https://casinoonlineca.ca/internet-casinos/best-payout/
close
ArtigosMetabolismo

Pare de tomar PRAZOL! Cuide da saúde estomacal naturalmente.

Azia, queimação, refluxo e gastrite são condições geralmente combatidas com algum prazol. Os mais comuns são omeprazol, pantoprazol, lansoprazol e esomeprazol. Mas, esses medicamentos estão tratando ou prejudicando sua saúde estomacal?

Eu sempre falo que a dor é o sinal de algum problema maior. Sendo assim, tratar a dor é o mesmo que tapar o sol com a peneira. Ou seja, você tem um alívio instantâneo, porém,  não consegue resolver a situação por muito tempo.

E no caso do uso de prazol, além de não resolver por muito tempo, você ainda prejudica todo o sistema estomacal e intestinal do seu corpo. Além disso, o uso crônico causa dependência e há risco de problemas cardíacos (1).

Por que o prazol é indicado?

Prazol diminui a queimação
 Não use prazol cronicamente.

O estômago é um ambiente extremamente ácido. Essa acidez é responsável por triturar os alimentos e decompor as proteínas.

A troca de H+ (hidrogênio) e K+ (potássio), em um processo que consome ATP (energia) forma o ácido clorídrico. Por isso, a enzima responsável pela formação do ácido clorídrico estomacal é a H+ /K+ – ATPase (bomba de prótons) (2).

A sensação e queimação, azia, refluxo e úlcera, está geralmente associada ao excesso de acidez estomacal. Por isso, as pessoas usam algum prazol a fim de aumentar o pH estomacal. 

O pH 2 é o ideal para o estômago triturar os alimentos. Porém, é um nível alto de ácido clorídrico. 

O omeprazol aumenta o pH do estômago para 6. Então, o paciente tem um alívio instantâneo da queimação e desconforto.

Mas, como já havia adiantado, o consumo de prazol em muitos casos causa solução em curto prazo e mais problemas a longo prazo.

Por que o uso de prazois faz mal?

O nosso corpo possui sua própria inteligência, quando inserimos um medicamento que altera o funcionamento de parte do processo, isso gera consequências. 

Se o pH de 2 é o ideal para quebrar a proteína bruta, peptídeos e os aminoácidos, então o pH de 6 será insuficiente. 

É nesse contexto que o prazol usado constantemente se torna um perigo. Ele atrapalha toda a microbiota estomacal e dificulta o processo de absorção de minerais, proteínas e vitaminas pelo intestino.

Quando você come um pedaço de carne, após a mastigação os pedaços chegam ao estômago e o ácido clorídrico vai atuar para quebrar essa proteína que chegará ao intestino como um líquido fácil para absorção.

Porém, com o pH alto o estômago não consegue fazer essa quebra como deveria. Então, pedaços dessa carne vão para o intestino, não serão absorvidos e ainda podem causar uma inflamação.

Por fim, a diminuição da acidez estomacal pode causar ainda outro problema. É que em condições normais, o ácido gástrico mata vários patógenos microbianos ingeridos e limita o número de microrganismos comensais que vivem no trato gastrointestinal superior.

Mas, ao bloquear a secreção de ácido gástrico, a terapia com IBP pode resultar em um aumento significativo na concentração de bactérias no estômago, na cavidade oral e no intestino delgado proximal.

Prazol é bom ou ruim?

Depende, a diferença entre o remédio e o veneno é a dose. O mesmo vale para medicamentos tipo prazol. 

Esses medicamentos são os responsáveis pela diminuição considerável de cirurgias de úlceras, por exemplo. Por outro lado, causam osteoporose, porque diminuem a absorção de vitamina D (3).

Então, a primeira dica é: não use prazois sem indicação médica.

A segunda dica é entender que o prazol deve ser usado por um período de tempo limitado, geralmente cerca de 60 dias. Nunca deve ser usado regularmente.

O ideal de uso de prazol é apenas em situações emergenciais como o sangramento digestivo ou tratamento de uma úlcera. Caso contrário o uso desses medicamentos vai prejudicar sua saúde. 

Por último, é fundamental você entender que a sua azia, refluxo e queimação foram causadas por uma alteração no microbioma digestivo

Ou seja, o processo está alterado, já existe um déficit funcional importante. Sendo assim, a busca deve ser em encontrar o que te causa esse desconforto.

Como curar a azia sem usar remédio

O desconforto estomacal pode ser causado por vários motivos. E pode ter diferentes sintomas como dor no peito, intestino preso ou solto, fraqueza e fadiga.

Sendo assim, é necessário primeiramente fazer uma endoscopia e se necessário o uso de prazol por 60 dias, associado ao cloridrato de betaína quando comer proteína animal.

Ao mesmo tempo é fundamental que o paciente altere seus hábitos alimentares e comportamentais.

  • É importante diminuir ou restringir por um tempo o consumo de bebidas alcoólicas. Evitar o consumo de trigo, ou seja, pães, macarrão, biscoitos e outros produtos farináceos. Parar de beber refrigerante e sucos de frutas. Tomar chá e café sem açúcar.
  • Beba água com limão em jejum. Comece com um copo de água e 1 ⁄ 4 de limão espremido. Se incomodar esprema menos limão. Com o passar dos dias aumenta a quantidade de limão gradativamente. 
  • Beba chá de espinheira santa e chá de camomila. Eles vão te ajudar nesse desconforto, mas lembre-se que é sem açúcar.
  • Não consuma líquidos durante as refeições. Mantenha um espaço de pelo menos 30 minutos antes e trinta minutos depois.
  • Por fim, incline a cabeceira da sua cama na hora de dormir e use óleos essenciais.

Para mais dicas de como controlar o desconforto estomacal naturalmente assista a este vídeo.

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

🔴 Curta também as redes sociais! 📷Instagram / 👍Facebook / 🎥 YouTube

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : aziagastritemá digestãoomeprazolpantoprazolprazoisprazol

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

1 Comentário

Enviar Resposta

7 saúdes com Dr. Juliano Pimentel