https://casinoonlineca.ca/internet-casinos/best-payout/
close
Artigos

Tipos de corrimento e o que eles indicam

Existem diversos tipos de corrimento com textura, cor e características diferentes. No entanto, enquanto alguns indicam que a saúde da mulher está em dia, outros podem dar sinais de que é preciso cuidados.

Os tipos de corrimento variam muito do período da mulher. Por isso, é tão importante conhecer seu corpo para compreender os sinais que ele transmite através do corrimento.

Neste artigo você vai conferir os tipos de corrimento e o que eles indicam sobre a saúde da mulher. Antes de seguir com o conteúdo, quero te fazer um convite para participar do meu grupo no Telegram. Lá você recebe pílulas diárias de saúde e fica por dentro das lives que eu faço diariamente. 

Leia até o final e compartilhe no grupo da família. 

Tipos de Corrimento naturais 

Tipos de corrimento saudável
Tipos de corrimento saudável

Os tipos de corrimento variam de acordo com a época em que a mulher se encontra. A mulher que menstrua regularmente, por exemplo, tem essa secreção que se parece com a clara de ovo que pode ser translúcida, mas pode também ter coloração off white.

Uma situação anormal nesse período é ter sangue nesse muco. Se tiver sangue é importante descartar se há uma cervicite que é a inflamação do colo do útero. Pois, a cervicite não tratada pode gerar um problema na trompa e que evolui até a infertilidade. 

No entanto, depois da ovulação esse muco volta a ficar compacto, denso, branca com uma textura parecida com cola.   

Esse é o ciclo natural de secreção de uma mulher que está menstruando. O que for diferente disso precisa ser olhado para determinar se é uma secreção que vai passar sozinha, um descontrole ou uma doença.

Secreção Vaginal

O objetivo principal de qualquer tipo de corrimento vaginal é hidratar a vagina. No entanto, mesmo quando a secreção está no auge, período próximo à ovulação, pode não haver umidade suficiente para um sexo confortável. 

O corrimento vaginal comum serve como lubrificação natural, mas outros processos estão envolvidos quando a umidade adicional é necessária.

Quando sexualmente excitada, a área genital fica cheia de sangue e os vasos se expandem, deixando o fluido passar por suas paredes.

Nesse momento as glândulas de Bartholin, localizadas no vestíbulo vulvar, e as glândulas de Skene, localizadas ao redor da uretra, produzem muco extra.

 Esta lubrificação ajuda a tornar a penetração mais fácil e reduz a fricção e irritação do sexo. No entanto, a quantidade exata de fluido de excitação produzida depende da pessoa, sua idade, equilíbrio hormonal e fase menstrual.

Tipos de corrimento anormais

Uma secreção anormal acontece quando é abundante, grumosa, amarelada, esverdeada e secreção com odor. Todas essas secreções denunciam a presença de bactéria ou alguma alteração. Por isso, fique atenta.

Candidíase

A candidíase, por exemplo, é uma secreção amarelada, grumosa que coça, indica a presença de fungos na cavidade vaginal. 

Existe uma população de bactérias próprias da cavidade vaginal que são protetivas. E o principal agente protetivo da vagina chama-se bacilo de doderlein, uma bactéria boa que deixa a vagina com acidez equilibrada que serve de defesa contra outras bactérias. 

Nessa situação, mulheres com secreção e leve ardência devem fazer um banho de assento para acalmar a irritação dessa região. 

Para o banho de assento pode ser usado chá de camomila, barbatimão, lavanda, tansagem com um pouquinho de alecrim ou um pouquinho de manjericão. 

A disbiose intestinal é uma grande causa de candidíase. Nosso corpo é construído com 10%  de células humanas e 90% são bactérias que em equilíbrio vão promover a boa saúde. No intestino, por exemplo, são as bactérias que vão comer o alimento que nós comemos e vão devolver para nós os nutrientes, vitaminas e metabólitos desse alimento.  

Esses metabólitos vão levar a produção de endorfinas, substâncias químicas que vão levar prazer, alegria e felicidade, ou ansiedade, desespero e pânico, por exemplo. Ou seja, essas emoções dependem da qualidade de metabólitos que a bactéria que está no intestino produz.

Se essa flora bacteriana intestinal estiver em desequilíbrio, a candidíase é um dos tipos de corrimento que aparece da noite para o dia.  

Sinais de alerta de doença

Os tipos saudáveis ​​de corrimento vaginal devem ser inodoros, brancos ou transparentes e espessos e pegajosos ou escorregadios e elásticos.

Corrimento anormal pode ser um sintoma das seguintes condições médicas:

  • Vaginose bacteriana (secreção com odor de peixe e cor cinza-esbranquiçada)
  • Infecção por fungos (a secreção é grudenta como queijo cottage)
  • Tricomoníase (secreção verde-amarelada e espumosa)

Além disso, consulte um profissional de saúde se você estiver enfrentando um aumento incomum no fluxo de descarga, mudanças na cor, cheiro ou textura. Bem como corrimento sangramento fora do seu período, além de irritação da pele genital, coceira ou queimação. Por fim, fique atenta se sentir dor abdominal inferior ou queimação ao urinar.

Se você sentir algum destes sintomas, converse com um profissional de saúde, pois eles podem estar relacionados a infecções ou outras condições potencialmente graves.

Eu Tenho Um Pedido

Há anos eu faço um trabalho de educação na internet, pois meu grande objetivo é levar os resultados que milhares de alunos já tiveram para o máximo de pessoas. Todos os dias às 05:59 estou ao vivo no Instagram ajudando a você ter uma vida mais saudável.

Faça Parte Do STSD E Transforme A Sua Vida E A Saúde Da Sua Família Para Melhor.

Me siga no Instagram, ative se despertador e comece a transformar sua vida através da sua ação.

Abraços e fique com Deus. 

Dr. Juliano Pimentel 

🔴 Curta também as redes sociais! 📷Instagram / 👍Facebook / 🎥 YouTube

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : corrimento vaginalsecreção vaginaltipos de corrimento

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta