close
DoresGlúten

Doença Celíaca: Você Sabe O Que é?

A doença celíaca afeta a vida e a saúde de milhares de pessoas em todo o mundo. Muitas pessoas sofrem com ela sem saber e sem buscar tratamento, piorando o quadro de saúde e debilitando o organismo aos poucos.

Essa doença, sem os devidos cuidados pode levar à morte prematura.

E você, sabe o que é a doença celíaca, como ela afeta a saúde e como está relacionada ao consumo do glúten?

Muito além da sensibilidade, a doença causada pela intolerância ao glúten ou doença celíaca, atinge hoje de 1% a 2% da população Brasileira.

Saiba aqui o que é a doença celíaca, e como pode afetar você.

Não deixe de ler e compartilhar!

Doença Celíaca

gluten mal celiaco
Doença Celíaca: Como afeta você. Imagem (Divulgação)

 O glúten nada mais é que uma proteína encontrada no trigo, aveia, cevada, centeio e seus derivados como massas, cerveja, uísque, vodka e alguns doces; ele é o responsável por dificultar a absorção de nutrientes dos alimentos, como as vitaminas, sais minerais e água, pelo organismo (1).

A doença celíaca ocorre em pessoas com tendência genética à doença. Seu desenvolvimento na grande maioria dos casos, inicia na infância com crianças de 1 e 3 anos, mas pode surgir em qualquer idade, inclusive em adultos (2).

O quadro clínico da doença pode se manifestar com ou sem sintomas.

E os sintomas e sinais podem variar de pessoa para pessoa; conheça os sintomas mais comuns:

  • Diarreia crônica (que dura mais de 30 dias);
  • Prisão de ventre recorrente;
  • Anemia;
  • Falta de apetite;
  • Vômitos;
  • Emagrecimento / obesidade sem motivo aparente;
  • Atraso no crescimento;
  • Humor alterado: irritabilidade ou desânimo;
  • Inchaço abdominal após as refeições;
  • Dores abdominais;
  • Aftas recorrentes;
  • Osteoporose / osteopenia.

Diagnóstico

Os exames de sangue são usados para detectar a doença celíaca.

Os exames do anticorpo anti-transglutaminase tecidular (AAT) e do anticorpo anti-endomisio (AAE) são altamente precisos e confiáveis, mas insuficientes para um diagnóstico.

A confirmação pode ser feito por biópsia do intestino delgado, com a coleta mínima de três fragmentos. (3)

Tratamento

gluten free
Doença Celíaca e o Tratamento. Imagem: (Divulgação)

A dieta sem glúten é o único tratamento possível para a doença celíaca.

Quando a proteína (glúten) é excluída da alimentação os sintomas desaparecem.

No entanto, a maior dificuldade para os pacientes é conviver com as restrições impostas pelos novos hábitos alimentares. (4,5)

A doença celíaca não tem cura, por isso, a dieta deve ser seguida rigorosamente pelo resto da vida.

O paciente celíaco que continuar ingerindo alimentos com glúten apresenta maior risco de desenvolver outras doenças, como doenças de tireoide, fígado, rins e pele.

É de extrema importância que os celíacos fiquem atentos também à possibilidade de desenvolver câncer de intestino, e a ter problemas de infertilidade.

No pior dos casos, sem a exclusão do glúten da alimentação, essa doença pode levar à morte prematura.

Alimentos Permitidos

  • Arroz, milho, quinoa, canjica, amêndoas, nozes, amendoim;
  • Farinhas: mandioca, arroz, milho, polvilho doce, fubá, fécula;
  • Gorduras: óleo de coco, banha de porco;
  • Frutas: todas, ao natural e suco;
  • Laticínios: leite, manteiga, queijos e derivados;
  • Hortaliças e leguminosas: folhas, cenoura, tomate, vagem, feijão, grão de bico, ervilha, lentilha, cará, inhame, batata, mandioca e outros;
  • Carnes e ovos: aves, suínos, bovinos, caprinos, miúdos, peixes, frutos do mar.
  • Alimentos probióticos.

CUIDADOS ESPECIAIS

Qualquer quantidade de glúten, por mínima que seja, é prejudicial para o celíaco!
  • Atenção ao rótulo de produtos industrializados em geral. A lei federal nº 10674, de 2003, determina que todas as empresas que produzem alimentos, precisam informar obrigatoriamente em seus rótulos se aquele produto “Contém Glúten” ou “Não Contém Glúten;
  • Leia com atenção todos os rótulos ou embalagens de produtos industrializados e, em caso de dúvida, consulte o fabricante;
  • Não use óleos onde foram fritos empanados com farinha de trigo ou farinha de rosca (feita de pão torrado);
  • Tenha cuidado com temperos e amaciastes de carnes industrializados pois muitos contém glúten;
  • Não utilize as farinhas proibidas para polvilhar assadeiras ou formas;
  • Separe uma esponja ou bucha para lavar os utensílios de preparação sem glúten. Sempre lave bem toda a louça para não haver contaminação;
  • Não coloque no forno ao mesmo tempo alimento com e sem glúten;
  • Alguns medicamentos podem conter farinha de trigo na composição, procure entrar em contato com o fabricante;
  • Aos católicos é sugerida a comunhão na espécie do vinho, já que hóstia contém glúten;
  • Na escola, nunca separe a criança celha dos demais colegas na hora das refeições;
  • O celíaco pode e deve fazer os mesmos exercícios que seus colegas.

Em caso de dúvidas, procure sempre orientação médica.

É preciso cuidar da alimentação para blindar a sua saúde, e por esse motivo, dia 21/06, às 20h, eu vou dar uma aula especial ONLINE e GRATUITA mostrando o motivo de você estar doente, e como você pode superar e evitar complicações de doenças crônicas.

Para se inscrever para essa aula clique aqui.

E para quem é celíaco ou deseja iniciar a reeducação alimentar livre de glúten, veja abaixo do vídeo o que eu preparei para você!

Vídeo: O Glúten a Doença Celíaca: Guia sobre Sintomas, Causas e Tratamentos | Dr. Juliano Pimentel

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel

 

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:

Você pode Gostar

Tags : anemiaanticorpo anti-transglutaminase tecidularbiópsia do intestino delgadocelíacacelíacoCevadaContém GlútendiagnósticoDiarreia crônicadieta sem glútendoença celíacadores abdominaisdr. juliano pimentelexames de sangueexcluir o glúten da alimentaçãofalta de apetiteFamília VSGfarinha de trigoglúteninchaço abdominalinfânciaintolerância a glútenMassasmorte prematuranão contém glútennutrienteso que é glutenobesidadeosteoporoseprisão de ventrereeducação alimentarsintomastratamentoVIVA MELHOR SEM GLÚTEN V 2.0vsg

The author Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

3 Comentários

  1. Muito bom o artigo, mas me deixou dúvidas…Tenho acompanhado seus videos, lives enfim, tudo do Dr Juliano, não entendi o porque se uma pessoa é portadora da doença celíaca pode se alimentar de leite e seus derivados, já que o leite e seus derivados são uma agressão a saúde? “Ouvi em um vídeo do o Dr. Juliano”

Enviar Resposta