https://casinoonlineca.ca/internet-casinos/best-payout/
close
Artigos

Sinais de Infarto – Não é só dor no peito!

Seu corpo pode apresentar sinais até um mês antes do infarto realmente acontecer. Por isso, estar atento às respostas do seu corpo é sempre tão importante. 

Normalmente as pessoas se preocupam com esse tema no inverno, afinal, nesta estação, o risco de infarto pode ser até 30% maior do que em outras épocas do ano. 

Isso, porém, não quer dizer que essa condição não aconteça no verão e em outras épocas do ano. 

Neste artigo, você vai conferir alguns sinais que seu corpo te mostra que um infarto está

próximo (1).

Lembrando que, sentir esses sintomas não significa que você vai enfartar massão indicativos que você precisa considerar.

O que é o infarto?

De maneira mais simplificada o infarto é a morte das células do coração por falta de irrigação.

Ou seja, o ataque cardíaco acontece quando o fluxo de sangue para o coração é bloqueado. Acontece quando há algum tipo de obstrução ou estreitamento em não chega sangue na artéria que irriga o coração.

Geralmente esse bloqueio acontece por acúmulo de gordura, colesterol e outras substâncias, que formam uma placa nas artérias que alimentam o coração (artérias coronárias).

Às vezes, uma placa pode se romper e formar um coágulo que bloqueia o fluxo sanguíneo. O fluxo sanguíneo interrompido pode danificar ou destruir parte do músculo cardíaco.

E o seu estilo de vida está diretamente relacionado à possibilidade de ter ou não um infarto.

Fumar, estar acima do peso, viver estressado, ter níveis elevados de triglicerídeos e diabetes por um período de tempo prolongado, por exemplo, aumentam suas chances de enfartar.

Os sinais do infarto

É comum as pessoas associarem ao infarto sintomas como:

  • Pressão, aperto, dor ou sensação de aperto ou dor no peito ou nos braços que podem se espalhar para o pescoço, mandíbula ou costas
  • Náusea, indigestão, azia ou dor abdominal
  • Falta de ar
  • Suor frio
  • Fadiga
  • Tontura ou tontura repentina (2)

No entanto, esses são os sinais de que o infarto está acontecendo. Ou seja, ao sentir esses sintomas você está tendo um ataque cardíaco. Nesse caso, precisa ir direto para o hospital. 

O que quero te mostrar neste artigo, porém, são sinais que não se limitam ao coração. São indícios do seu corpo de que o infarto pode vir a acontecer. 

Tanto é que, um mês antes de um infarto você já pode apresentar um desses sintomas.

Fadiga pode ser sinal de infarto

O coração funciona como uma bomba para o corpo todo. Afinal, ele é o responsável por mandar sangue para os outros órgãos. 

Mas, quando o coração passa a trabalhar de maneira precária, acontece a sensação de fraqueza. 

Quando as artérias ficam obstruídas, o sangue tem mais dificuldade para passar e o coração trabalha abaixo da sua capacidade.

Ou seja, ele envia menos sangue para o cérebro a consequência desse menor fluxo de sangue é a fadiga mental.

Além do menor fluxo de sangue no cérebro, os músculos também recebem menos oxigênio, o que causa aquela sensação de fraqueza.

Tontura e sudorese

Os sintomas de pressão arterial baixa também se assemelham aos sinais que podem indicar um infarto se aproximando. 

Tanto as tonturas, quanto a transpiração excessiva acontecem devido à falha da circulação sanguínea. 

Vale sempre lembrar que o coração é a bomba central que irriga tudo. Quando a gente tem menos sangue no corpo o cérebro sente e responde com a tontura devido a falta de irrigação cerebral e essa tontura pode vir acompanhada de suor. 

Angústia no peito e dores

Sabe aquela sensação de angústia, pressão no peito por estresse, decepção amorosa, dívida ou preocupação? Então, essa sensação de aperto no peito por vários dias pode direcionar a um infarto.

Isso acontece porque essas preocupações causam uma sobrecarga para o coração. Quando as artérias já estão obstruídas e o músculo cardíaco exige que o coração trabalhe mais, é como se o coração gritasse de dor. 

No entanto, essa dor nem sempre é sentida no peito. Você pode sentir essa pressão também no braço esquerdo, na boca do estômago, nas costas e no pescoço sentido aos dentes e mandíbula.

Esteja atento, principalmente quando a dor nesses locais acontece durante algum exercício e desaparece com o repouso, ela pode ser um sinal de doença cardíaca.

Redobre o cuidado se você tem mais de 40 anos, pressão alta e HDL (colesterol bom) baixo. Quando você possui parentes com problemas cardíacos, é sedentário e consome excesso de gordura ruim como batata frita, frituras e biscoito recheado, por exemplo, também te aproxima do infarto.

Falta de ar

Não se precipite ao presumir que a falta de ar é apenas uma questão de estar fora de forma.

 A falta de ar inexplicável que ocorre com pequenas quantidades de atividade pode indicar problemas cardíacos. 

Se você subir uns cinco lances de escada é esperado que tenha falta de ar. Mas, se você subir 10 degraus e ficar sem fôlego, isso pode indicar um problema cardíaco.

Inchaço

Um dos últimos sintomas que você deve ficar atento é em relação a inchaço no tornozelo e nas pernas. 

Edema nas pernas, tornozelos ou pés – o tipo que deixa uma reentrância se você pressionar o dedo nele – pode ser um sinal de insuficiência cardíaca.

Também pode ser causada por doença renal, insuficiência hepática, ingestão de alimentos muito salgados, fluxo sanguíneo ineficiente nas pernas (insuficiência venosa) ou um efeito colateral de alguns medicamentos (particularmente bloqueadores dos canais de cálcio).

Tenho um ou mais desses sintomas, o que fazer?

O objetivo deste artigo é te ajudar a identificar um possível problema, antes que se agrave. 

Para escapar de um problema cardíaco, é necessário iniciar um tratamento precoce.

Se você tem um ou mais desses sintomas, procure ajuda. Consulte com um cardiologista e faça  alguns exames. 

Além disso, uma alimentação baseada em alimentos mais naturais e uma prática semanal de exercícios físicos podem ser úteis na prevenção de doenças cardíacas. E principalmente, na manutenção e saúde do seu coração. 

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta

7 saúdes com Dr. Juliano Pimentel