close
ArtigosMetabolismo

Estrogênio Alto – Saiba quais são as Causas, Sintomas e Tratamentos

547652-PJXSNJ-973

Quando se fala de hormônios, é comum associar a testosterona como um hormônio masculino e o estrogênio como hormônio feminino.

No entanto, tanto homem quanto mulher possuem ambos os hormônios. Mas é claro, que em proporções diferentes.  

Afinal, esses hormônios sexuais estão envolvidos no crescimento, manutenção e reparo de tecidos reprodutivos.

Mas isso não é tudo. Eles também influenciam outros tecidos do corpo e massa óssea. Justamente por isso, é fundamental que os hormônios estejam em quantidade e nível adequados.

E neste artigo abordei causas, sintomas e tratamentos de estrogênio alto.

Gostou desse tema? Leia, comente e compartilhe!

Porque o estrogênio é tão importante?

Embora presentes no corpo em pequenas quantidades, os hormônios têm grandes papéis na manutenção de sua saúde.

E com estrogênio, que comumente está associado ao corpo feminino, também é assim.

Inclusive essa associação acontece, porque o estrogênio

  • é responsável pelo desenvolvimento sexual das meninas quando atingem a puberdade (1)
  • controla o crescimento do revestimento uterino durante o ciclo menstrual e no início de uma gravidez (2)
  • causa alterações mamárias em adolescentes e mulheres grávidas
  • está envolvido no metabolismo ósseo e do colesterol
  • além disso, regula a ingestão de alimentos, o peso corporal, o metabolismo da glicose e a sensibilidade à insulina.

Ou seja, qualquer alteração nesse hormônio ele impacta na saúde da mulher.

E quais são os sintomas de estrogênio está alto?

De fato, altos níveis desse hormônio podem se desenvolver naturalmente. No entanto, o excesso de estrogênio também pode resultado da ingestão de certos medicamentos.

Por exemplo, a terapia de reposição de estrogênio, um tratamento popular para os sintomas da menopausa, pode levar o hormônio a atingir níveis problemáticos (3).

Sintomas de alto estrogênio em mulheres:

Quando os níveis de estrogênio e testosterona do seu corpo não estão equilibrados, você pode começar a desenvolver certos sintomas (4).

Mulher com sintomas de estrogênio alto
Mulher com sintomas de estrogênio alto

Nas mulheres, os sintomas potenciais incluem:

  • inchaço
  • inchaço e sensibilidade nos seus seios
  • assim como, nódulos fibrocísticos em seus seios
  • diminuição do desejo sexual
  • períodos menstruais irregulares
  • aumento dos sintomas da síndrome pré-menstrual (TPM)
  • mudanças de humor, por exemplo
  • dores de cabeça
  • ansiedade e ataques de pânico
  • ganho de peso
  • e também perda de cabelo
  • além de mãos ou pés frios
  • dificuldade para dormir
  • sonolência ou fadiga
  • assim como problemas de memória

Sintomas de alto estrogênio em homens:

Embora seja chamado de hormônio feminino, o corpo de um homem também produz estrogênio.

Sendo assim, um equilíbrio saudável desses hormônios é importante para o crescimento e desenvolvimento sexual.

Ginecomastia é um sintoma de estrogênio alto
Ginecomastia é um sintoma de estrogênio alto

No entanto, quando esses hormônios se tornam desequilibrados, seu desenvolvimento e função sexuais podem ser afetados.

Os sintomas desse hormônio alto em homens incluem:

  • Infertilidade. Afinal, esse hormônio é parcialmente responsável pela criação de espermatozoides saudáveis. Então, quando os níveis de estrogênio são altos, os níveis de esperma podem cair e levar a problemas de fertilidade.
  • Ginecomastia. O estrogênio pode estimular o crescimento do tecido mamário. Ou seja, homens com excesso desse hormônio podem desenvolver ginecomastia, uma condição que leva a seios maiores.
  • Disfunção erétil (DE). Além disso, homens com altos níveis de estrogênio podem ter dificuldade em obter ou manter uma ereção.

E como identificar o estrogênio alto?

Se o médico suspeitar que você pode ter estrogênio alto, por exemplo, ele provavelmente pedirá um exame de sangue para verificar seus níveis hormonais.

E são os resultados desses exames que indicarão se os níveis do hormônio estão muito baixos ou muito altos.

Os níveis de estrogênio no sangue são medidos em pictogramas por mililitro (pg / mL).

Ao fazer o exame, você vai observar que existem três tipos de estrogênio: estradiol, estriol e estrona (5, 6).

O estradiol é o principal hormônio sexual feminino. Já o Estriol e Estrona são hormônios sexuais femininos menores. O estriol, inclusive, é quase indetectável em mulheres que não estão grávidas.

Fase da Vida MulherEstronaEstradiol
Pré-adolescenteIndetectável – 29 pg / mlIndetectável – 20 pg / ml
Adolescente10-200 pg / mLIndetectável – 350 pg / ml
Adulta pré-menopausa17-200 pg / mL15 a 350 pg / ml
Adulta na pós-menopausa7 a 40 pg / mL<10 pg / ml

Em meninas e mulheres na pré-menopausa, os níveis de estradiol variam muito ao longo do ciclo menstrual.

 

Fase da vida Homem EstronaEstradiol
Pré-adolescenteIndetectável – 16 pg / mlIndetectável – 13 pg / ml
AdolescenteIndetectável – 60 pg / mlIndetectável – 40 pg / ml
Adulto10 a 60 pg / ml10 a 40 pg / ml

Se os níveis de estrogênio estiverem acima do recomendado, considerando a fase da vida, será necessário fazer tratamentos para equilibrar os hormônios.

Tratamentos para equilíbrio do estrogênio

Com tudo, para gerenciar o alto nível desse hormônio, o médico pode prescrever medicamentos, assim como recomendar cirurgia ou até mesmo, sugerir um ajuste na sua dieta.

Medicação

Se você desenvolver altos níveis de estrogênio durante a terapia hormonal, por exemplo, o médico poderá alterar seu plano de terapia hormonal. Isso pode ajudar inclusive, seu corpo a alcançar um equilíbrio hormonal mais saudável.

Em outros casos, porém, eles podem prescrever um medicamento que impede seus ovários de produzir o hormônio.

Cirurgia

Por outro lado, se você tem um tipo de câncer que é sensível ao estrogênio, por exemplo, seu médico também pode recomendar uma ooforectomia. Este é um tipo de cirurgia usada para remover ovários.

Afinal, como os ovários produzem a maior parte do estrogênio no corpo das mulheres, removê-los reduz os níveis do hormônio. Isso causa, inclusive, o que é conhecido como menopausa cirúrgica (7).

Além disso, também pode ser recomendado ooforectomia se você está em risco muito elevado de desenvolver de mama ou de ovário câncer.

De acordo com o National Câncer Institute (NCI), a remoção dos dois ovários pode reduzir, inclusive, o risco de câncer de mama em pacientes com risco muito alto em cerca de 50% (8).

Além do mais, é possível também usar radioterapia para deixar seus ovários inativos (9).

Dieta

Para ajudar a diminuir seus níveis de estrogênio, pode por exemplo, ser recomendado mudanças em seus hábitos alimentares.

Sendo assim, você deve ingerir uma dieta pobre em gordura e rica em fibras. Além disso, se você estiver acima do peso, talvez seja a hora de eliminar os quilos a mais.

Afinal, a alimentação está relacionada a todo corpo, inclusive aos hormônios. Para iniciar esse processo da perda de peso, você pode começar com hábitos simples.

Como por exemplo, evitar o açúcar, controlar a ingestão de gorduras industrializadas, comer e beber alimentos naturais.

Sucos vegetais, por exemplo, por ter muita fibra e ser rico em antioxidantes ajuda a fazer uma limpeza no seu organismo e a diminui o excesso de gordura. Experimente!

Sucos Vegetais para controlar o estrogênio
Sucos para perder peso e controlar o estrogênio

Cuide da sua saúde.

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : alimentaçãodestaquedietadisfunção erétildr. juliano pimentelequilíbrio do estrogênioestrogênioestrogênio altoGinecomastiahormônio femininoinfertilidade masculinametabolismonível de estrogêniosaúde

The author Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta