https://casinoonlineca.ca/internet-casinos/best-payout/
close
Artigos

Como o sono afeta a depressão

Não é nenhum segredo que a depressão e o sono estão fortemente relacionados.  Seja o excesso ou a falta de sono afeta a depressão.

As ligações entre o sono e a depressão são fortes. Afinal, cerca de três quartos dos pacientes deprimidos apresentam sintomas de insônia, e a hipersonia está presente em cerca de 40% dos jovens adultos deprimidos e 10% dos pacientes mais velhos, com preponderância no sexo feminino.

Além disso, os sintomas causam grande angústia, têm grande impacto na qualidade de vida e são um forte fator de risco para o suicídio.

Ambas as extremidades do espectro – dormir muito ou pouco – podem impactar sua saúde física e mental de maneiras que você nunca poderia imaginar.

A insônia é um dos principais sinais da  depressão clínica, ao mesmo tempo em que outro sinal de depressão clínica é dormir demais.

Ter um distúrbio do sono por si só não causa depressão, mas a falta de sono desempenha um papel importante. 

Qual é a ligação entre distúrbios do sono e depressão?

Sono afeta a depressão | Juliano Pimentel
Sono afeta a depressão.

A falta de sono causada por outra condição médica, um distúrbio do sono ou problemas pessoais pode piorar a depressão. No entanto, a incapacidade de dormir por um longo período também é um indício importante de que alguém pode estar deprimido.

Os problemas de sono associados à depressão incluem insônia, assim como hipersonia e apneia obstrutiva do sono.

No entanto, a insônia é a mais comum e estima-se que ocorra em cerca de 75% dos pacientes adultos com depressão. Acredita-se que cerca de 20% das pessoas com depressão apresentam apneia obstrutiva do sono e cerca de 15% têm hipersonia. Muitas pessoas com depressão podem alternar entre a insônia e a hipersonia durante um único período de depressão.

Problemas de sono podem contribuir para o desenvolvimento de depressão por meio de mudanças na função do neurotransmissor serotonina. As interrupções do sono podem afetar o sistema de estresse do corpo, interrompendo os ritmos circadianos e aumentando a vulnerabilidade para a depressão (1).

O sono afeta a depressão, pois o sono normal é um estado restaurador. No entanto, quando o sono é interrompido ou inadequado, pode levar ao aumento da tensão, vigilância e irritabilidade.

Traumas físicos ou emocionais e problemas metabólicos ou outros problemas médicos, por exemplo, podem desencadear distúrbios do sono. No entanto, o sono insatisfatório pode levar à fadiga.

Com a fadiga, você se exercita menos e isso leva a um declínio no seu nível de condicionamento. Eventualmente, você se encontra em um ciclo vicioso de inatividade e sono perturbado, que causa sintomas físicos e relacionados ao humor.

Felizmente, as pessoas que são tratadas para depressão grave geralmente relatam uma melhora na qualidade do sono.

Como lidar com a depressão?

Existem maneiras muito eficazes para tratar a depressão, incluindo terapia cognitivo-comportamental (TCC) e terapia interpessoal (TIP). Além disso, CBT para insônia (CBT-I) é um tipo de CBT que se concentra no controle da insônia crônica.

Além disso, os antidepressivos são um tratamento eficaz para a depressão. 

No entanto, quando os medicamentos e outras abordagens não são eficazes, algumas pessoas com depressão consideram a terapia eletroconvulsiva (ECT). Outros tipos mais recentes de estimulação cerebral, como estimulação magnética transcraniana repetitiva (EMTr) e estimulação do nervo vago (ENV), por exemplo. 

Afinal, esses tratamentos podem ser eficazes, mas são fornecidos apenas sob a orientação de um profissional treinado.

Exercícios de baixa intensidade, mesmo caminhando 10 minutos por dia, por exemplo, podem levar a melhorias no humor e na saúde física. Alias, o exercício é útil para melhorar a qualidade do sono. Para algumas pessoas com depressão leve a moderada, os exercícios podem funcionar tão eficazmente quanto um antidepressivo.

Agora que você já entendeu a relação entre o sono e a depressão quero te fazer um convite especial.

Entre os dias 13 e 17 de dezembro farei um treinamento online e totalmente gratuito a fim de ajudar você e sua família a despertar para uma vida mais saudável.

É a sua chance de começar o novo ano diferente, e mais conectado com sua existência e poder das suas 7 saúdes.

Clique aqui, para conferir o que vai rolar nesta semana de aula. 

Sugiro fortemente que você faça seu cadastro e participe dessas aulas de corpo e alma.

 

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

🔴 Curta também as redes sociais! 📷Instagram / 👍Facebook / 🎥 YouTube

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : depressãofadigafalta de sonoinsôniasono

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta