação necessária para quem sofre com a inflamação nas articulações. Mas, o mais importante é que você limite o consumo de alimentos inflamatórios sempre. 

Para ser saudável o ideal é que você tenha uma dieta que beneficia  o funcionamento do seu corpo.  E para auxiliar na sua reeducação alimentar, eu trago uma novidade.

Eu convido você a adquirir o e-book da minha esposa, Carol Pimentel.

O livro digital contém mais de 70 receitas deliciosas e low carb, desenvolvido para quem deseja ter uma alimentação extremamente saudável focada em eliminar o sobrepeso, evitar problemas de saúde e reverter os danos causados pela má alimentação passada.

Neste livro você vai aprender as melhores receitas de doces e salgados, sem medo de engordar.

Receitas simples e fáceis de preparar, e o melhor de tudo: Super acessíveis!

Clique na imagem abaixo e adquira agora o seu livro digital.

Gostosuras Low Carb | Carol Pimentel
Adquira o livro digital Gostosuras Low Carb.

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : artriteinflamaçãojejumjejum intermitente

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta