close
Dores

Mau Hálito: 5 Dicas para Acabar com Ele

Dr Juliano Pimentel

Para tratar o mau hálito é importante descobrir a sua causa real. Normalmente, o problema é causado pelo acúmulo de bactérias ruins dentro do organismo. Mas, às vezes, determinados alimentos como o alho e cebola podem dar-lhe mau hálito temporário.

De forma crônica, o hálito ruim em uma base regular é causada pelo supercrescimento de levedura e candida em seu corpo.

Ele geralmente vem da parte de trás da língua, garganta e amígdalas. Este é o lugar onde as bactérias que ocorrem naturalmente são encontradas e aliadas a compostos de enxofre resultando em mau hálito (1).

O mau hálito crônico é um sintoma de um problema subjacente, como uma má higiene bucal, má alimentação, doenças das gengivas, cárie dentária ou outras condições médicas mais graves, como doenças hepáticas ou diabetes (2).

Quando persistir muito no organismo, o mau hálito pode ser um alerta de alguma doença gengival, gastrointestinal e outras, como o câncer e refluxo.

Se o mau hálito não tiver uma causa identificada, é necessária uma consulta médica para investigar.

O mau hálito pela manhã, é porque essas bactérias se tornaram secas durante a noite, e isso os faz responder com maior atividade.

Neste artigo, irei direcionar cinco coisas que podem ajudar melhorar o hálito.

Não deixe de ler e compartilhar.

Mau Hálito

1. Corte do cardápio açúcares e grãos

Uma dieta baixa em açúcar e rica em alimentos ricos em probióticos é o ideal.

O recomendado é diminuir o consumo de alimentos ricos em açúcares processados, grãos, pão branco, arroz branco e até mesmo produtos de trigo, como grãos que ao longo do tempo armazenar amidos que se decompõem em açúcar.

A explicação é que o fungo que causa mau hálito se alimenta de açúcar e grãos.

Visto que esses alimentos promovem a ação e o crescimento de muitas bactérias.

Eliminar ou reduzir a ingestão desses alimentos vai ajudar a eliminar o problema. Este movimento também pode contribuir para a perda de peso e melhorar a sua saúde geral.

O recomendado é que você substitua esses alimentos por (3):

– Alimentos ricos em proteínas;

– Alimentos ricos em fibras;

– Gorduras saudáveis;

– Alimentos ricos em probióticos;

– Alcalinização de alimentos.

Alguns dos melhores alimentos ricos em probióticos que você pode adicionar são coisas como iogurte probiótico caseiro fermentado de 24 a 29 horas.

Consuma legumes fermentados, cheios de probióticos, permite que as bactérias boas ajudam a superar o fermento e cândida em seu corpo, o que ajuda a equilibrar os micróbios no organismo.

2. Gorduras Saudáveis

Para eliminar o mau hálito, outra dica é o consumo de gordura saudável.

Certifique-se de que você está consumindo óleo de coco e abacate.

O óleo de coco contém tipos específicos de ácidos graxos chamados de ácidos graxos de cadeia média – como ácido láurico, ácido cáprico e ácido caprílico – que são antimicrobianos na natureza.

Assim, tomar uma colher de sopa ou duas de óleo de coco por dia pode ajudar a ter um hálito melhor (4).

3. Vegetais

O consumo de vegetais verdes pode ajudar a ter uma sensação de hálito mais refrescante.

Um alimento que pode realmente ajudar a melhorar o mau hálito é a salsa, porque ela é alcalina na natureza. Além disso, é rica em clorofila para neutralizar o mau hálito e atua como um anti-mutágeno (5).

Outros vegetais recomendados é couve, espinafre e acelga. Sucos desses vegetais ou de pepino e aipo, também podem combater o problema.

Se mastigar um raminho de salsa não ajudou, então considere mergulha-la em vinagre primeiro.

4. Líquidos

A boca seca pode ser uma causa. Ela é um terreno fértil para bactérias que produzem compostos de enxofre – uma das causas mais comuns.

Por isso, o recomendável é beber pelo menos oito copos de água por dia, cerca de 2 litros ou mais. Essa é uma das melhores maneiras de diminuir a ação dessas bactérias (6).

Limão e água também desempenham papéis importantes para se livrar do mau hálito.

Você pode chupar uma fatia de limão ou espremer um limão fresco em um copo de água. Em seguida, poderá simplesmente beber a água ou gargarejar com ele.

O limão estimula a produção de saliva, que ajuda a combater esse problema.

Alimentos para evitar

A última dica e não menos importante, é evitar alimentos que causam o mau hálito. A lista a seguir apresenta os principais culpados dessa sensação indesejada, Confira (7):

Alimentos fritos: esses alimentos levam muito tempo para se mover pelo sistema digestivo, produzindo halitose.

Açúcar: o açúcar leva à cárie dentária e à doença das gengivas, contribuindo para a halitose.

– Alimentos pegajosos: evite caramelos ou outros tipos de alimentos “pegajosos” que podem ficar nos dentes e causar decomposição.

– Bebidas adoçadas: as bebidas açucaradas cobrem os dentes com açúcar, e muitos de nós não pensamos em escovar depois de consumi-los.

Caso os sintomas de mau hálito persistam, pode ser sinal de uma complicação de saúde, sendo recomendável procurar orientação médica.

E como você pode perceber, a sua alimentação influencia na sua saúde em muitos aspectos.

Foi para pessoas como você, que querem o melhor para si, que eu desenvolvi o livro digital:

VIVA MELHOR SEM GLÚTEN V 2. 0

Além do livro digital que vai proporcionar uma nova perspectiva sobre a sua alimentação, e as estratégias para se alimentar com comida de verdade, preparei uma lista de BÔNUS ESPECIAIS para turbinar seus resultados.

Clique na imagem abaixo e entenda qual o próximo nível na sua vida!

Ebook Viva Sem Glúten, Dr. Juliano Pimentel

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

BAIXE AGORA O MEU GUIA COMPLETO E SAIBA POR QUE VOCÊ DEVE PARAR DE COMER AÇÚCAR HOJE!!!

[/vc_column_text]

[/vc_column][/vc_row]

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : alimentos ricos em fibrasalimentos ricos em probióticosalimentos ricos em proteínasArroz brancodestaquedr. juliano pimentelfungogorduras saudáveisGrãoslivro digitalmau hálitomau hálito crônicoperda de pesoprobióticossaúde

The author Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

1 Comentário

Enviar Resposta