close
Dores

Sintomas de hipertensão – Saiba quais são e como tratar

Os sintomas de hipertensão arterial são silenciosos, mas se não forem tratados podem causar sérios problemas de saúde como doenças cardíacas e acidente vascular cerebral, por exemplo.

A hipertensão arterial é uma doença comum, porém, é muito perigosa! Ela acontece quando há uma alta pressão arterial.

A pressão arterial é a força do sangue empurrando contra as paredes das artérias como o coração, bombeando sangue.

Pode ser que você tenha alteração na pressão mas não consiga perceber os sintomas da hipertensão. Isso acontece porque os sintomas da hipertensão são geralmente sentidos como sintomas de outras doenças.

Os principais sintomas de hipertensão

Quando a pressão arterial está muito alta é comum sentir dores de cabeça e na nuca, visão dupla ou embasada e zumbido no ouvido. 

Além disso, enjoo, dificuldade para respirar e sonolência também podem ser sintomas de hipertensão. 

Alguns sinais de alerta para a hipertensão pode incluir dores no peito, confusão mental,  batimentos cardíacos irregulares, sangramento nasal, cansaço ou alterações na visão.

Além desses sintomas de hipertensão, ela pode causar (1):

  • Ataque cardíaco;
  • Acidente vascular cerebral;
  • Insuficiência cardíaca crônica;
  • Problemas oculares;
  • Síndrome metabólica, como obesidade;
  • Problemas de memória;
  • Aneurisma: Aumento da pressão arterial pode causar seus vasos sanguíneos a enfraquecer e protuberância, formando um aneurisma.

Por isso, fique atento aos sintomas de hipertensão e procure orientação médica.

Identificando a Hipertensão Arterial

Quando a pressão arterial é medida, são levadas em consideração dois números importantes, que medem duas pressões diferentes.

O número superior é pressão sistólica, a pressão arterial quando o coração bate enquanto bombeia sangue.

Já o número inferior é a pressão diastólica, que é a pressão arterial quando o coração está em repouso entre batimentos (2).

Os intervalos de pressão sanguínea incluem:

– Normal: Menos de 120/80

– Pré-hipertensão: 120-139 / 80-89

– Estágio 1 pressão arterial elevada: 140-159 / 90-99

– Estágio 2 pressão arterial elevada: 160 e acima / 100 e acima

Causas da hipertensão arterial

A pressão alta nunca está sozinha, por isso não se deve ficar esperando os sintomas da hipertensão, afinal, ela é sempre acompanhada por uma lista de fatores de risco. A boa notícia é que a maioria das causas de hipertensão arterial podem ser controladas (2).

>> Idade: o risco de hipertensão arterial aumenta com a idade avançada. É mais comum nos homens com a idade de 45 e as mulheres são mais propensas a desenvolver após os 65 anos.

>> Antecedentes familiares: pode ser um fator hereditário.

>> Excesso de peso: quanto maior o seu peso corporal, mais sangue você precisa para fornecer oxigênio e nutrientes para os tecidos. À medida que o volume de sangue circula através dos vasos sanguíneos, aumenta a pressão nas paredes das artérias e na pressão arterial.

>> Sedentarismo: o sedentarismo pode influenciar na hipertensão. Quanto maior o seu ritmo cardíaco, mais difícil seu coração deve trabalhar com cada contração e mais forte é a força em suas artérias. A falta de atividade física também aumenta o risco de excesso de peso; virando uma bola de nele perigosa para a saúde. 

>> Tabagismo: seja fumando ou mastigando tabaco, ambos imediatamente aumentam a pressão arterial temporariamente.

>> Excesso de álcool: ao longo do tempo, ingerir muito álcool pode danificar o coração. Tomar mais de duas bebidas por dia para os homens e mais de uma bebida por dia para as mulheres pode afetar a pressão arterial negativamente.

Como evitar os sintomas de hipertensão?

A melhor maneira de evitar os sintomas de hipertensão é se tratar! Em alguns casos o tratamento consiste em medicação diária, prescrita por um médico especialista. Mas, outras maneiras podem tratar a hipertensão

  1. Alimentação

Prefira alimentos ricos em fibras como legumes, frutas e sementes devem ser a base de qualquer dieta saudável.

Escolha alimentos ricos em potássio, pois o potássio neutraliza o efeito do sódio e ajuda a baixar a pressão arterial, incluindo alimentos como melões, abacates e bananas.

Coma alimentos ricos em Omega-3, consumir alimentos ricos em omega-3 ajuda a reduzir a inflamação.

Se for difícil fica sem doce, prefira chocolate escuro que contenha pelo menos 200 mg de fenóis de cacau que podem reduzir a pressão arterial.

Além da inclusão desses alimentos para uma alimentação de verdade, é necessário evitar outros, como: Açúcar, cafeína e álcool, pois o consumo destes alimentos e bebidas aumentam a pressão arterial.

Além disso, esteja atento ao teor de sódio. O excesso de sal aumenta a pressão arterial, por isso, procure limitar o seu consumo a não mais de 1500-2000 mg por dia.

Por fim, evite gorduras trans e gorduras Omega-6, estas gorduras aumentam a inflamação e a pressão arterial, são encontradas em alimentos industrializados.

  1. Estilo de vida

Reduzir o estresse, dormir melhor, agendar mais tempo livre podem ser uteis para reduzir a pressão arterial.

Além disso, é importante exercitar-se. Uma caminhada de pelo menos 30 minutos diariamente pode ser útil, assim como outros exercícios, como pilates para um equilíbrio do corpo como um todo.

Procure ter uma vida mais saudável.

Essas dicas podem ser úteis, mas não excluem a necessidade de orientação médica e emergencial.

Agora se você deseja uma transformação completa em sua alimentação e estilo de vida conheça meu programa de Detox 7 dias.

É a sua chance de ter saúde por completo! Ouça os áudios de pessoas que tiveram suas vidas transformadas.  

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

🔴 Curta também as redes sociais! 📷Instagram / 👍Facebook / 🎥 YouTube

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : Álcoolalerta para a hipertensãoalimentos ricos em fibrasAlimentos ricos em ômega-3alterações na visãoataque cardíacobatimentos cardíacos irregularesdestaquedr. juliano pimentelExcesso de álcoolexcesso de pesofator hereditáriohipertensãopressão arterialpressão diastólicapressão sistólicaProblemas de memóriasaúdesedentarismosintomas de pressão altaTabagismo

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

1 Comentário

Enviar Resposta