close
ArtigosDores

Hérnia Inguinal – Causas, Sintomas e Tratamento

Dr Juliano Pimentel

Irritações na região abdominal, dores súbitas, febre podem ser sintomas da hérnia inguinal. Ela consiste em uma protuberância que se desenvolve na região da virilha. Geralmente, a hérnia inguinal é mais frente nos homens.

Elas acontecem por descuido da natureza na formação dessa parede abdominal na região da virilha, que tem de suportar pressões muito altas.

Neste artigo, eu irei explicar mais sobre as causas, sintomas e tratamento da hérnia inguinal.

Não deixe de ler e compartilhar.

Hérnia Inguinal e as Causas

Isso se deve, à uma parte do intestino que se projeta através de um ponto mais fraco dos músculos abdominais. 

O defeito no canal inguinal, é a principal causa para o aparecimento de hérnia inguinal. Contudo não é a única causa.

Há dois tipos de hérnia inguinal: a direta e a indireta. A hérnia inguinal direta é mais comum nos idosos e está associada aos esforços diários.

Ela se forma diretamente num ponto da parede abdominal enfraquecida, que se rompe, permitindo a penetração de um segmento do intestino na bolsa escrotal.

Já a hérnia inguinal indireta é mais comum nas crianças e em jovens.

Ela se forma pela passagem da alça intestinal para o interior da bolsa que envolve o testículo através de um ponto frágil, o anel herniário (1).

Mas, não é só a pressão provocada pelos exercícios que contraem a musculatura do abdômen.

Durante o esforço da evacuação, a parede abdominal funciona como uma prensa. Essa prensa também é comum nas mulher na hora do parto, na hora de expulsar o feto do interior do útero.

Basicamente, as principais causas e as mais comuns são (2):

>> Idade acima de 50 anos;

>> Ser do sexo masculino;

>> Ter histórico familiar de hérnia inguinal;

>> Parto prematuro ou baixo peso ao nascimento;

>> Tosse crônica;

>> Constipação intestinal;

>> Histórico de cirurgia na parede abdominal;

>> Histórico de trauma abdominal;

>> Esforço físico com excesso de pressão intra-abdominal;

>> Obesidade;

>> Tabagismo;

>> Gravidez.

As atividades físicas que exigem mais empenho e grande força física pode facilitar o aparecimento de hérnia inguinal.

Principalmente os exercícios que fazem a musculatura contrair-se aumentando a pressão dentro da cavidade abdominal, e a ruptura dos tecidos.

Entre eles, destacam-se os exercícios de agachamento e dos membros superiores e inferiores, assim como os exercícios isotônicos e os isométricos.

Uma das causas da hérnia inguinal é a constipação intestinal, ou seja, a prisão de ventre.

Além disso, aqueles que apresentarem problemas na próstata e que fazem força para urinar ou evacuar, também estão sujeitos ao aumento da pressão intra abdominal, que pode provocar ruptura dos tecidos e, consequentemente, o aparecimento de hérnia.

Por isso, uma má alimentação está relacionada também às causas da doença.

Visto que a falta de nutrientes adequados não coloca o organismo em bom funcionamento, principalmente o intestino e a bexiga.

Sendo assim, é necessário investir em uma alimentação de verdade, balanceando um cardápio com muitas fibras.

Quando há o histórico familiar de hérnias, porém, é mais provável que a pessoa sofra com o problema, mas não há como prever nem prevenir que isso aconteça.  

Não há prevenção comprovada para a doença. Por isso, caso o problema se manifeste e o indivíduo note a apresentação de sintomas, é necessário procurar ajuda médica.

Sintomas

A hérnia inguinal pode surgir também em bebês. Mas, pode não apresentar sintomas na infância.

Basicamente, os sintomas se resumem em protuberância ou inchaço na região inguinal e pode haver dor ou desconforto na região ao levantar-se, curvar-se ou levantar peso.

A pessoa com hérnia inguinal poderá apresentar ainda (5):

>> Náuseas e/ou vômitos;

>> Febre;

>> Dor súbita que se intensifica de forma rápida;

>> Hérnia que se torna vermelha, roxa ou escurecida;

>> Interrupção das evacuações e da eliminação de gases intestinais;

>> Irritação na região abdominal.

A hérnia poderá ser diagnosticada através da observação médica por meio da palpação da região.

Quando buscar ajuda médica, é importante contar ao médico várias informações sobre seu quadro clínico.

Como, por exemplo, quando as dores começaram, qual a intensidade das dores, se você fuma e quantos cigarros são consumidos diariamente.

Como é a sua alimentação e os alimentos consumidos frequentemente, se há prática de exercícios físicos e quais são os exercícios, e se fez uso de medicações para melhorar as dores (6).

Tratamento

O tratamento indicado para a hérnia inguinal tanto na forma direta quanto é indireta é a cirurgia. A mesma é indicada quando o paciente apresenta os sintomas da doença (7).

A cirurgia é realizada sob anestesia local ou raquidiana e dura cerca de 2 horas. Em alguns casos o médico poderá colocar uma espécie de “rede” no local para evitar que a hérnia reapareça.

Quanto menor a hérnia, maior o sucesso do tratamento cirúrgico.

Se ela crescer muito, os tecidos se tornam frágeis, a dissecção do saco herniário será trabalhosa e, como consequência, haverá mais inchaço (edema) e mais desconforto no pós-operatório (8).

Em casos raros, a correção da hérnia inguinal pode causar danos às estruturas envolvidas na função dos testículos.

Outro possível risco da cirurgia de hérnia é o dano aos nervos, que pode causar falta de sensação na região das virilhas. O maior risco da cirurgia de hérnia é criar outra hérnia, o que pode ocorrer anos mais tarde (9).

Para garantir uma boa recuperação pós cirurgia, é necessário evitar fazer esforços e exercícios físicos, evitar esticar o tronco até a completa cicatrização da ferida.

Evite dormir de barriga para baixo e dirigir por pelo menos um mês; procure  aumentar o consumo de alimentos ricos em fibras para evitar esforços para evacuar, e tomar bastante líquidos para evitar esforços para urinar.  

Se você fuma ou faz uso de bebidas alcoólicas, é recomendável parar.

Fique atento aos sintomas da Hérnia Inguinal, invista em uma alimentação rica em fibras (com frutas e legumes) e procure orientação médica.

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

BAIXE AGORA O MEU EBOOK SOBRE A DIETA DUKAN E CONHEÇA TODAS AS VERDADES SOBRE ELA!!!

[/vc_column_text]

[/vc_column][/vc_row]

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:

Você pode Gostar

Tags : atividades físicasconstipação intestinaldefeito no canal inguinaldestaquedr. juliano pimentelexercícios de agachamentofalta de nutrientesfibrashérniahérnia inguinalhérnia inguinal diretahérnia inguinal indiretahomensinchaço na região inguinalpressão intra abdominalsaúdeTosse crônicatrauma abdominal

The author Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta