close
Metabolismo

Tudo que você precisa saber sobre colesterol alto

Afinal, o que e o colesterol alto e porque é tão ruim? O colesterol é um tipo de lipídio, ou seja, é uma substância cerosa e gordurosa que o fígado produz naturalmente. E é vital para a formação de membranas celulares, certos hormônios e vitamina D. 

O colesterol não se dissolve na água, por isso não pode viajar sozinho pelo sangue. Para ajudar a transportar o colesterol, seu fígado produz lipoproteínas.

Lipoproteínas são partículas feitas de gordura e proteína. Eles carregam colesterol e triglicerídeos (outro tipo de lipídio) através da corrente sanguínea. As duas principais formas de lipoproteína são a lipoproteína de baixa densidade (LDL) e a lipoproteína de alta densidade (HDL).

Por isso, sempre que você faz exames de sangue, os resultados são sobre colesterol LDL e colesterol HDL.

Se o seu sangue contém muito colesterol LDL (colesterol transportado pela lipoproteína de baixa densidade), é conhecido como colesterol alto. Quando não tratada, o colesterol LDL pode levar a muitos problemas de saúde, incluindo ataque cardíaco ou derrame.

O colesterol elevado normalmente não causa sintomas. É por isso que é importante verificar regularmente os níveis de colesterol.

Colesterol LDL ou “colesterol ruim”

A lipoproteína de baixa densidade (LDL) é frequentemente chamada de “colesterol ruim”. Ela transporta colesterol para as artérias.

Se seus níveis de colesterol LDL forem muito altos, ele poderá se acumular nas paredes das artérias.

O colesterol alto acumula nas artérias.

O acúmulo também é conhecido como placa de colesterol. Essa placa pode estreitar as artérias, limitar o fluxo sanguíneo e aumentar o risco de coágulos sanguíneos. Se um coágulo sanguíneo bloqueia uma artéria no coração ou no cérebro, pode causar um ataque cardíaco ou derrame.

18,4 milhões de brasileiros têm colesterol alto. Será que você faz parte deste número?

HDL colesterol ou “bom colesterol”

A lipoproteína de alta densidade (HDL) às vezes é chamada de “bom colesterol”. Ajuda a devolver o colesterol LDL ao fígado para ser removido do corpo. Isso ajuda a impedir que a placa de colesterol se acumule nas artérias.

Quando você tem níveis saudáveis ​​de colesterol HDL, pode ajudar a diminuir o risco de coágulos sanguíneos, doenças cardíacas e derrames.

Triglicerídeos, um tipo diferente de lipídeo

Os triglicerídeos são outro tipo de lipídeo. Eles são diferentes do colesterol. Enquanto seu corpo usa colesterol para construir células e certos hormônios, ele usa triglicerídeos como fonte de energia.

Quando você ingere mais calorias do que seu corpo pode usar imediatamente, ele as converte em triglicerídeos. Ele armazena triglicerídeos nas células adiposas. Ele também usa lipoproteínas para circular triglicerídeos pela corrente sanguínea.

Se você ingere regularmente mais calorias do que seu corpo pode usar, seus níveis de triglicerídeos podem aumentar. Isso pode aumentar o risco de vários problemas de saúde, incluindo doenças cardíacas e derrames.

O seu médico pode usar um simples exame de sangue para medir seu nível de triglicerídeos, bem como seus níveis de colesterol.

Verificando seus níveis de colesterol

Seu médico pode usar um painel lipídico para medir seu nível total de colesterol, bem como os níveis de colesterol LDL, HDL e triglicerídeos. O seu nível total de colesterol é a quantidade total de colesterol no sangue. Inclui colesterol LDL e HDL.

Se seus níveis de colesterol total ou colesterol LDL forem muito altos, seu médico irá diagnosticá-lo com colesterol elevado. O colesterol LDL é especialmente perigoso quando seus níveis de LDL são muito altos e seus níveis de HDL são muito baixos.

Saiba o que comer para REDUZIR o colesterol alto.

Dicas

  • Preste atenção às gorduras saturadas e trans nos rótulos dos alimentos, além de açúcares adicionados. Quanto menos você consumir, melhor. Não mais que 10% de suas calorias diárias devem vir de gorduras saturadas ou açúcares adicionados.
  • Não se preocupe em comer colesterol suficiente. Seu corpo ganha o suficiente, independentemente de você consumi-lo ou não.
  • Coma gorduras mais saudáveis ​​e insaturadas. Tente substituir a manteiga por um azeite extra-virgem na culinária, compre cortes magros de carne e lanche com nozes e sementes em vez de batatas fritas ou salgadinhos processados.

Sintomas de colesterol LDL

Na maioria dos casos, o colesterol alto é um problema “silencioso”. Afinal, normalmente não causa sintomas. Muitas pessoas nem percebem que têm colesterol elevado até desenvolverem complicações graves, como um ataque cardíaco ou derrame, por exemplo.

É por isso que a triagem rotineira do colesterol é importante.

Causas de colesterol ruim

Comer muitos alimentos ricos em colesterol, gorduras saturadas e gorduras trans pode aumentar o risco de desenvolver colesterol alto. Outros fatores do estilo de vida também podem contribuir para o colesterol LDL. Esses fatores incluem inatividade e tabagismo.

Além disso, sua genética também pode afetar suas chances de desenvolver colesterol LDL. Os genes são transmitidos de pais para filhos. Certos genes instruem seu corpo sobre como processar colesterol e gorduras. Se seus pais têm colesterol LDL, você também corre um risco maior de tê-lo.

Em casos raros, o colesterol alto é causado por hipercolesterolemia familiar. Esse distúrbio genético impede que seu corpo remova o LDL. 

No entanto, outras condições de saúde, como diabetes e hipotireoidismo também podem aumentar o risco de desenvolver colesterol alto e complicações relacionadas.

Fatores de risco para colesterol alto

Você pode estar em maior risco de desenvolver colesterol alto se:

 

estiver com sobrepeso ou obeso

comer uma dieta pouco saudável

não se exercita regularmente

fuma produtos de tabaco

tem um histórico familiar de colesterol alto

tem diabetes, doença renal ou hipotireoidismo

 

Pessoas de todas as idades, sexos e etnias podem ter colesterol LDL.

Complicações do colesterol alto

Se não for tratado, o colesterol LDL pode causar a acumulação de placas nas artérias. Com o tempo, essa placa pode estreitar suas artérias. Esta condição é conhecida como aterosclerose .

A aterosclerose é uma condição séria, pois, pode limitar o fluxo de sangue através de suas artérias. Além disso, também aumenta o risco de desenvolver coágulos sanguíneos perigosos.

A aterosclerose pode resultar em muitas complicações com risco de vida, como acidente vascular encefálico, ataque cardíaco, angina (dor no peito), pressão alta, doença vascular periférica, assim como doença renal crônica.

Além do mais, o colesterol LDL também pode criar um desequilíbrio biliar, aumentando o risco de cálculos biliares.

Sobre o colesterol

É possível medir seus níveis de colesterol com um simples exame de sangue, conhecido como painel lipídico. No mesmo exame pode ser avaliado seus níveis de colesterol total, colesterol LDL, colesterol HDL e triglicerídeos.

Se você tem colesterol LDL, seu médico pode recomendar mudanças no estilo de vida para ajudar a diminuí-lo. Por exemplo, eles podem recomendar alterações em sua dieta, hábitos de exercício ou outros aspectos de sua rotina diária. Se você fuma produtos de tabaco, eles provavelmente o aconselham a sair.

Por fim, você pode inserir na sua dieta sucos detox, que além de eliminar as toxinas do corpo reduzem a fome emocional.

Abraços e fique com Deus.

Dr. Juliano Pimentel.

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

1 Comentário

  1. Tenho problema com colesterol independente de ter hábitos saudáveis, porém com a mudança no estilo de vida e alimentação, essa síndrome, é assim que eles chamam….pois o colesterol simplesmente aparece, vai controlar.

Enviar Resposta