close
ArtigosFitness

Pilates: o que é, como funciona e benefícios

O Pilates é uma prática de exercícios que existe desde 1920 e promove a boa postura, alívio das cores e até mesmo a perda de peso.

Joseph Pilates criou essa técnica cuja ideia inicial era usar essa prática para ajudar atletas e dançarinos feridos a voltarem aos treinos com segurança. Mas, os benefícios dos exercícios são tantos que hoje, crianças, gestante e até idosos praticam o Pilates.

O que é o Pilates?

O Pilates é uma série de cerca de 500 exercícios inspirados na calistenia, ioga e balé. Ou seja, é uma série de movimentos que se concentram na força do núcleo, postura, equilíbrio e flexibilidade.

Como resultado, os exercícios de Pilates alonga todos os principais grupos musculares do corpo de forma equilibrada. Sendo assim, melhora a flexibilidade, força, equilíbrio e consciência corporal.

O Pilates é democrático…

Pilates atende a todos, do iniciante ao avançado. Você pode realizar exercícios usando seu próprio peso corporal ou com a ajuda de vários equipamentos.

Um treino típico de Pilates inclui uma série de exercícios e alongamentos, sendo que cada exercício é executado com atenção às técnicas respiratórias adequadas e ao controle dos músculos abdominais

Para obter o benefício máximo, você deve fazer o exercício pelo menos duas ou três vezes por semana. 

Benefícios do Pilates

Aumenta a flexibilidade

Ser flexível é uma necessidade diária, afinal, ela é necessária no dia a dia enquanto lava roupa, tira o carro da garagem, faz comprar e todas as outras atividades que exigem ser flexível. 

A flexibilidade, em sua definição mais simples, é a capacidade de se mover. Obviamente, esta é uma parte muito importante da vida, mas à medida que o corpo envelhece, ele perde parte de sua capacidade de ser tão flexível.

Lesões e o não uso do corpo, por exemplo, também podem causar inflexibilidade prematura.

Qualquer quantidade de movimento e alongamento é útil, inclusive o Pilates.

Pilates combina alongamento, resistência, construção muscular e respiração em uma rotina de melhoria da flexibilidade (1, 2, 3)

Pilates aumenta a força

Uma explicação muito genérica e básica de força é “quanto peso você pode levantar” ou “quão longe você pode correr”.

Um elemento chave para a prática do Pilates é segurar o corpo em posições que são muito naturais, mas o corpo e a mente acham que isso não é natural.

Ao fazer isso, você está ativando combinações de músculos e articulações que provavelmente não usa no dia a dia. Isso permitirá que você seja ainda mais forte em todo o corpo, em vez de apenas nos músculos que usa regularmente.

Por ser um exercício de baixo impacto, isso significa que, independentemente do seu nível de condicionamento físico ou das circunstâncias, você pode aumentar a força (4)

Pilates ajuda na recuperação

A força é importante para todos, mas é muito importante para aqueles que estão recuperando suas forças após uma lesão. Se você não parar para recuperar as forças após uma lesão, é mais provável que você sofra novas lesões na mesma área.

Você também pode correr o risco de a área nunca sarar de forma adequada, o que pode levar a outros problemas no caminho. O Pilates ajuda na recuperação, mantendo as partes saudáveis ​​do corpo em movimento e permitindo que a área danificada cicatrize lentamente.

Pilates também pode ajudar a quebrar o tecido cicatricial que é criado durante o processo de cicatrização, o que pode aumentar a amplitude de movimento e a força mais rapidamente do que se você estivesse totalmente inativo (5).

Maior concentração

O Pilates é inegavelmente ótimo para o corpo, mas também é benéfico para a mente. E a concentração beneficia a mente, que por sua vez beneficia o corpo.

A prática do pilates requer muita concentração em si mesma, afinal, para executar os movimentos de maneira eficaz, a mente deve estar conectada ao corpo.

Ao se concentrar nos movimentos físicos, você os executa corretamente, concentra-se nos benefícios e conecta a mente e o corpo. Mas os benefícios da concentração vão além da prática.

Menos estresse

Por fim, o Pilates também é útil na redução do estresse.

O estresse é algo que faz com que o modo lutar ou fugir seja ativado, podendo incluir aumento da frequência cardíaca, produção de adrenalina, interrupção das funções estomacais, aumento da frequência respiratória e estado geral de medo, por exemplo.

Nenhuma dessas coisas em si são prejudiciais e, na verdade, servem a um propósito muito importante de proteger o corpo. No entanto, um estado de estresse elevado por um longo período de tempo pode causar problemas estomacais, mentais e emocionais e outras doenças (6).

Um dos principais fatores do pilates é respirar e ter autoconsciência.

Respirar ajuda a viver o momento e a estar presente e consciente de seu corpo e espírito. Além disso, atenção plena, consciência, concentração e relaxamento são todos muito úteis para reconhecer o estresse e ser capaz de lidar com ele de maneira positiva.

Ou seja, estar mais centrado mentalmente pode te tornar mais capaz de se adaptar aos desafios e mais capaz de lidar com os estressores de forma eficaz (7).

Fazer Pilates é muito bom e para surtir benefícios reais deve estar sempre associado a outros hábitos positivos como alimentação adequada.

Gostou do que leu aqui? Então confira só esse material GRATUITO que preparei pra você com receitas de sucos para te ajudar a ter melhor qualidade de vida!

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

🔴 Curta também as redes sociais! 📷Instagram / 👍Facebook / 🎥 YouTube

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : dr. juliano pimentelexercícios físicosfazer pilatespilates

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta