close
Dr Juliano Pimentel

Você sabe quais são os sinais de baixa imunidadeO sistema imunológico é a defesa contra organismos infecciosos e demais invasores, como germes, bactérias, vírus e outros micróbios.

O sistema é formado por células especiais, proteínas, tecido e órgãos, que criam barreiras físicas no corpo; como a pele e a acidez do estômago, que atuam evitando a entrada de micro-organismos ou combatendo infecções quando o organismo fica doente.

Neste artigo, você vai saber sobre as causas, sintomas e como tratar a baixa imunidade.

Não deixe de ler e compartilhar.

Baixa imunidade e as Causas

Baixa Imunidade: Causas, Sintomas e Tratamento. Imagem: (Divulgação)

Nem todos ficam doentes quando entram em contato com o patógeno. 

O que determina tal situação é o sistema imunológico, que pode estar forte ou fraco; o que é estabelecido por diversos fatores.

Há algumas causas importantes para a baixa imunidade do organismo.

Algumas doenças, por exemplo, diminuem naturalmente a imunidade do organismo, como desnutrição, AIDS, câncer, anemia, lúpus, obesidade e alcoolismo.

Além disso, o sistema imunológico também pode ficar comprometido com o uso de tabaco (1).

O uso de corticoides, medicamentos que são utilizados em transplantes de órgãos; outros durante o tratamento para câncer e até mesmo o uso prolongado de alguns remédios, como a Dipirona, também causam a baixa imunidade.

Variações hormonais, típicas dos ciclos menstruais e da TPM, podem afetar o funcionamento das células do sistema imunológico.

Estudos explicam que isso ocorre porque os níveis de progesterona aumentam na segunda fase do ciclo menstrual, e isso pode inibir o sistema imune feminino.

Contudo, algumas mulheres sofrem mais esses efeitos do que outras, ficando mais vulneráveis à infecções.

Durante a gravidez é normal ficar com o sistema imunológico mais vulnerável, devido às alterações hormonais e às mudanças no corpo; sendo necessário ter atenção redobrada para evitar problemas como gripes e infecções urinárias; por isso, o acompanhamento médico contínuo é essencial.

Pessoas com hábitos alimentares saudáveis têm mais resistência contra doenças infecciosas.

Portanto, uma má alimentação também provoca a baixa imunidade, pois a falta de nutrientes afeta o funcionamento das células.

Alguns nutrientes são de extrema importância, como ferro, cálcio, zinco, selênio, as vitaminas A, E, C, D, complexo B, ácido fólico e antioxidantes como flavonoides, quercetina e glutationa.

Veja a seguir alguns sinais de alerta.

Sintomas da baixa imunidade

Baixa imunidade: Fique atento (a) aos sinais. Imagem: (Divulgação)

Observe alguns sinais (2):

Herpes, estomatite e amigdalite na boca;

– Doenças gerais causadas por fungos, vírus e bactérias, infecções recorrentes e abscessos na pele;

Otites;

Herpes na região genital;

– Gripes e resfriados.

Além desses sinais, de acordo com a Fundação Jeffrey Modell e a Cruz Vermelha Americana, ao apresentar um ou mais dos sinais citados a seguir, o paciente deve ser investigado:

– Duas ou mais pneumonias no último ano;

– Oito ou mais inflamações no ouvido no último ano;

– Estomatites de repetição, ou monilíase por mais de dois meses;

– Abscessos de repetição ou ectima, ou seja, acúmulo de pus na pele;

– Um episódio de infecção sistêmica grave: meningite, artrose ou septicemia;

– Mau funcionamento do intestino, infecções intestinais de repetição ou diarreia crônica;

– Asma grave, doença do colágeno ou doença autoimune;

– Efeito adverso ao BCG e/ou infecção por microbactéria;

– Quando houver apresentação de variadas doenças, e síndromes que podem ter relação com o sistema imunológico.

Tratamento da baixa imunidade

Ao notar sintomas de baixa imunidade ou apresentar doenças e fatores de risco que enfraquecem o sistema imunológico, é preciso procurar o médico.

Exames de sangue são necessários para analisar como está a imunidade.

Contudo, o tratamento é feito com alterações na alimentação, e prática regular de atividade física.

No que diz respeito à alimentação, alguns grupos de alimentos aumentam a imunidade, como frutas, legumes, sementes e peixe; pois são ricos em nutrientes que ajudam na formação das células do sistema imunológico.

Esses alimentos também ajudam a proteger as demais células do organismo, melhorando a defesa do corpo.

Confira alguns alimentos importantes para aumentar a imunidade (3):

>> Iogurte de Kefir – é rico em probióticos importantes para a produção das células do sistema imunológico;

>> Sementes de girassol –  possui grande quantidade de vitamina E, que é antioxidante, ajuda a proteger as células do corpo contra substâncias tóxicas, radiação e os radicais livres;

>> Morango – rico em vitamina C, aumenta a produção das células de defesa do corpo, aumentando assim a resistência a infecções;

>> Tomate – tem vitamina A, que é importante na manutenção da integridade das células do sistema imunológico;

>> Salmão – rico em omega 3, ajuda na regulação de algumas células imunológicas e é anti-inflamatório;

>> Ostras – são ricas em zinco, que atua na reparação dos tecidos e na cicatrização de ferimentos.

Inclua outros alimentos como: mamão, beterraba, manga, damasco, maçã, pera, figo, semente de linhaça, sardinha, atum e abacate.

 É necessário ter diariamente uma alimentação de verdade, que incluem proteínas, gorduras saudáveis, legumes e frutas.

Coma pelo menos três frutas por dia, legumes nas refeições principais, como almoço e jantar, use sementes de girassol nas saladas, sucos ou vitaminas; e faça pelo menos uma das refeições principais com peixe.

É importante evitar alimentos como amendoim, milho, aveia e trigo porque são ricos no aminoácido arginina, que aumenta a replicação do vírus e aumenta a chances de desenvolvimento de herpes.

glúten presente em alguns desses alimentos, é responsável por inflamações e outros problemas que afetam a imunidade.

Cuide da sua alimentação e procure orientação médica.

Mas mesmo que você consuma de vez em quando alguns alimentos naturais, isso não é bastante para garantir a boa saúde, a prevenção de doenças e o cuidado com a imunidade.

Se você costuma comer alimentos industrializados e processados, está à um passo ver a sua saúde minguar aos poucos.

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

 

 

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:

Você pode Gostar

Tags : ácido fólicoamigdaliteAumentar a Imunidadebactériasbaixa imunidadecomplexo BcorticoidesdesnutriçãodestaqueDipironadoenças infecciosasdr. juliano pimentele-bookferrogravidezherpesinfecção sistêmica graveinfecções urináriasIogurte de Kefirlúpusmá alimentaçãomalefícios do açúcarobesidadeômega-3organismos infecciososOtitespneumoniasprevenção de doençasprobióticossaúdesementes de girassolsistema imunológicotomatevírusvitamina Cvitaminas A

The author Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta