https://casinoonlineca.ca/internet-casinos/best-payout/
close

Eu sei que a ânsia pela a saúde é geral, afinal, é o que todos desejamos para nós mesmos e as pessoas que amamos. Mas, seus hábitos podem estar te fazendo viver para a doença.

Neste artigo vou apontar apenas 3 manias que caíram no senso comum e que as pessoas praticam pensando que estão sendo saudáveis. No entanto, sem perceber estão conduzindo suas vidas para a doença.

Leia até o final e compartilhe!

3 manias que te fazem viver para a doença

Pare de viver para a doença. Tenha atitudes que te conduzem à saúde.

Infelizmente ainda hoje existem profissionais de saúde que trabalham focados apenas em uma condição.

O paciente tem pressão alta, por exemplo, então, o médico passa o medicamento para controlar a pressão sem avaliar outros aspectos.

A cada ano que passa temos mais consciência de que a medicina precisa ser holística. Afinal, o corpo é um todo integrado: cada parte do corpo está relacionada a todas as outras partes do corpo em uma interação constante de funções e processos. 

Devemos tratar os sintomas, sim, mas devemos tratar as causas desses sintomas também.

E esses hábitos que vou mencionar agora são fundamentados nessa visão parcial do corpo.

1 – Dia do lixo

Dia do lixo é a pior coisa que inventaram e com certeza te faz viver para a doença. Não faz o menor sentido você ter um dia na semana para “compensar” a alimentação saudável.

Esse pensamento faz a associação indiretamente de que comer saudável é ruim. Ou de que você está constantemente fazendo dieta. 

A sua alimentação é para nutrir seu corpo, afastar as doenças e promover saúde e bem estar. Então, porque você teria um dia para fazer o contrário disso?

Eu sei que essa transição é difícil para algumas pessoas. Se você tiver vontade de comer uma pizza, prefira um recheio sem embutidos, por exemplo. 

Por outro lado, se sua vontade é comer uma pizza de lombo canadense com borda de cheddar, coma uma fatia e mantenha a alimentação saudável o resto do dia. 

Quando você tem um dia inteiro com uma dieta de baixa qualidade, seu organismo fica comprometido.

Ou seja, aumenta a probabilidade de obesidade, depressão, problemas digestivos, doenças cardíacas e derrame, diabetes tipo 2, câncer e morte precoce. 

Fast food e coração

Dia do Lixo vai te fazer viver para a doença. Imagem: (Divulgação)

Um estudo relacionando o consumo de fast food e a saúde cardíaca descobriu que comer fast food mais de uma vez por semana estava associado a um maior risco de obesidade. 

Por outro lado, comer fast food mais de duas vezes por semana estava associado a um risco maior de síndrome metabólica, diabetes tipo 2 e morte por doença cardíaca coronária (1).

Isso porque comer apenas uma porção de fast food aumenta a inflamação em todo o corpo. 

Outro ponto importante foi apontado em outro estudo. Pessoas com asma têm uma inflamação maior nas vias aéreas quando fazem uma refeição de fast food rica em gordura saturada (2). 

Sem falar que esses alimentos estão cada vez mais associados aos sintomas de dependência. 

Afinal de contas são altamente processados ​​e contém grandes quantidades de gordura e carboidratos refinados, como o açúcar (3).

Ou seja, o dia do lixo é uma grande furada e traz consequências a curto prazo.

2 – Tratar os efeitos não os sintomas

Quando você sente uma dor de cabeça o que você faz: Espera passar, pensa o que pode ter causado a dor ou toma logo um analgésico?

Infelizmente a maioria das pessoas opta por tomar o analgésico. E sim, esse é um comportamento que te faz viver para a doença. 

Um estudo relatou que o uso de analgésico 3 vezes na semana causa insuficiência renal e morte (4). 

Até mesmo o paracetamol, que muitas vezes é visto como o analgésico mais seguro porque não ter efeitos colaterais gastrointestinais, vem com um alerta sobre altas doses que podem causar insuficiência hepática (5).

É preciso estar atento. Além de analgésico, os antiinflamatórios não esteróides como aspirina, ibuprofeno e naproxenoparecem quando tomados por longos períodos, têm  efeitos colaterais gastrointestinais potencialmente perigosos. Incluindo úlceras e sangramentos. Também são possíveis danos aos rins e ao fígado (6). 

A dor é nossa aliada. Ela é um indicativo de que algo não está bem. Quando você toma um remédio para parar a dor você está tirando o sinal do corpo. Ou seja, não está resolvendo a causa, apenas amenizando os sintomas.

Tratar o sintoma e não a causa é muito comum na medicina convencional. Você pode consultar muitos especialistas e ser tratado com uma variedade de medicamentos para aliviar seus vários sintomas.

No entanto, esses sintomas podem ser causados ​​pela mesma causa raiz. Cada um desses médicos prescreve a medicação certa para cada problema, mas ninguém está considerando como todos esses sintomas podem estar relacionados.

A sua dor de cabeça pode ter a mesma causa do seu eczema, por exemplo. Mas, se ninguém cavar mais fundo para entender as causas subjacentes desses sintomas, você pode acabar tomando muitos medicamentos e ainda não se sentir bem.

Tratar sintomas é a certeza de que você vai viver para a doença.

3 – Fazer dieta é viver para doença

É verdade que a maioria das dietas para perda de peso vai te ajudar a perder peso.

No entanto, é preciso pensar que uma dieta é muito restritiva. É impossível manter uma dieta para vida toda. Sendo assim, é bem provável que você  recupere todos os quilos que perdeu durante o período de restrição.

Algumas pessoas não seguem suas dietas com cuidado e não perdem muito peso desde o início. Outros podem abandonar totalmente a dieta depois de um tempo, porque é muito restritiva ou os alimentos não são atraentes.

Alguns podem se envolver em menos atividade física, pois consomem menos calorias.

De acordo com um novo estudo, as dietas populares simplesmente não funcionam para a grande maioria das pessoas (6). 

Enquanto as medidas de peso, pressão arterial e colesterol geralmente melhoraram na marca de seis meses, os resultados na marca de 12 meses foram decepcionantes, para dizer o mínimo.

A alimentação saudável e bons hábitos é o que você precisa para manter o peso saudável e a saúde em dia!

Antes de ir, assista a este vídeo sobre saúde plena!

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

🔴 Curta também as redes sociais! 📷Instagram / 👍Facebook / 🎥 YouTube

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : dia do lixodietasemagrecimentosaúde holísticaviver para doença

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta

7 saúdes com Dr. Juliano Pimentel