close
Metabolismo

Vitamina B9 (ácido fólico) e Sua Importância Para a Saúde

Dr Juliano Pimentel

O ácido fólico (vitamina B9) é uma substância produzida pelo homem e é uma forma de vitamina B, chamada folato.

O folato é importante para a produção de glóbulos vermelhos no corpo e ajuda o tubo neural do bebê a se desenvolver no cérebro e na medula espinhal.

O folato é encontrado naturalmente em vegetais verde-escuros e frutas cítricas. Lembrando que a vitamina B9 é importante para várias funções no corpo (1).

Não deixe de ler e compartilhar!

Sintomas de deficiência de ácido fólico

Os sintomas de deficiência de ácido fólico incluem anemia, perda de memória, crescimento restrito do cérebro e dos nervos, paranoia, fraqueza, rachaduras na pele e dor na língua (2,3).

Deficiência de vitamina B9 também pode levar a problemas graves, como palpitações cardíacas, defeitos congênitos, osteoporose, câncer de intestino e leucopenia (4).

Além disso, infertilidade e esterilidade também são relatadas em pacientes com deficiência dessa vitamina.

Importância do ácido fólico

Alimentos ricos em vitamina B9

De acordo com a British Dietetic Association (BDA), o ácido fólico é vital para a produção de glóbulos vermelhos, assim como:

  • para a síntese e reparação de DNA e RNA (5)
  • auxiliando na rápida divisão celular e crescimento
  • melhorando a saúde do cérebro
  • diminuir a perda auditiva relacionada à idade (6)

É particularmente importante que as mulheres grávidas consumam ácido fólico em quantidades suficientes.

Isso ajuda a evitar que o feto desenvolva grandes deformidades congênitas do cérebro ou da coluna vertebral, incluindo defeitos do tubo neural, como espinha bífida e anencefalia.

As mulheres que planejam engravidar devem tomar suplementos de ácido fólico por um ano antes da concepção para reduzir o risco de prejudicar o desenvolvimento do bebê.

Se não houver ácido fólico suficiente no corpo, o tubo neural do bebê pode não fechar corretamente e os defeitos do tubo neural podem resultar em:

  • Espinha bífida – desenvolvimento incompleto da medula espinhal ou vértebras
  • Anencefalia – desenvolvimento incompleto das principais partes do cérebro

A maioria dos bebês com anencefalia não vive muito e, em muitos casos, a espinha bífida pode causar incapacitação permanente.

No entanto, consumir ácido fólico suficiente reduz o risco de defeitos do tubo neural em pelo menos 50% e em até 70% se você já teve um bebê com defeito no tubo neural.

Na verdade, o ácido fólico como preventivo em várias condições (7).

Um estudo recente relacionou a deficiência de ácido fólico com o autismo (8).

Os investigadores concluíram que o ácido fólico periconcepcional (antes da concepção e no início da gravidez) pode reduzir o risco do transtorno do espectro do autismo naqueles com metabolismo ineficiente de folato (9).

Uma revisão de literatura realizada em 2014 concluiu que a suplementação com ácido fólico pode reduzir o risco de fissura palatina (10).

O ácido fólico também pode ajudar a prevenir várias outras complicações possíveis no parto, incluindo:

  • Nascimento prematuro
  • Baixo peso de nascimento
  • Aborto espontâneo
  • Fraco crescimento no útero
A vitamina B9 é essencial para o bom desenvolvimento do bebê

O ácido fólico também é benéfico para outras doenças

Ótimo para o coração

O folato ajuda a metabolizar a homocisteína em metionina, um aminoácido essencial. Sem folato adequado, os níveis de homocisteína aumentam.

Homocisteína tem sido associada à aterosclerose e problemas cardiovasculares. O Folato é eficiente para estimular a saúde cardiovascular facilitando a quebra da homocisteína (11,12).

Pode reduzir o risco de acidente vascular cerebral

Não só a homocisteína é ruim para o coração, como pode levar a um derrame. Uma superabundância de homocisteína, ou hiper-homocisteinemia, resulta de uma quebra no metabolismo da metionina-homocisteína.

Isso causa maiores chances de danos nos vasos sanguíneos e coagulação do sangue. Embora o derrame possa ter muitas causas e nenhuma medida seja uma proteção completa, o folato ou a forma suplementar de ácido fólico têm sido recomendados para reduzir o risco (13).

Controla os níveis normais de colesterol

Um estudo polonês descobriu que a suplementação com ácido fólico estimula os níveis normais de colesterol.

No estudo de 124 indivíduos, os pesquisadores observaram reduções significativas nos níveis de colesterol LDL em indivíduos que suplementam com 0,4 mg de ácido fólico diariamente por 12 semanas.

Acredita-se que o resultado tenha sido derivado de níveis reduzidos de homocisteína (14).

Fornece Suporte Neurológico

Pesquisas sugerem que pode haver uma ligação entre os níveis de folato e a saúde neural.

Um estudo coreano de pacientes idosos descobriu que aqueles que sofrem de demência tinham os mais altos níveis de homocisteína e os níveis mais baixos de folato.

Os pacientes do grupo de controle que não sofriam de demência tinham níveis mais elevados de folato (15).

Ajuda no Gerenciamento do Humor Perinatal

Muitas vezes, a depressão perinatal não pode ser tratada com produtos farmacêuticos devido à preocupação com a criança. Isso levou os pesquisadores a buscar alternativas mais seguras e naturais.

O folato, junto com outras vitaminas B, é conhecido por estimular a criação e a absorção de neurotransmissores.

Alguns estudos experimentais indicaram que os micronutrientes, incluindo o ácido fólico, podem melhorar os sintomas e os resultados (16).

Ótimo para a saúde do cólon

Um estudo de caso-controle de 2013 relacionou a ingestão de folato à ativação do gene que altera as chances de desenvolver câncer colorretal (17).

Reduz o risco de degeneração macular relacionada à idade

Um estudo da Harvard Medical School sobre mulheres com risco de degeneração macular relacionada à idade (DMRI) explorou o impacto da terapia com vitamina B (incluindo ácido fólico, vitamina B6 e B12).

O grupo controle teve uma incidência maior de DMRI do que o grupo que tomou a terapia com vitamina B. Os pesquisadores concluíram que a suplementação diária pode ajudar na luta contra a redução do risco de DMRI (18).

O ácido fólico é uma das vitaminas do complexo B encontrados em alimentos como vegetais de folhas verdes, frutas, feijões secos e ervilhas (19).

O ácido fólico age ajudando o corpo a produzir e a manter novas células. Em particular, a formação de glóbulos vermelhos depende dos níveis adequados desta vitamina.

O folato também pode ajudar as células a resistirem a mudanças em seu DNA associadas ao desenvolvimento do câncer (20).

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : ácido fólicodestaquedr. juliano pimentelFolatogravidezsaúdeVitamina B9vitaminas

Autor Legacy

2 Comentários

Enviar Resposta