close
Metabolismo

Potencializar o Cérebro: Como Conseguir Com 10 Dicas Práticas

Vários avanços em pesquisas nos últimos anos sugerem que os seres humanos realmente têm o poder de potencializar o cérebro.

E isso faz uma grande diferença na sua qualidade de vida e saúde atual e futura. E eu quero mostrar que com mudanças simples em nossa vida é possível tirar todo o proveito das capacidades cerebrais, e expandir o seu poder criativo e produtivo.

Então, preste atenção no artigo que eu preparei para te ajudar a potencializar o cérebro.

Não deixe de ler e compartilhar.

Potencializar o Cérebro

Quando não usamos a nossa potência cerebral, ela fica preguiçosa, adormecida e pode causar muitos problemas de saúde futuras e atuais, prejudicar o crescimento pessoal, profissional e acadêmico, por exemplo.

O cérebro é parte importante do corpo e por isso, precisa de toda atenção.

Veja algumas dicas práticas e úteis:

1- Yoga

Yoga combina respiração, posturas e meditação, sendo assim, é capaz de proteger a integridade do seu cérebro e espessar as camadas do córtex cerebral.

Os exames cerebrais revelam que a yoga muda a química do cérebro de forma positiva.

Ou seja, ela ajuda a construir níveis mais robustos de matéria cinzenta, nas áreas cerebrais envolvidas com a modulação da dor (1).

As propriedades neuroprotetoras da yoga não só poupam o cérebro da perda de matéria cinzenta, mas parecem acumular volume de matéria cinzenta em certas regiões do cérebro.

Isso é ótimo, pois, perder a substância cinzenta pode levar a problemas de memória, problemas emocionais, intolerância à dor e diminuição do funcionamento cognitivo.

Alem do mais, os anos de prática de yoga foram associados com mudanças positivas no hemisfério esquerdo do cérebro, áreas que estão envolvidas em:

>> Percepção;

>> Controle motor;

>> Autoconsciência;

>> Funcionamento cognitivo;

>> Experiência interpessoal;

>> Inibição;

>> Controle de impulso;

>> Processamento de memória;

>> Emoção e tomada de decisão gratificante (2, 3, 4, 5, 6, 7)

2-Malabarismo

malabarismo aumenta a coordenação, mas o que está acontecendo dentro do seu cérebro enquanto você pratica malabarismo é absolutamente incrível.

Malabarismo não apenas aumenta a matéria cinzenta do cérebro, ele também ajuda a melhorar as conexões celulares.

Em 2009, por exemplo, os cientistas da Universidade de Oxford, descobriram que o malabarismo também aumentava a “matéria branca” de seu cérebro.

A substância branca consiste em partes do cérebro que contêm principalmente axônios. Estes servem como conectores de célula (8).

Os participantes do estudo praticaram malabarismos, durante meia hora por dia durante seis semanas.

Antes e depois da difusão, a imagem cerebral do tensor mostrou que, enquanto a substância branca nos cérebros do grupo de controle não mudava, os malabaristas desfrutavam de mais substância branca na parte do cérebro do lobo parietal.

Perceba que o aumento da massa branca ocorreu em todos os malabaristas, independentemente de quão bem eles poderiam fazer malabarismos (9).

O lóbulo parietal envolve a consciência espacial, propriocepção e processamento do senso de toque (10).

3-Meditação

Numerosos estudos sugerem que a meditação estruturalmente muda seu cérebro para melhor.

Em 2011, por exemplo, os pesquisadores do Harvard e do Hospital Geral de Massachusetts, publicaram um estudo mostrando que a meditação guiada e a redução de estresse baseada em atenção levaram a alterações mensuráveis do cérebro em áreas envolvidas com a memória humana, compaixão e estresse.

Na verdade, praticar meditação por apenas oito semanas muda seu cérebro de uma maneira que os scanners de MRI podem detectar (11,12, 13).

Além do mais, a redução do estresse com base em meditação, reforça as áreas do cérebro que envolvem aprendizagem e memória, regulação emocional, empatia e senso de si mesmo.

Sendo assim, foi comprovado que as áreas do córtex pré-frontal e da ínsula anterior direita eram mais espessas entre os meditadores.

Essas áreas têm impacto no processamento sensorial.

Os pesquisadores dizem que com base nas propriedades de preservação do cérebro que a meditação tem, pode ser uma forma de compensar o enfraquecimento cortical relacionado à idade, por exemplo (14).

4-Aprenda a Tocar um Instrumento

Aprender a tocar um instrumento aumenta o tamanho do seu cérebro, com o maior impacto ocorrendo em crianças que aprendem música antes dos 7 anos de idade.

A longo prazo, resultados de treinamento de alto nível musical em músicos melhoraram a informação sensorial de audição, assim como, toque e visão(15).

Ou seja, é uma experiência multi-sensorial e motora que cria emoções e movimentos, que envolve sistemas de prazer e recompensa no cérebro.

Além do mais, a prática altera a função cerebral e estrutura quando feito durante um longo período de tempo. Ou seja, gera novos processos no cérebro, em diferentes estágios da vida e com uma série de impactos na criatividade, cognição e aprendizagem (16, 17).

5-Alimentos Que Cuidam do Cérebro

Existem alimentos certos para cuidar da saúde e manutenção cerebral.

Como no caso de frutas e legumes com a coloração vermelha ou roxo escuro como os mirtilos, os morangos que possuem compostos antioxidantes conhecido como antiocianina, que ajudam a evitar a perda de memória.

O licopeno presente no tomate também é benéfico por proteger contra os danos dos radicais livres, previnem problemas de degeneração cerebral como a doença de Alzheimer, por exemplo.

Além disso, alimentos ricos em vitaminas B, ajudam a reduzir os riscos de acidentes vasculares cerebrais e de comprometimento cognitivo.

Alimentos ricos em vitamina C protegem contra a degeneração cerebral, e aumentam a agilidade mental. Você encontra essa vitamina em alimentos como a goiaba, a laranja, limão, pimentão, brócolis, por exemplo.

O ômega-3 auxilia no funcionamento do cérebro (18). As fontes de omega-3 incluem peixes, como salmão e sardinha.

Você pode incluir também sementes de abóbora, alimentos ricos em vitamina k, sálvia e nozes, por exemplo (31).

6-Vida Sexual Ativa 

Relações sexuais regulares é uma forma natural de fabricar mais neurônios.

Em um estudo feito em animais, pesquisadores da Universidade de Maryland, descobriram que o sexo promove a formação de novos neurônios e melhora a função cognitiva.

Esta criação de neurônios é conhecida como neurogênese (19).

Além disso, outras pesquisas mostram que o sexo pode ajudar a preservar a memória de longo prazo, protegendo-a durante períodos de estresse elevado (20).

7-Faça Cardio

Um estudo de 2006 descobriu que o exercício aeróbio regular aumenta significativamente as áreas cinzenta e branca do cérebro.

Estes mesmos resultados não foram evidentes em grupos de alongamento e tonificação, por exemplo (21, 22, 23).

8-Jejum Intermitente

Outra forma útil e saudável para potencializar o cérebro é praticar o jejum intermitente.

As primeiras indicações de estudos com animais também sugerem que a prática rotineira de jejum intermitente pode espessar certas partes do cérebro enquanto aumenta a função cerebral (24).

O jejum intermitente para mulheres está se tornando cada vez mais popular por suas capacidades de clareamento cerebral.

Estudos médicos sugerem que o jejum intermitente não só aumenta a energia, mas também:

>> Previne a resistência à insulina, bem como, obesidade e as doenças relacionada à insulina, reduzindo os níveis de IGF-1 circulante, e aumentando a sensibilidade à insulina sem diminuir a taxa metabólica em repouso (25);

>> Melhora a imunidade, além disso, diminui o risco de diabetes e melhora a saúde cardíaca (26);

>> Aumenta a produção de fator de crescimento neurotrópico cerebral – uma proteína que promove o crescimento e a proteção dos neurônios – tornando-nos mais resistentes ao estresse neurológico e afastando doenças neurodegenerativas (27)

9- Evite Hábitos que Prejudicam os Neurônios

Os hábitos que você tem podem afetar e muito o bom funcionamento do seu cérebro, prejudicar os seus neurônios e trazer muitos malefícios, como o vício em cigarro, álcool ou drogas, por exemplo.

O uso de drogas pode causar danos cerebrais como acidentes vasculares e efeitos tóxicos nas células cerebrais (28,29).

O cigarro também é um grande causador de acidente vascular cerebral, cerca de 40% em adultos abaixo dos 65 anos.

Ou seja: para potencializar o cérebro e evitar doenças degenerativas, evite vícios e hábitos ruins.

10-Estimule o Cérebro

Se você quer potencializar o cérebro precisa usá-lo mais, manter uma rotina que estimule a trabalhar os neurônios.

Quando você assiste alguma coisa, mantém o cérebro passivo, sem a necessidade de pensar.

Por isso troque hábitos passivos por atividades que estimulem o cérebro, como a leitura, estudos, palavras cruzadas, jogos que estimulem o raciocínio lógico (30).

Busque atividades que despertem os seus neurônios e sejam estimulantes saudáveis.

Use a criatividade, aprenda coisas novas e leia, leia, leia.

A leitura estimula os impulsos elétricos no seu cérebro, desperta áreas adormecidas, então mantenha o hábito da leitura.

E fique atento, perda de memória excessiva e dores de cabeça frequentes pedem cuidados médicos.

Como você pode perceber, aquilo que comemos e fazermos no cotidiano podem influenciar na sua saúde cerebral, potencializar o cérebro ou causar doenças no futuro.

Beba chá!

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : acidente vascular cerebralcérebrocórtex pré-frontaldestaquedr. juliano pimentelFuncionamento cognitivoimpulsos elétricosleituramalabarismomeditaçãoneurôniosperda de memória excessivaPotencializar o Cérebroqualidade de vidaraciocínio lógicosaúdesaúde cerebralyoga

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

1 Comentário

Enviar Resposta