close
ArtigosDores

Relações Familiares: Como Podem Influenciar a Saúde

As relações familiares afetam a saúde mental, o comportamento social, a saúde física e o risco de mortalidade. Estudos mostram que as relações sociais têm efeitos a curto e a longo prazo sobre a saúde, e que esses efeitos surgem na infância e em cascata ao longo da vida, esses efeitos são cumulativos de forma negativa ou positiva.

O apoio familiar e de amigos desempenha um papel importante na capacidade de fazer escolhas mais saudáveis, como em aumentar a confiança do indivíduo.

Ter uma família estreita e solidária oferece apoio emocional, bem-estar econômico e aumenta a saúde geral. No entanto, o contrário também é verdade. Quando a vida familiar é caracterizada por estresse e conflito, a saúde dos membros da família tende a ser afetada negativamente, inclusive no seu aumento de peso e obesidade.

Nesse artigo explicarei como a sua saúde afeta suas relações familiares.
Não deixe de ler e compartilhar!

Relações Familiares x Aspectos positivos

Relações Familiares e a Saúde

As relações sociais, como as encontradas em famílias próximas, ajudam a diminuir a probabilidade do surgimento de doenças crônicas, deficiência, doença mental e morte. (1)

Estudos recentes apontam que o casamento em particular, também pode influenciar na saúde. O casamento é a união de duas pessoas, que insta o bem-estar, crescimento pessoal, proporciona companheirismo e apoio emocional. O casamento está associado à saúde física, ao bem-estar psicológico e à baixa mortalidade.

Levando em consideração todos os outros fatores de risco incluindo o estado de saúde física, histórico de saúde familiar; as taxas de todas as causas da mortalidade são duas vezes maiores entre os não casados ​​que os casados.

Outro estudo descobriu que no todo, o casamento produz uma melhoria na prevenção do aparecimento de doenças, que é chamada de prevenção primária. Elas são mais propensas a evitar comportamentos de risco, como dieta pesada e alto consumo de gordura, pessoas casadas também são mais propensas a consultar o médico para exames de rotina.

Não é necessário casar-se para obter os benefícios da saúde na família. Estudos também confirmaram que o apoio social de pais, amigos e familiares tem efeitos positivos, especialmente na saúde mental.

Esses estudos também apontam efeitos benéficos diretos em vários aspectos na saúde mental global, queda de incidência depressivas, recuperação na depressão, nos sintomas físicos e todas as causas de mortalidade.

A integração social e o apoio social, como o casamento, têm efeitos protetores na redução dos riscos de mortalidade. Por exemplo, aqueles que relatam níveis mais altos de apoio de amigos e familiares próximos exibem menor frequência cardíaca e pressão arterial sistólica, menor colesterol sérico e maior função imunológica.

Assim, os dados disponíveis fornecem evidências que apoiam a ideia de que o social ambiente ou situação familiar influencia em importantes parâmetros fisiológicos, incluindo o funcionamento neuroendócrino, imune e cardiovascular.

Aspectos negativos

Embora boas relações familiares  e a presença de bons amigos sirvam de fatores protetores contra os riscos de mortalidade e melhorem a saúde em geral, nem todas as relações familiares influenciam positivamente a saúde. As interações familiares problemáticas e não favoráveis ​​têm um impacto negativo na saúde.

Há evidências crescentes de que relacionamentos de baixa qualidade podem prejudicar a saúde física e mental. Na verdade, as pessoas em casamentos infelizes exibem pior saúde física e mental do que as pessoas não casadas, além de influenciar na vida dos filhos.

Além disso, os casamentos caracterizados por uma divisão desigual de obrigações com a limpeza e organização do lar, desconsideração com a opinião do outro, e assim por diante são associados a altos níveis de depressão por parte de ambos os cônjuges.

Crescer em uma casa sem comunicação saudável, negligente ou violenta também está associada a uma fraca debilidades na saúde física e no desenvolvimento pessoal dos membros da família. (2)

Além disso, quando os familiares não apoiam uma reeducação alimentar através da alimentação saudável, dificulta a saúde todos. Famílias acostumadas a consumirem alimentos industrializados e nada saudáveis tendem a ter dificuldades em passar o hábitos da alimentação saudável para os seus filhos.

Geralmente os membros acabam desenvolvendo obesidade, sobrepeso e problemas de saúde relacionados com a alimentação precária.

Mais saúde

Relações Familiares e a Alimentação Saudável

O apoio de familiares durante uma crise tem sido visto como tendo um efeito emocional positivo sobre as pessoas. No entanto, este suporte também tem um benefício físico. Durante os momentos estressantes, as pessoas tendem a sofrer uma pressão arterial e taxas cardíacas mais altas.

Mas a presença de familiares pode reduzir essas taxas entre pessoas durante períodos difíceis.

Em termos de doença crônica, o apoio de familiares pode diminuir a chance de que alguém fique doente ou morra por doença cardíaca.

As pesquisas realizadas na Universidade Brigham Young e na Universidade da Carolina do Norte, mostraram que as pessoas que não possuíam suporte social forte eram 50% mais propensas a morrer de doença do que aquelas que tinham esse apoio.

A família é ainda importantes para aqueles que foram diagnosticados com doenças crônicas, como doenças cardíacas, hipertensão arterial e diabetes. Ter tais sistemas de apoio é benéfico para ajudar os pacientes a seguir as recomendações do médico.
Um forte apoio familiar ajudará os pacientes a aderir ao seu regime médico, lembrando-os de:

– Manter seus compromissos médicos
– Monitorar o açúcar no sangue e pressão sanguínea
– Tomar os remédios na hora certa
– Fazer exercícios regulares
– Comer alimentos saudáveis

Finalmente, a família também pode fornecer apoio prático, incentivar a visita ao médico e mudanças na alimentação que ajudam a controlar o peso e a evitar doenças; a praticar exercícios físicos ou iniciar algum esporte e muitas outras coisas positivas.

A família pode influenciar positiva ou negativamente no bem-estar e na saúde da família.

 

Pensando nisso eu trago a revolução da saúde, um projeto que pretende mudar a cara da alimentação e da saúde no Brasil! Você, os seus filhos e toda a família merecem uma transformação na saúde que realmente seja eficaz!
Eu desenvolvi um e-book para ajudar você a fazer essa transformação, com todas as informações que você precisa e um guia passo a passo para implementar.

Tenha acesso aos Bônus Exclusivos!!

Quer saber como conseguir? Então clique na imagem abaixo e adquira agora o meu livro digital:

VIVA MELHOR SEM GLÚTEN V 2.0

Ebook Viva Sem Glúten, Dr. Juliano Pimentel

Abraços e fique com Deus!
Dr. Juliano Pimentel.

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : açúcarapoio emocionalapoio socialaumento de pesocasamentocônjugesdepressãodoenças crônicasdr. juliano pimentele-bookefeito emocional positivofamiliaresincentivo de familiareslivro digitalobesidadepressão arterialrelacionamentosrelações familiaressaúdesaúde físicasaúde física e mentalsaúde mentaltaxas cardíacastransformar a sua saúde

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta