close
ArtigosDores

Cãibra Muscular: Causas, Sintomas e Formas de Prevenção

Dr Juliano Pimentel

A cãibra é uma dor intensa caracterizada pela contração rápida, dolorosa e involuntária dos músculos; a cãibra é um problema comum que apesar de não sinalizar nenhuma doença grave, mostra um desequilíbrio de água e nutrientes no organismo.

Neste artigo, você vai conhecer as causas, sintomas e formas de prevenção da cãibra.

Não deixe de ler e compartilhar.

Cãibra: O que é

A cãibra é uma contração rápida e dolorosa de um músculo ou de vários músculos, e que podem afetar qualquer parte do corpo, mas que normalmente surge nos pés, mãos ou pernas, especialmente a panturrilha e a parte de trás da coxa.

A contração no músculo ocorre em função do desequilíbrio hidroeletrolítico da área onde a dor aparece; ou seja, quando sentimos cãibra, o organismo está dando sinais de que é preciso repor a água e os sais minerais, como potássio e sódio nesta região (1).

Geralmente, elas não são graves e surgem após a prática de exercício físico intenso, ou devido à falta de água no músculo.

Porém, também podem acontecer durante a gravidez, ou devido à problemas de saúde como falta de minerais, diabetes, doenças no fígado ou miopatia, por exemplo.

Então, se a sua câimbra surge mais de 1 vez por dia ou demora mais de 10 minutos para passar, é recomendado consultar o médico, para identificar a causa e iniciar o tratamento adequado.

Embora possa acontecer em outras partes do corpo, a cãibra costuma atingir com mais frequências os dedos, os pés e panturrilha em função do desgaste maior que estas áreas sofrem.

Como essas regiões estão em constante movimento, acabam perdendo os nutrientes com maior rapidez; e o corpo reage mandando sinais de que é preciso repor os nutrientes, por isso se tornam o foco maior das cãibras.

Calçados impróprios para caminhar ou praticar exercícios físicos, e uma dieta desregulada podem tornar o problema mais frequente.

Causas das Cãibras

Silhouette woman run under blue sky with clouds and sun
Cãibra: Uso excessivo do músculo pode ser uma causa. Imagem: (Divulgação)

O uso excessivo de um músculo, desidratação, tensão muscular ou simplesmente manter a mesma posição por período prolongado, pode resultar em uma cãibra muscular (2).

Em muitos casos, no entanto, a causa exata do sintoma é desconhecida.

Embora a maioria das cãibras musculares sejam inofensivas, algumas podem estar relacionadas à algum problema de saúde, como:

  •         Estreitamento das artérias;
  •         Compressão do nervo;
  •         Deficiência de potássio, cálcio ou magnésio;
  •         Uso de medicamentos diuréticos;
  •         Diabetes;
  •         Doenças neurológicas;
  •         Doenças do fígado;
  •         Distúrbios da tireoide;
  •         Alcoolismo;
  •         Fatores de risco.

Entre os fatores que podem aumentar o risco de cãibras musculares incluem:

  •         Idade avançada;
  •         Desidratação;
  •         Atividade física intensa
  •         Gravidez;
  •         Anemia;
  •         Sedentarismo;
  •         Fratura óssea;
  •         Ingestão excessiva de álcool;
  •         Presença de doenças metabólicas.

Também é comum incluírem a falta de potássio no organismo como causa de câimbras.

Na verdade, a hipocalemia (baixos níveis sanguíneos de potássio) pode até causar contrações involuntárias, mas seu principal sintoma é fraqueza ou paralisia muscular.

Alterações dos níveis de cálcio ou magnésio, são causas mais importantes e comuns de câimbras que a falta de potássio.

Tratamento

O melhor tratamento é alongar a área na hora da contração.

O alongamento da região estimula a circulação no local e promove a irrigação das veias e a reposição dos nutrientes perdidos, melhorando a dor (3).

A cãibra está diretamente ligada aos nossos hábitos de vida e é por isso que medidas simples conseguem diminuir a frequência do problema.

>> Comer alimentos ricos em minerais potássio, magnésio e cálcio;

>> Beber cerca de 2 litros de água por dia;

>> Fazer alongamentos antes e depois do exercício físico;

>> Fazer alongamentos antes de dormir, em caso de câimbra noturna;

>> Respeitar seu limite físico para não causar dores por exaustão;

>> Evitar alimentos e bebidas diuréticas para amenizar a perda de nutrientes;

>> Usar calçados adequados e confortáveis para práticas esportivas ou para quem fica muito tempo em pé.

No caso de a câimbra muscular ser causada por problemas de saúde, como diabetes, doenças no fígado ou falta de minerais; o médico pode recomendar também o tratamento com suplementos nutricionais ou remédios específicos para cada problema.

Alimentos Que Previnem as Cãibras

A banana é rica em potássio, um dos principais minerais responsáveis pelo equilíbrio hidroeletrolítico; ela ajuda bastante na prevenção da contração; porém, se não houver a reposição dos demais nutrientes e sais minerais, isso não será o suficiente (4).

É importante o consumo de alimentos ricos em magnésio, potássio, sódio e cálcio de forma equilibrada; para garantir uma ótima contração muscular e diminuir a incidência das cãibras.

Entre os alimentos que melhoram os sintomas da cãibra estão:

  •          Amendoim;
  •         Abacate;
  •         Cenoura;
  •         Chá preto;
  •         Brócolis;
  •         Algas;
  •         Azeitona;
  •         Bacon;
  •         Carne seca;
  •         Amêndoa;
  •         Castanha-do-Pará.

É importante que estes alimentos sejam consumidos de forma equilibrada, para garantir uma melhor absorção dos nutrientes.

Beber bastante água diariamente também é fundamental para ajudar a eliminar as cãibras, pois uma das maiores causas da ocorrência de cãibra é a desidratação.

E fazer uma análise ao sangue é um excelente método para certificar se as cãibras são decorrentes da anemia.

Caso os sintomas persistam, procure orientação médica.

E se o seu objetivo é melhorar a saúde com a alimentação correta, comece hoje mesmo!

 

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : alimentos industrializadoscãibracãibra muscularcálciocastanha do parácontração rápidaDeficiência de potássiodesequilíbrio hidroeletrolíticodestaquediabetesdieta equilibradadoenças metabólicasdoenças neurológicasdoenças no fígadodor intensadr. juliano pimentele-bookgravidezhipocalemialivro digitalmúsculossaúdetensão muscular

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta