close
Metabolismo

Top 12 alimentos anti-inflamatórios – Conheça os benefícios

alimentos-anto-inflamatorios

A inflamação é a resposta saudável do nosso corpo ao combate à doença. Mas quando fica fora de controle, a inflamação pode se tornar crônica. Por isso, a escolha por alimentos anti-inflamatórios contribui inclusive, para a prevenção de problemas de saúde.  

Acredita-se que alimentos ricos em açúcar e gordura saturada contribuam para a inflamação, e é por isso que algumas pessoas que têm condições inflamatórias e distúrbios auto-imunes experimentam dietas com pouco açúcar.

Por outro lado, há também alimentos anti-inflamatórios, que podem conter a inflamação do corpo.

Conheça os alimentos anti-inflamatórios.

Gostou? Leia e compartilhe.

1 – Espinafre

O espinafre merece sua reputação como alimento energético. É uma boa fonte de vitamina E, que pode ajudar a proteger o corpo de moléculas causadoras de inflamação chamadas citocinas.

A cor escura permite que você saiba que é denso em nutrientes, como outros verdes folhosos.

2 – Couve

A couve é um dos alimentos anti-inflamatórios, que contém uma variedade de fitonutrientes e antioxidantes que ajudam a proteger nosso corpo contra danos celulares.

Este alimento desintoxicante e denso em nutrientes é uma excelente fonte de vários aminoácidos, vitaminas A, C e K, fibra, magnésio, ferro e cálcio (1).

A couve ajuda a beneficiar de tudo, desde pele brilhante e olhos saudáveis, até um poderoso sistema digestivo e ossos fortes.

3 – Nozes

As nozes são uma fonte de gordura saudável e alimentos anti-inflamatórios. São ricas em fibras, cálcio e vitamina E, e as nozes contêm grandes quantidades de ácido alfa-linolênico, um tipo de gordura ômega-3.

Todas as nozes possuem antioxidantes que podem ajudar seu corpo a combater e reparar os danos causados ​​pela inflamação.

Nozes, juntamente com peixes, verduras e grãos integrais, são utilizados na dieta mediterrânea para reduzir os marcadores de inflamação no corpo.

4 – Chá Preto

Beber chá preto pode ajudar a manter as artérias abertas e contém antioxidantes que protegem as células dos danos.

Um estudo ligou o chá preto a um risco substancialmente menor de câncer de ovário (2).

5 – Gengibre e açafrão

Estas especiarias, possuem propriedades anti-inflamatórias.

A curcumina, elemento presente no açafrão, é um potente antioxidante que pode neutralizar os radicais livres devido à sua estrutura química (3, 4).

Os antioxidantes e compostos bioativos do gengibre podem inibir respostas inflamatórias que ocorrem no cérebro (5).

6 – Romã

Alimentos anti-inflamatórios: romã.

As sementes de romã são uma boa fonte de antioxidantes que podem reduzir tanto o colesterol quanto a pressão sanguínea (6, 7, 8).

Na verdade, os especialistas acham que um composto neles chamado punicalagin tem como alvo a inflamação no cérebro, o que poderia ajudar a retardar a progressão do declínio relacionado ao cérebro.

As punicalaginas são antioxidantes extremamente potentes encontrados no suco e na casca da romã.

7 – Alho e Cebola

Compostos organosulfurados derivados do alho podem diminuir a produção de substâncias no sangue que aumentam a inflamação.

Doses de suplementos de alho demonstraram aumentar as enzimas antioxidantes em humanos, bem como reduzir significativamente o estresse oxidativo em pessoas com pressão alta (9, 10, 11).

As cebolas também estão entre as principais fontes alimentares de flavonóides, especificamente um composto benéfico chamado quercetina (12, 13, 14).

A quercetina ajuda a inibir os agentes causadores de inflamação que atuam na artrite.

Além disso, a cebola possui antocianinas. Encontrada somente em cebolas vermelhas ou roxas, as antocianinas são poderosos antioxidantes e pigmentos que dão à cebola sua cor avermelhada.

8 – Cavalinha

Este peixe é um alimento do Mediterrâneo. O alto teor de gordura na cavala ajuda a combater doenças caracterizadas por alta inflamação, como doenças cardíacas e Alzheimer.

A cavala é também uma fonte de vitaminas B12 e D, a última das quais pode ser difícil de encontrar naturalmente nos alimentos. A vitamina D é importante para manter os ossos fortes e a função do sistema imunológico, além de ajudar o corpo a absorver o cálcio.

9 – Abacaxi

O abacaxi é carregado com vitamina C e contém uma enzima chamada bromelina, que pode ajudar a estimular a digestão de proteínas, reduzir a inflamação do intestino e aumentar a função imunológica.

Adicione abacaxi na sua dieta para ajudar a combater a inflamação, melhorar a digestão e manter seu sistema imunológico forte.

10 – Pimentão

Os pimentões, especialmente os de cor vermelha, são ricos em antioxidantes e pobres em amido.

Semelhante a pimentas picantes, pimentões doces contêm o composto químico capsaicina, que é conhecido por ajudar a reduzir a inflamação e, potencialmente, até mesmo a dor.

11 – Chá Verde

O chá verde é uma das bebidas mais saudáveis ​​que você pode beber. Reduz o risco de doença cardíaca, câncer, doença de Alzheimer, obesidade e outras condições (15, 16, 17, 18).

Muitos de seus benefícios se devem às suas propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, especialmente uma substância chamada epigalocatequina-3-galato (EGCG).

O EGCG inibe a inflamação reduzindo a produção de citocinas pró-inflamatórias e os danos aos ácidos graxos em suas células (19, 20).

12 – Pêra

As peras são uma riqueza de antioxidantes como a vitamina C, E e B2 que combate várias doenças e condições dentro do corpo. Além disso, possui funções anti-inflamatórias.

A fibra presente na pêra estimula a secreção de sucos gástricos e digestivos.

Além desses, outros alimentos anti-inflamatórios como pimentas, chocolate amargo, peixe e azeite extra-virgem, são opções de alimentos que ajudam a combater a inflamação e reduzir o risco de doenças.

Cuidados com a inflamação

Mesmo baixos níveis de inflamação crônica podem levar à doença. Por isso, faça o seu melhor para manter a inflamação sob controle, escolhendo uma grande variedade de alimentos deliciosos e ricos em antioxidantes (21) .

Afinal, a essência de uma dieta anti-inflamatória inclui principalmente alimentos à base de plantas, como frutas, legumes, nozes, sementes, feijões e legumes.

Ao comer fontes de proteína animal, certifique-se de escolher frutos do mar selvagens, ovos criados em pasto orgânico e animais terrestres alimentados com capim.

Portanto, pense em sua próxima refeição como uma oportunidade para carregar seu corpo com alimentos anti-inflamatórios o tornará forte e energizado, além de melhorar sua saúde a longo prazo.

Uma dieta saudável é benéfica não apenas para reduzir o risco de doenças crônicas, mas também para melhorar o humor e a qualidade de vida geral.

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:

Você pode Gostar

Tags : alimentos anti-inflamatóriosanti-inflamatórioscombater a inflamaçãodestaquedieta anti-inflamatóriadr. juliano pimentelsaúdevsg

The author Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta