close
ArtigosDores

Prostatite: Causas, Sintomas e Tratamentos

Você sabe o que é prostatite? É uma doença que afeta a saúde do homem, e se caracteriza pelo inchaço e a inflamação da próstata.

É normal confundir essa doença com a infecção urinária, devido aos sintomas semelhantes. É possível que a sua infecção tenha origem bacteriana, mas também pode ser que a prostatite tenha se tornado um problema crônico por falta de tratamento adequado.

A saúde do homem muitas vezes é negligenciada por ele mesmo, mas está na hora disso mudar.

Eu sempre falo da importância em cuidar da saúde, mas apesar de um grande número dos meus leitores serem mulheres, eu sei que pessoas de outros gêneros leem os meus artigos. Por isso, hoje vamos falar sobre a prostatite.

Esse artigo é voltado para você que quer cuidar da saúde, ou alertar o companheiro.

Não de ler e compartilhar!

Prostatite

A prostatite pode ser dividida em quatro categorias que possuem sintomas bem parecidos. A doença pode ser dividida em quatro grupos:

1- Prostatite aguda

2- Prostatite bacteriana crônica

3- Prostatite não bacteriana crônica ou Síndrome da dor pélvica crônica (pode ser inflamatória ou não inflamatória)

4- Prostatite inflamatória assintomática

Prostatite Aguda: Fatores de Risco

Fatores de risco para a contaminação da prostatite aguda:

  • Infecção de urina
  • Utilização de cateter vesical
  • Traumas na região pélvica
  • Portadores do vírus HIV
  • Problemas relacionados ao contágio de DSTs
  • Sexo desprotegido

Sintomas da Prostatite Aguda

  • Febre alta
  • Calafrios ao longo do dia
  • Dores e desconfortos no momento de urinar
  • Problemas para urinar
  • Desconforto pélvico
  • Urina mais escura e com odor
  • Dores no corpo
  • Desconforto muscular, e nas articulações ao se movimentar.

A prostatite aguda é ocasionada por uma infecção de origem bacteriana e que atinge a próstata.

Nesse caso, as bactérias mais comuns são as que também causam infecção na urina. No caso da prostatite infecciosa aguda, o problema acontece devido a invasão por bactérias originalmente alojadas na uretra ou na bexiga.

Diagnóstico e Tratamento

Entenda como funciona o diagnóstico da prostatite aguda:

O diagnóstico é realizado por meio da avaliação clinica, com exames de toque retal. O médico também pedirá alguns exames de sangue para confirmação da doença.

A doença pode ser tratada com o uso de antibióticos. Somente o médico poderá diagnosticar e recomendar o melhor tratamento

Veja como funciona o tratamento para a prostatite aguda:

A prostatite aguda tem cura. Geralmente, serão receitados antibióticos por cerca de quatro semanas. Assim como acontece quando o quadro é de infecção urinária, o problema na próstata pode ser curado com a medicação indicada pelo médico.

Depois do uso do medicamento por 48 horas os sintomas começam a sumir. Depois de sete dias consumindo o medicamento a bactéria da urina desaparece.

Enquanto o mal não é eliminado, o consumo de remédios para dor é indicado.

Prostatite Bacteriana Crônica

Exames clínicos são essenciais (Foto: Divulgação)

A prostatite bacteriana crônica se desenvolve, quando algum tipo de inflamação aguda não é tratada adequadamente. Afeta geralmente os homens mais velhos.

Os sintomas nesse caso são similares ao da prostatite aguda, mas com uma intensidade menor. A febre é mais baixa, com um aumento na vontade de urinar, porém, com dificuldades para eliminar os líquidos pela uretra e em quantidades menores.

O diagnóstico também é feito com exames de toque e de sangue. As bactérias que causam a doença crônica são iguais aos da prostatite aguda.

O tratamento dura de quatro a seis semanas. Se o paciente teve infecções recentes, o tratamento é mais longo.

Prostatite Não bacteriana Crônica 

A síndrome da dor pélvica crônica gera um desconforto na região pélvica.

Esse termo é mais usual que o nome prostatite não bacteriana crônica, pois na maioria dos casos não assola a próstata em si (1).

Os sintomas são similares aos da prostatite crônica, por isso, ir ao médico é essencial para que o diagnóstico seja realizado.

O médico realiza exames clínicos e de sangue para se certificar que o problema está relacionado a bactérias, tumores pélvicos, infecções urinárias e até hemorroidas (1).

Após a exclusão das possíveis doenças mencionadas acima, é que será confirmada a síndrome da dor pélvica crônica.

Nesse caso não existe um tratamento especifico. Se o médico descartar a prostatite bacteriana crônica, geralmente, o profissional vai ministrar antibióticos durantes quatro semanas por segurança.

Mas, se o médico recomendar a causa da dor somente o uso de analgésicos será recomendado.

O importante é sempre procurar ajuda médica, e realizar exames periódicos. Com o diagnóstico rápido o tratamento torna-se mais eficaz.

Além da visita periódica ao médico, é importante dar atenção à outros aspectos, como por exemplo, a sua alimentação e estilo de vida.

Consumir de vez em quando alguns alimentos naturais, não é bastante para garantir a boa saúde e prevenir doenças. Se você costuma comer alimentos industrializados e processados, também acaba prejudicando a saúde e perdendo os efeitos daquilo que você consome.

Por isso eu trago a revolução da saúde, um projeto que pretende mudar a cara da alimentação e da saúde de todos! Você, os seus filhos e toda a família merecem uma transformação na saúde que realmente seja eficaz, cuidando do corpo de dentro para fora!

Esse é o momento de transformar a sua saúde de forma efetiva!

Eu desenvolvi um e-book para ajudar você a fazer essa transformação, com todas as informações que você precisa e um guia passo a passo para implementar na sua vida.

Tenha Acesso Aos Bônus Exclusivos!!

Quer saber como conseguir? Então clique na imagem abaixo e adquira agora o meu livro digital:

VIVA MELHOR SEM GLÚTEN V 2.0

Ebook Viva Sem Glúten, Dr. Juliano Pimentel
O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : antibióticosCalafrios ao longo do diacateter vesicaldr. juliano pimentelDSTsexames de toque retalfatores de riscoFebre altahemorroidasinfecção na urinaorigem bacterianaPortadores do vírus HIVpróstataprostatiteProstatite agudaprostatite aguda tem curaProstatite bacteriana crônicaProstatite inflamatória assintomáticaProstatite: Causasrelações sexuais desprotegidassaúde do homemSíndrome da dor pélvica crônicaSintomas e Tratamentostratamento para a prostatite agudatumores pélvicosuretra

The author Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta