https://casinoonlineca.ca/internet-casinos/best-payout/
close
ArtigosDores

TDAH: Causas, Sintomas e Tratamento

O TDAH, transtorno do déficit de atenção e hiperatividade é um distúrbio neurológico complexo, descrito como um “comprometimento do desenvolvimento de funções autogerenciadas, ligadas a operações cerebrais complexas”. É uma condição crônica que afeta milhões de crianças e geralmente continua até a idade adulta.

Em outras palavras, ele afeta as funções executivas necessárias para avaliar, planejar e executar a vida.

Isso significa coisas diferentes para pessoas diferentes.

O TDAH inclui uma combinação de problemas persistentes, como dificuldade para manter a atenção, hiperatividade e comportamento impulsivo.

Conheça as causas, sintomas e os tratamentos mais indicados para o TDAH.

Não deixe de ler e compartilhar!

TDAH

Ele é um transtorno cerebral complexo que causa grande dificuldade em focalizar e gerenciar muitos aspectos da vida cotidiana, embora muitos adultos e crianças com essa condição consigam se concentrar bem em outras tarefas (1).

A “desregulamentação da atenção” pode ser uma descrição mais precisa, já que a maioria das pessoas com esse transtorno tem atenção mais do que suficiente (2).

O que acontece é que elas não podem aproveitá-la na direção certa, na hora certa, com alguma consistência (3).

O TDAH é um transtorno comportamental. É tipicamente diagnosticado em crianças, mas os adultos também podem sentir os sintomas.

Faça o DownloadOs sintomas são geralmente divididos em categorias.

Ele pode se apresentar de duas maneiras distintas, ou uma combinação de ambas (4).

  • Desatenção, ou a incapacidade de se concentrar. Pessoas com o subtipo desatento de TDAH são facilmente distraídas e esquecidas. Eles podem ser sonhadores que perdem a noção de dever de casa, telefones celulares e conversas com regularidade.
  • Hiperatividade-impulsividade, ou a incapacidade de ficar parado ou controlar o comportamento. As pessoas com subtipo hiperativo-impulsivo de TDAH são impulsivos, impacientes e interrompem os outros.

E há também os indivíduos com TDAH do tipo combinado, que exibem uma mistura de todos os sintomas descritos acima.

Sintomas

Quando alguém tem seis ou mais sintomas de cada tipo, eles combinam o tipo de TDAH.

Tipo predominantemente desatento

  • perde detalhes e distraia-se facilmente
  • fica entediado rapidamente
  • tem dificuldade em se concentrar em uma única tarefa
  • tem dificuldade em organizar pensamentos e aprender novas informações
  • perde lápis, papéis ou outros itens necessários para concluir uma tarefa
  • parece não ouvir, se distrai facilmente
  • a mente parece em outro lugar, mesmo na ausência de qualquer distração óbvia.
  • processa informações de forma mais lenta, e menos precisa do que outras
  • tem dificuldade em seguir as instruções

Tipo predominantemente hiperativo-impulsivo

  • inquietação constante
  • fala constantemente
  • tocar e brincar com objetos, mesmo quando inadequado para a tarefa em mãos
  • tem dificuldade em participar de atividades silenciosas
  • estão constantemente “em movimento”
  • são impacientes
  • agir fora do turno e não pensar nas consequências das ações
  • deixar escapar respostas e comentários inadequados

Uma pessoa com TDAH do tipo combinado exibirá seis ou mais desses sinais.

Causas

O TDAH é um distúrbio biológico baseado no cérebro. Estudos de imagem do cérebro e outras pesquisas mostram muitas diferenças fisiológicas nos cérebros de indivíduos com TDAH (5).

Criança com TDAH têm quatro vezes mais chances de ter um parente também diagnosticado com a doença, claramente apontando para um fator genético (7).

Fatores que podem estar envolvidos no desenvolvimento do TDAH incluem:

  • Genética. O TDAH pode ser executado em famílias e estudos indicam que os genes podem ter um papel.
  • Meio Ambiente. Certos fatores ambientais, como a exposição ao chumbo, podem aumentar o risco.
  • Desenvolvimento. Problemas com o sistema nervoso central em momentos-chave do desenvolvimento podem desempenhar um papel.

Tratamento

O objetivo do tratamento é gerenciar os sintomas e promover comportamentos positivos.

1- Medicação

Existem dois tipos de medicamentos para o TDAH.

  • Estimulantes são os medicamentos mais comumente prescritos. Eles são de ação rápida e entre 70 a 80 por cento das crianças têm menos sintomas durante esses medicamentos (8).
  • Não estimulantes não funcionam tão rapidamente para aliviar os sintomas de TDAH. Mas esses medicamentos podem durar até 24 horas.

Adultos com TDAH geralmente se beneficiam da mesma combinação de tratamentos que crianças mais velhas.

2- Terapia

Enquanto a medicação trabalha em um nível neurológico para regular o cérebro, a terapia comportamental aborda comportamentos problemáticos específicos ao estruturar o tempo em casa, estabelecendo previsibilidade e rotinas, e aumentando a atenção positiva.

A terapia comportamental opera em uma premissa simples. Pais e outros adultos na vida de uma criança estabelecem expectativas claras para o comportamento da criança.

Eles elogiam e recompensam o comportamento positivo e desencorajam o comportamento negativo. A terapia comportamental exige a participação de pais e professores.

3- Nutrição

Má nutrição e hábitos alimentares não causam TDAH. No entanto, as mudanças nutricionais podem fazer uma grande diferença para alguns pacientes (9).

Pesquisas mostram que o que você alimenta seu corpo tem uma correlação direta com o funcionamento do cérebro. Nutrição afetam a cognição, atenção, sono e humor (10).

Faça o DownloadEstudos mostram que pessoas que comem alimentos “limpos” ou “integrais”, como vegetais, frutas, grãos não processados ​​e carnes magras, têm mais probabilidade de ter melhor saúde emocional e 25 a 35% menos chance de experimentar transtornos de humor (11).

4- Suplementos

Nem todos comem os alimentos em quantidades certas para atingir os níveis de nutrientes e o corpo também nem sempre produz os nutrientes necessários. Por isso há a necessidade de suplementos.

Existem vitaminas, ervas e suplementos que podem diminuir os sintomas de TDAH em alguns indivíduos, mas antes de consumir é fundamental uma indicação médica (12).

É fundamental consultar um médico para saber quais são os suplementos adequados.

5- Exercício

A atividade física rotineira fortalece o cérebro, tornando-o um tratamento alternativo simples e  alternativo para o TDAH.

O exercício faz com que as crianças sejam menos impulsivas, o que as torna mais preparadas para aprender (13).

O exercício estimula os neurotransmissores do cérebro – produtos químicos que muitas pessoas com TDAH correm escasso.

Ele prepara o cérebro para o aprendizado, e o enriquecimento ambiental ajuda a fazer com que as conexões importantes aconteçam (16).

6- Treinamento cerebral

As pessoas com TDAH nem sempre conseguem manter as informações porque a atenção delas é sequestrada.

Melhorar a capacidade de memória de trabalho com o treinamento do cérebro, permite que um indivíduo preste atenção, resista às distrações, controle melhor as emoções e aprenda.

O acompanhamento médico e compreensão são essenciais.

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : condição crônicadificuldade em focalizardr. juliano pimentelExercícioTDAHterapiaterapia comportamentalTranstorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta