close
Notícias

Coronavírus no Brasil não foi confirmado.

Desde 31 de dezembro de 2019 quando foi descoberto o novo agente do coronavírus na China, os brasileiros já se preocuparam com a possibilidade do Coronavírus no Brasil. Este artigo é uma atualização com as últimas notícias relacionadas ao caso.

Os primeiros coronavírus humanos foram identificados em meados da década de 1960. A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus.

Coronavírus no Brasil é uma realidade?

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), são 14,5 mil casos registrados em 18 países, com 305 mortes, o que mobilizou organismos internacionais e a comunidade científica na busca por respostas sobre prevenção, transmissão e tratamento desse novo tipo de coronavírus.

No Brasil, até 03 de fevereiro de 2020, são 15 casos suspeitos em investigação para o coronavírus (nCoV-2019) em sete estados, mas nenhum deles foi confirmado. São Paulo é o que, neste momento, apresenta mais casos suspeitos: são 7 em investigação.

Fato é que, até hoje, 04 de fevereiro de 2020, não há nenhum caso registrado de coronavírus no Brasil.

E porque existem suspeitas de coronavírus no Brasil?

Os principais sintomas do coronavírus são febre, tosse e falta de ar. Ou seja, são sintomas que se relacionam também com outros tipos de vírus.

O quadro clínico inicial da doença é caracterizado como síndrome gripal. Sendo assim, o diagnóstico depende da
investigação clínico-epidemiológica e do exame físico. Por isso, é recomendável que todos os casos de síndrome gripal seja questionado o histórico de viagem para o exterior ou contato próximo com pessoas que tenham viajado
para o exterior.

Essas informações são registradas no prontuário do paciente para eventual investigação epidemiológica.

Dentre os 15 casos suspeitos, 11 deles estão passando pela etapa de testes para vírus comuns, como o influenza, por exemplo. Quando é detectado um vírus já conhecido no Brasil, a chance de o paciente ter coronavírus é descartada.

Medidas de controle e prevenção

Mesmo sabendo que não registro de coronavírus no Brasil você pode tomar algumas medidas para a prevenção deste e de outros vírus comuns nesta época do ano.

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção por 2019-nCoV. Por isso, a melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus.

No momento, não há comprovação que o 2019-nCoV esteja circulando no Brasil, portanto não há precauções adicionais recomendadas para o público em geral.

No entanto, como lembrete, o Ministério da Saúde sempre recomenda ações preventivas diárias para ajudar a
prevenir a propagação de vírus respiratórios, incluindo:

Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão,
usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.
Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.
Evitar contato próximo com pessoas doentes.
Ficar em casa quando estiver doente.
Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.
Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Esses são hábitos diários que podem ajudar a impedir a propagação de vários vírus, inclusive o novo coronavírus.

Mais uma dica para manter seu organismo forte para evitar o contágio por outros vírus é fazer um detox. A desintoxicação do organismo é ótima para manter a boa saúde.

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : chinacoronavírusgripesaúdevírus

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta