close
ArtigosDores

Artrite: Sintomas, Causas e Tratamentos

Dr Juliano Pimentel

Artrite é uma inflamação que atinge aproximadamente 350 milhões de pessoas no mundo. Afeta as articulações, provocando dores e inchaços, além de outros sintomas. É uma doença crônica, ou seja, não tem cura.

O tipo mais comum de artrite é a osteoartrite, que ocorre quando a cartilagem entre os ossos e as articulações se desgastam, permitindo que os ossos se esfreguem em vez de protegê-los.

A cartilagem é composta de colágeno e outras substâncias que tornam o tecido conjuntivo flexível e forte (1). Ela cobre as extremidades dos ossos, onde se encontram as articulações.

A deterioração ao longo do tempo pode afetar a forma e funcionalidade das articulações, causando dor, dificultando as tarefas diárias e a perda de mobilidade

Ela também pode causar várias complicações na saúde. 

Neste artigo eu vou abordar as principais causas, sintomas e tratamentos para a artrite.

Não deixe de ler e compartilhar.

Artrite

A artrite é uma inflamação articular que gera sintomas como dor, deformidade e dificuldades para se movimentar, que ainda não tem cura.

Essa inflamação pode ser causada por um traumatismo, excesso de peso, alimentação, desgaste natural da articulação ou devido a uma alteração no sistema imune de indivíduos predispostos ao problema.

Ela pode ser classificada como artrite reumatóide, artrite séptica, artrite psoriática, artrite gotosa (gota) ou artrite reativa, dependendo da sua causa.

Sintomas 

Artrite e os Sintomas: Dores nas Articulações. Imagem: (Divulgação)

Os principais sinais e sintomas de alerta para essa doença incluem:

>> Dor nas articulações: A intensidade da dor pode variar, dependendo da localização no corpo, e pode ir e vir dependendo de outros fatores do estilo de vida.

>> Sinais de inflamação e inchaço: Inchaço e retenção de líquidos através da pele sobre a articulação afetada. As articulações também podem aparentar vermelhidão e calor, que são sinais de inchaço.

>> Rigidez: Articulações rígidas afetam a maioria das pessoas com artrite e tendem a piorar quando o paciente fica em pé, deitado ou sentado em uma mesmo posição por longos períodos.

>> Perda de Flexibilidade: Os sintomas da artrite podem variar de pessoa para pessoa, mas os mais comuns são a rigidez e a dor (2).

Se pela manhã você experimenta a sensação de rigidez que dura mais de uma hora, é possível que esse seja um sinal de artrite. Também não deve ser difícil ou doloroso levantar da cadeira (3).

Algumas articulações são mais comumente afetadas pela artrite do que outras, incluindo (4):

  •         A região lombar;
  •         Ancas;
  •         Joelhos;
  •         Pés;
  •         Pescoço;
  •         Dedos;
  •         Base do polegar.

Quem sofre com artrite pode ter dificuldade de movimentação, como:

  •         Andar;
  •         Subir escadas;
  •         Levantar objetos;
  •         Agarrar ou segurar objetos;
  •         Ficar de cócoras;
  •         Levantar as pernas.

Os sintomas podem surgir em indivíduos de qualquer idade, inclusive crianças, e é muito comum que mais de uma articulação seja afetada ao mesmo tempo.

A artrite é uma das doenças inflamatórias crônicas mais comuns em mulheres, obesos e em indivíduos com mais de 40 anos de idade.

Causas

Especialistas ainda não conhecem uma causa concreta para todos os casos de doenças articulares degenerativas, incluindo artrite.

Acredita-se que a causa seja multifatorial, e pode depender de uma combinação de fatores genéticos e estilo de vida.

Algumas das principais causas de artrite incluem:

>> Suscetibilidade genética: Ela pode ter um fator genético envolvido, embora ter uma história familiar não seja uma garantia de que você vai desenvolver artrite.

Uma teoria ligando genética à artrite diz que as pessoas com artrite podem ter um defeito genético no gene que controla a produção de colágeno.

O colágeno é importante para a produção de cartilagem, por isso a produção mais lenta pode levar a uma deterioração mais rápida das articulações (5).

>> Peso: O excesso de peso coloca pressão adicional sobre as articulações. Alguns pacientes com sobrepeso ou obesos têm artrite, e são impactados pelos efeitos negativos da inflamação. Quadris e joelhos suportam a maior parte do peso do corpo, e são mais suscetíveis à tensão adicional e estresse (6). 

 >> Lesões: Traumas ou lesões das articulações desencadeiam o processo de perda, e deterioração da cartilagem.

>> Movimentos repetitivos: Movimentos repetitivos por muitos anos seguidos, excesso de treinamento ou exercício sem descanso suficiente são fatores de risco para a artrite.

>> Infecções: Exemplos de organismos que podem infectar as articulações são salmonella e shigella (intoxicação alimentar ou contaminação), clamídia e gonorreia (doenças sexualmente transmissíveis) e hepatite C.

>> Artrite reumatoide: A artrite reumatoide é uma doença autoimune que faz com que o sistema imunológico, ataque o próprio tecido corporal saudável do corpo. Isso pode ser em reação a problemas relacionados ao intestino e outros fatores, como altas quantidades de estresse e toxicidade.

>> Outras condições médicas: Ter outros problemas de saúde, como diabetes ou doenças autoimunes, pode aumentar o risco de artrite. Gota e problemas metabólicos, como o acúmulo de ácido úrico, também contribuem para a artrite.

O desgaste natural da articulação é uma das causas mais comuns da artrite.

mas esta doença também pode ser causada pelo excesso de peso, idade, traumatismo direto ou indireto, fator genético e devido a fungos, bactérias ou vírus, que se instalam através da corrente sanguínea na articulação, gerando o processo inflamatório.

Fique atento aos sinais do problema e procure orientação médica.

Tratamento 

O tratamento visa basicamente aliviar os sintomas da doença e melhorar sua função, porque o desgaste articular não pode ser totalmente revertido.

Por isso é comum o uso de medicamentos como analgésicos, anti-inflamatórios e imunossupressores, sempre com prescrição médica.

Em casos de dores constantes e dificuldade nos movimentos é recomendado a fisioterapia.

A prática de exercícios como natação, hidroginástica e pilates também são indicadas; pois ajudam no combate à inflamação e no fortalecimento muscular.

Tratamentos Naturais 

Mudanças no estilo de vida são necessárias.

A dieta deve ser rica em alimentos anti-inflamatórios. Ajustes feitos na dieta e estilo de vida podem ajudar a controlar a dor. Aqui estão os principais tratamentos naturais para a artrite

  1. Melhore sua dieta

A dieta saudável e balanceada, rica em alimentos nutritivos e naturais vai auxiliar na redução da inflamação e ainda auxiliar na perda de peso.

O sobrepeso como eu já falei, é uma das causas de artrite em algumas pessoas.31

Os alimentos para ajudar a tratar a artrite incluem:

>> Omega-3: Omega-3 são poderosos na redução da inflamação e também têm outros benefícios. Peixes, como salmão, e nozes são fontes ricas em ômega-3.

>> Alimentos ricos em enxofre: Enxofre reduz a inflamação das articulações e ajuda a reconstruir os tecidos. Ele também diminui a dor. Fontes de enxofre incluem cebola, alho, espargos e repolho.

>> Caldo de osso: Caldo de osso é uma das melhores fontes naturais de colágeno, fonte dos aminoácidos prolina e glicina, que ajudam a reconstruir o tecido. Rico em antioxidantes que ajudam a tratar a inflamação, artrite e dor nas articulações.

>> Alimentos antioxidantes: frutas e legumes são ricos em antioxidantes, vitamina C, vitamina A, fibra, magnésio, potássio, enzimas digestivas e compostos anti-inflamatórios. Algumas das melhores fontes incluem folhas verdes, melão, papaia, abacate e abacaxi.

>> Alimentos ricos em fibras: a fibra ajuda a controlar o apetite, é benéfica para a saúde digestiva e reduz o risco de várias outras doenças e complicações. Os melhores alimentos rico em fibras incluem legumes, frutas, nozes e sementes.

2. Permaneça Ativo

Pessoas com artrite tendem a ser menos ativas, provavelmente devido à dor que sentem quando se exercitam.

A atividade física é importante para a saúde das articulações e, a longo prazo, pode realmente ajudar a tratar a artrite.

Fortalece os músculos ao redor da articulação afetada, que fornece suporte adicional e menos tensão, e ajuda a regular os hormônios.

A maioria dos especialistas considera que o movimento é uma parte essencial de qualquer plano de tratamento da artrite (7).

Exercícios que são mais apropriados para pessoas com artrite incluem:

  •         Alongamentos diários para melhor amplitude de movimento e flexibilidade;
  •         Caminhada rápida para benefícios cardiovasculares e imunológicos;
  •         Exercícios aeróbicos para a construção de força e resistência, incluindo exercícios aquáticos, caminhadas, ciclismo ou natação;
  •         Treinamento de força usando pesos leves.

       3. Consuma Gengibre e Cúrcuma

O gengibre contém substâncias químicas que podem ter efeitos analgésicos e anti-inflamatórios no corpo.

Pesquisas mostram que o gengibre diminui a dor associada à artrite e melhora a saúde digestiva.

Um relatório de 2005 publicado no Journal of Medicinal Foods, declarou que o extrato de gengibre inibe a indução de vários genes envolvidos na resposta inflamatória (9).

Já a cúrcuma é conhecida por ser um dos mais poderosos anti-inflamatórios naturais que existe. Os efeitos da cúrcuma incluem inibição da inflamação das articulações, redução do inchaço e diminuição da destruição da articulação (10).

Alimentos Que Devem Ser Evitados

Tente evitar alimentos com: excesso de açúcar; óleos hidrogenados (óleo de soja, óleo de canola); glúten: produtos de trigo e cevada, e os alimentos industrializados que são pobre em nutrientes mas ricos em sódio e açúcares.

A artrite é uma inflamação nas articulações do corpo e que pode ser muito dolorosa e dificuldades de movimentação.

Ela não tem cura mas pode ser tratado com acompanhamento médico, mudanças na dieta e na sua rotina.

Exclua alimentos processados e industrializados da sua alimentação, eles são ricos em conservantes, açúcares adicionados e sódio.

Existem formas de ter uma alimentação de verdade, e que pode transformar a sua vida!

 

Se você ou algum membro da sua família sofre de alguma doença inflamatória ou crônica, eu tenho um convite para você!!!  Assista o meu vídeo abaixo.

DOENÇAS CRÔNICAS? INFLAMAÇÃO CRÔNICA?

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : alimentos anti-inflamatóriosalimentos processadosanti-inflamatóriosarticulações do corpoartriteartrite psoriáticaartrite reumatóidecartilagemdesgaste natural da articulaçãodestaquedoença crônicadordr. juliano pimentelexercíciosfisioterapiainchaçosMovimentos repetitivososteoartriteperda de mobilidaderetenção de líquidosrigidezsaúdesaúde digestivasistema imunesobrepesotratamentosvitamina a

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

2 Comentários

  1. Obrigada mesmo pelo bom conteúdo. Hoje pude aprender boas dicas com sua matéria e assim amplimar meus conhecimentos. Fica a dica também para quem sofre de problemas nos ossos. Gratidão!

Enviar Resposta