close

O efeito sanfona é um dos movimentos mais temidos por pessoas acima do peso. É muito comum as pessoas emagrecerem e daqui a algum tempo retornarem ao peso que tinham. Mudar a mentalidade para emagrecer é a melhor maneira de perder peso de uma vez por toda!

Eu gosto de associar o efeito sanfona à saúde mental do paciente. Geralmente as pessoas que passam por esse processo de engorda e emagrece não estão com a mente programada para emagrecer.

Corpo e mente estão inter-relacionados, sendo assim, um depende do outro. Por isso, alinhar saúde mental no emagrecimento é determinante para um resultado positivo e duradouro.

Neste artigo você vai ter dicas de como ajustar sua saúde mental no emagrecimento! 

Mentalidade para emagrecer

Mente e corpo são distintos, porém, fazem parte de um mesmo ser! Lembre-se disso, afinal, ao compreender que trabalhar sua mente vai te ajudar a ter resultados positivos no emagrecimento, será uma virada de chave.

Mude a mentalidade para emagrecer. Imagem: (Divulgação)

Pense comigo… Uma pessoa que está acima do peso, se vê acima do peso, escuta pessoas falando que ela está acima do peso, não consegue comprar algumas roupas que deseja porque está acima do peso. 

Essa pessoa assume um comportamento de que ela é gorda!

No entanto, não existe uma pessoa que é gorda. Existem pessoas que estão gordas. Percebe a diferença?

 

 

“Estar gorda” é um estado que pode ser alterado

E o primeiro passo para emagrecer de vez, é ajustar sua mente. Ou seja, ajustar sua mentalidade para emagrecer.

Bloqueios mentais que impedem seu emagrecimento

É tudo ou nada

Se você acha que precisa seguir à risca seu plano alimentar e uma rotina perfeita, para conseguir resultados, desista.

Um plano alimentar, uma rotina de exercícios e hábitos saudáveis são fundamentais. Porém, o mais importante é colocar isso em prática.

Falhar em alguns aspectos da rotina não vão te impedir de ter o resultado que deseja. 

Os psicólogos usam o termo “distorção cognitiva” para se referir a pensamentos exagerados persistentes que não estão de acordo com o que realmente está acontecendo no mundo real (1).

Esse estilo de pensamento vai prejudicar seu processo. 

Afinal, a pessoa pode parar de seguir toda a rotina só porque comeu algo que não deveria. Ou deixou de fazer exercício físico. Então, as pessoas se sabotam dizendo:

  • “Ah, já comi uma colher de doce que não deveria, vou comer o pote inteiro”. 
  • “Ah, já não fui à academia ontem, vou faltar hoje também”.

Percebe como esse pensamento tudo ou nada é ruim? Aliás, essa não é a mentalidade para emagrecer.

Como resolver?

A maneira de resolver isso é acolhendo. Por que faltou a academia ontem? 

Estava cansada, passando mal ou não deu tempo… Ok, isso foi ontem. 

Você não é péssima por isso, foi um momento. Aliás, hoje é outro dia e você pode recomeçar. Inclusive, todos os dias é um recomeço. Então, faça o que tem que ser feito!

Como você lida com seu corpo

Não há nada de errado em querer emagrecer, seja por saúde ou por estética. Só há problema quando você tem um olhar negativo  para seu corpo.

Mudar a mentalidade para emagrecer depende de você. Imagem: (Divulgação)

Estudos  demonstraram que a insatisfação corporal é mais comum em indivíduos com obesidade do que naqueles com peso normal (2). E isso prejudica o emagrecimento.

Em todos os meus cursos gosto de frisar aos meus alunos que o corpo é templo do Espírito. O Espírito é o que une corpo e mente. E por isso, cuidar deles é dever.

Estar acima do peso, quer dizer que você tem a possibilidade de oferecer mais ao Espírito. Se alimentar bem, fazer exercícios, dormir bem, beber água, são hábitos de vida.

Se há vida é necessário ter essa rotina. Agora, se você tem uma visão negativa em relação ao seu corpo, fica muito mais difícil. Por isso, é necessário mudar essa mentalidade para emagrecer.

Como resolver?

Primeiramente, veja que hábitos saudáveis são condições básicas para a vida. É claro que há vida, em pessoas com hábitos ruins. No entanto, a vida plena está para aqueles que cuidam de seu templo – corpo e mente.

Todos os dias você precisa acordar, beber água, comer vegetais, fazer algum exercício e meditar.

Um estilo de vida saudável é a vida plena. Comece a fazer algumas mudanças hoje. 

Comida como escape

Comida é reconfortante, comer doces, frituras, salgados. E em momentos de estresse, algumas pessoas usam a comida como a melhor forma de acalmar suas emoções.

O mesmo acontece com pessoas que passam por momentos de depressão. Usam a comida como um escape.

E sabe quando isso vai mudar? Quando você perceber que o que você está ingerindo está te prejudicando ainda mais.

Quando você come muitos alimentos açucarados, fritos, salgados, carboidratos refinados você está simplesmente fazendo uma grande inflamação no seu corpo.

E assim, por mais que você queira melhorar, fica cada vez mais difícil. Afinal, seu corpo está preocupado em resolver essa inflamação causada pela alimentação inflamatória.

Como resolver?

Primeiro, por que você está irritado? Pense em algo que vai resolver seu problema.

Segundo, quanto mais comida inflamatória você comer, mais irritado, cansado, estressado e deprimido você vai ficar!

Meditação, caminhada, e comer alimentos crus como cenoura ou maçã, por exemplo, podem te ajudar. 

Trauma Pessoal ou Infantil

Alguns pesquisadores descobriram que pessoas que foram expostas a abusos físicos, abusos sexuais ou intimidação de colegas correm maior risco de obesidade. Aqueles que sofreram traumas emocionais podem adaptar seus hábitos alimentares a ponto de afetar o peso.

Imagem: (Divulgação)

É claro que nem toda pessoa que passa por traumas pessoais ou de infância luta para manter um peso saudável. Mas se você sofreu abuso, negligência ou intimidação, pode haver uma conexão.

Como resolver?

A culpa não é sua. E você não pode permitir que o erro de outra pessoa impacte sua vida para sempre.

É difícil, porém, perdoar o agressor é uma das maneiras de se desvincular disso. 

Entenda que, não é para conviver com essa pessoa, amar essa pessoa, nem esquecer o mal que foi feito. É perdoar! 

Se acolha, tire essa culpa de você. E tenha claro, que essa culpa é da pessoa que te fez mal. Não é sobre você, é sobre o outro. 

Dicas para superar barreiras

Outras dicas básicas podem te ajudar a ajustar sua mentalidade para emagrecer. 

  • Mantenha um diário, ele pode te ajudar a identificar as circunstâncias para que você possa limitar sua exposição ou evitá-las completamente.
  • Se o pensamento do tudo ou nada está impedindo você de seguir seu plano alimentar, considere dar pequenos passos e estabelecer metas de curto prazo.

A meta não é a perfeição, mas, em vez disso, qualquer tentativa de se mover na direção certa é um progresso do qual você deve se orgulhar.

  • Preste atenção nas mensagens que envia para si ao longo do dia. Esses pensamentos penetrantes podem estar construindo um obstáculo para o sucesso na perda de peso.

Frases como “Estou tão gordo” ou “Estou tão fora de forma” ditas em voz alta ou em sua cabeça podem prejudicar sua capacidade de dar um passo saudável quando surge a oportunidade.

  • Aprenda técnicas de relaxamento, elas podem ser uma alternativa saudável para controlar as emoções em momentos de estresse.
  • Existe uma ligação entre hábitos de sono e estresse, depressão e comportamentos alimentares pouco saudáveis. Portanto, um dos passos mais fáceis e relaxantes que você pode tomar para superar as barreiras psicológicas é melhorar seus hábitos na hora de dormir.

Assista a esse vídeo que fiz sobre como dominar sua saúde emocional, tenho certeza que será útil para você!

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

🔴 Curta também as redes sociais! 📷Instagram / 👍Facebook / 🎥 YouTube

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : dr. juliano pimentelemagrecimentomentalidadementalidade para emagrecersaúde emocionalser saudávelter saúdeviver de saúde

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

1 Comentário

  1. Boa tarde!
    Agora que estou conhecendo seu trabalho e estou encantada. Gratidão!
    Quero aprofundar e absorver e claro praticar seus preciosos ensinamentos para perder peso sim, mas proncipalmente para viver com mais saúde e felicidade.

Enviar Resposta