close
Metabolismo

O que a indústria farmacêutica não quer que você saiba sobre o Jejum

O jejum é uma prática religiosa muito antiga e se pensarmos bem, era o natural dos nossos ancestrais. Afinal, eles não tinham um supermercado disponível cheio de alimento para comer o dia todo. Isso porém, é pouco refletido, afinal, sempre tem alguém ganhando com isso, e, nesse caso, são os grandes produtores de alimentos e a industria farmacêutica.

Provavelmente você já deve ter ouvido, ou até mesmo falado a frase “somos o que comemos” e essa é a mais pura verdade!

Para se ter ideia, mesmo o diabetes existindo desde me 1500 antes de Cristo, é nos dias de hoje que as pessoas estão morrendo por obesidade e diabetes. 

Alimentação e indústria farmacêutica

Nossa alimentação mudou muito ao londo do tempo. Anos atras as pessoas se alimentavam de alimentos que plantavam e animais que criavam. Era tudo fresco, orgânico e todos sabiam a procedência dos alimentos. Quando alguém queria comer uma verdura que não tinha plantado, por exemplo, trocava com um conhecido que tinha.

Hoje, porém, há disponível nos supermercados muitas opções de alimentos que não sabemos a procedência e, o pior, não fazemos ideia de quais são os ingredientes e os processos que foram realizados para chegar aquele alimento.

Estamos nos alimentando de corantes, açúcares, sabores artificiais, gorduras saturadas e aditivos que não sabemos quais são. E sabe o que acontece quando se come este tipo de comida? As pessoas adoecem! 

Ficam obesas, com colesterol alto, diabetes, pressão alta e nesse momento recorrem à industria farmacêutica. Começa a consumir remédios para controlar a pressão, o diabetes, triglicerídeo, tireoide, para emagrecer e quanto mais remédio toma, mais remédio precisa tomar. Afinal, todo mundo sabe que todo remédio tem um efeito colateral. 

E por mais triste que seja, hoje é assim, que muitos brasileiros vivem! Comendo mal e consumindo  cada dia mais remédios. 

Por esse e vários outros motivos que não se vê anúncios sobre o jejum! Ao contrário, a mídia sempre propaga a ideia de que é preciso comer de 3 em 3 horas. E ai sugerem barras de cereais, Shake industrializado, um volume de frutas elevado e por aí vai!

E se esse ciclo de má alimentação não chegar ao fim, o consumo de remédios será cada dia maior!

O jejum X industria farmacêutica

O jejum é para muitos um assunto controverso, mas isso se dá, pois essas pessoas não entenderam realmente todos seus benefícios para a saúde. 

Aqui no blog tem vários artigos sobre o jejum, no entanto, vamos explorar mais sobre ele nas próximas linhas. 

Quando você não come por um tempo, várias coisas acontecem no seu corpo.

Seu corpo inicia, por exemplo, importantes processos de reparo celular e altera os níveis hormonais para tornar a gordura corporal armazenada mais acessível.

Aqui estão algumas das mudanças que ocorrem no seu corpo durante o jejum:

  • Níveis de insulina: os níveis sanguíneos de insulina caem significativamente, o que facilita a queima de gordura (1).
  • Hormônio do crescimento humano: os níveis sanguíneos de hormônio do crescimento podem aumentar até 5 vezes (23). Níveis mais altos desse hormônio facilitam a queima de gordura e o ganho muscular e têm vários outros benefícios (45).
  • Reparo celular: o corpo induz importantes processos de reparo celular, como a remoção de resíduos das células (6).
  • Expressão gênica: existem alterações benéficas em vários genes e moléculas relacionadas à longevidade e proteção contra doenças (78).

Muitos dos benefícios do jejum intermitente estão relacionados a essas alterações hormonais, expressão gênica e função das células.

Agora, imagina o que seria do setor farmacêutico se todas as pessoas soubessem que podem alcançar esses benefícios simplesmente comendo certo e fazendo jejum?

Não comer também é saudável

Você não precisa comer o tempo todo para ser saudável. Lembrando que estou dizendo aqui que fazer jejum é saudável! Não estou dizendo que é saudável passar fome ou ficar sem comer por qualquer outro problema de saúde.

O que quero deixar claro é que fazer o jejum, e depois quebrar esse período de jejum com alimentos saudáveis, comida orgânica, segura e de maneira responsável trás benefícios para sua saúde capaz de substituir o consumo de remédios.  

A obesidade está associada a maioria das doenças atualmente. E ao invés de se alimentar melhor, buscar ajuda para entender sobre alimentação, as pessoas buscam por remédios. Em 2012, por exemplo, um estudo mostrou que a cirurgia bariátrica, para reduzir a massa corpórea em pacientes com excesso de peso, é mais eficaz no controle da glicemia do que o uso de medicamentos (9).

Ou seja, emagrecer é mais eficiente no controle do diabetes que o próprio remédio. E a bariátrica não é a única maneira de diminuir a massa corpórea. Afinal, existem inúmeras maneiras de alcançar a perda de peso, inclusive com o jejum. 

Se você quer aumentar sua saúde, diminuir seu peso, elevar sua energia tenho um convite especial para você!

Preparei uma Jornada incrível de 01 a 08 de junho para ajudar você a ter uma saúde Plena e tornar-se inabalável.

Clique na imagem acima e participe dessa jornada que ajudará você e toda sua família a terem mais saúde, sono de qualidade e disposição para com a vida!

Abraços e fique com Deus!!

Dr. Juliano Pimentel

🔴 Curta também as redes sociais! 📷Instagram / 👍Facebook / 🎥 YouTube

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : alimentaçãodiabetesdr. juliano pimenteljejum

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta