close
ÓLEOS ESSENCIAIS

Óleos essenciais para o cabelo [Conheça os 8 melhores]

Os óleos essenciais são extraídos das plantas através de métodos como destilação ou evaporação. Embora sejam mais famosos por suas capacidades aromáticas, os óleos essenciais para o cabelo é uma excelente opção!  

Dentre os principais benefícios do uso de óleos essenciais para o cabelo estão a melhora da saúde capilar até mesmo ajudar o cabelo a adicionar força e brilho.

Óleos essenciais para o cabelo

1. Óleo essencial de lavanda

O óleo de lavanda pode acelerar o crescimento do cabelo. Sabendo que o óleo de lavanda tem propriedades que podem gerar o crescimento das células e reduzir o estresse, os pesquisadores descobriram que esse óleo era capaz de gerar um crescimento mais rápido do cabelo (1).

Além disso, este óleo essencial para o cabelo também possui propriedades antimicrobianas e antibacterianas, o que pode melhorar a saúde do couro cabeludo.

Para isso, misture várias gotas de óleo de lavanda em 3 colheres de sopa de óleo transportador, como azeite ou óleo de coco derretido, e aplique diretamente no couro cabeludo. Deixe agir por pelo menos 10 minutos antes de lavar e lavar o cabelo normalmente. Você pode fazer isso várias vezes por semana.

2. Óleo essencial para o cabelo – Hortelã-pimenta

O hortelã-pimenta é um dos melhores óleos essenciais para o cabelo, pois pode ajudar a promover o crescimento do cabelo durante a fase anágena, ou seja, a fase crescente.

Além disso, um estudo descobriu que o óleo de hortelã pimenta, aumentou o número de folículos, a profundidade dos folículos e o crescimento geral do cabelo (2).

Para se beneficiar o óleo essencial, misture 2 gotas  com o óleo transportador de sua escolha. Massageie-o no couro cabeludo e deixe agir por 5 minutos antes de lavar cuidadosamente com xampu e condicionador.

3. Óleo essencial de alecrim

Se você deseja melhorar a espessura e o crescimento do cabelo, um dos melhores óleos essenciais para o cabelo é o de alecrim, graças à sua capacidade de melhorar a geração celular.

De acordo com um estudo, o óleo de alecrim funcionou bem como o minoxidil, um tratamento comum para o crescimento do cabelo, mas com menos coceira no couro cabeludo como efeito colateral (3).

Por isso, misture várias gotas de óleo de alecrim com azeite ou óleo de coco e aplique no couro cabeludo. Deixe por pelo menos 10 minutos antes de lavá-lo com xampu. Faça isso duas vezes por semana para obter melhores resultados.

4. Óleo essencial de cedro

O óleo essencial de cedro promove o crescimento do cabelo e reduz a perda de cabelo, equilibrando as glândulas produtoras de óleo no couro cabeludo. Além disso, também possui propriedades antifúngicas e antibacterianas, que podem tratar diferentes condições que podem contribuir para caspa ou queda de cabelo.

Incluído em uma mistura de lavanda e alecrim, por exemplo, o extrato de cedro também age para  de  queda de cabelo em pessoas com alopecia areata (4).

Misture algumas gotas de óleo essencial de cedro com 2 colheres de sopa de um óleo de sua escolha. Massageie-o no couro cabeludo e deixe agir por 10 minutos antes de lavá-lo.

5. Óleo essencial de capim-limão

A caspa pode ser uma doença comum, e ter um couro cabeludo saudável e livre de flocos é uma parte importante da saúde do cabelo. O óleo de capim-limão é um tratamento eficaz da caspa, com um estudo de 2015 descobrindo que reduziu significativamente a caspa após uma semana (5).

No entanto, o óleo de capim-limão para caspa é mais eficaz quando usado diariamente. Para isso, misture algumas gotas diariamente em seu xampu ou condicionador e certifique-se de que seja massageado em seu couro cabeludo.

6. Óleo essencial para o cabelo – Tomilho

O tomilho é um dos melhores óleos essenciais para o cabelo, pois promove o crescimento do cabelo, estimulando o couro cabeludo e prevenindo ativamente a perda de cabelo. Assim como o óleo de cedro, o óleo de tomilho também foi útil para alopecia areata (6).

O tomilho é particularmente forte, mesmo entre os óleos essenciais. Por isso, coloque apenas 2 pequenas gotas em 2 colheres de sopa de um óleo transportador antes de aplicá-lo ao couro cabeludo. Deixe por cerca de 10 minutos e depois lave.

7. Óleo essencial de sálvia

O óleo de sálvia contém o mesmo acetato de linalil que ajuda a tornar o óleo de lavanda tão eficaz no aumento do crescimento do cabelo. Pode melhorar a força do cabelo, além de aumentar o crescimento do cabelo, tornando o cabelo mais difícil de quebrar.

Misture 3 gotas de óleo de sálvia com o seu condicionador favorito ou com 1 colher de sopa de óleo transportador. Se usá-lo diariamente, enxágue após 2 minutos. Se usá-lo uma ou duas vezes por semana, deixe-o por 10 minutos.

8. óleo essencial de ylang-ylang

Enquanto aqueles com cabelos e pele oleosos gostariam de pular esse, o óleo de ylang-ylang é ideal para quem tem couro cabeludo seco, pois pode estimular a produção de sebo.

Como a falta de óleo e sebo suficiente faz com que o cabelo fique seco e quebradiço, o ylang-ylang pode melhorar a textura do cabelo e reduzir a quebra do cabelo.

Misture 5 gotas de óleo de ylang-ylang essencial com 2 colheres de sopa de óleo quente. Massageie-o no couro cabeludo e enrole a cabeça com uma toalha quente. Deixe por 30 minutos antes de lavá-lo. O ylang-ylang também pode ser encontrado em preparações como xampus ou cremes.

 

 

Uma alternativa de extrato de óleo

Óleo de cavalinha extrato vegetal

O óleo de planta de cavalinha é um óleo de extrato, não um óleo essencial. Contém sílica, que é pensada para melhorar a velocidade e a força do crescimento do cabelo, além de potencialmente reduzir a caspa.

Embora nenhum estudo tenha avaliado o óleo de rabo de cavalo usado topicamente, um estudo de 2015 constatou que os comprimidos orais contendo o óleo melhoraram o crescimento e a força do cabelo em mulheres com queda de cabelo percebida (7).

Também pode ser eficaz como tratamento tópico, com evidências e teorias anedóticas sugerindo que ele pode ajudar a aumentar a circulação no couro cabeludo e ter os mesmos benefícios que o comprimido oral.

Siga as instruções do fabricante, mas normalmente pode ser adicionado ao xampu e massagear o couro cabeludo.

Riscos e possíveis complicações

O maior risco de óleos essenciais é irritação da pele ou reações alérgicas. Alias, isso é especialmente comum quando um óleo essencial é aplicado diretamente na pele, por isso é vital sempre usar um óleo transportador para diluí-lo.

Além disso, as reações alérgicas também são mais comuns em pessoas com pele sensível ou alérgicas ao óleo essencial.

Os sintomas de irritação da pele incluem:

  • dermatite de contato
  • ardor, desconforto, bem como formigamento doloroso
  • vermelhidão na área afetada

Os sinais de uma reação alérgica incluem:

  • dermatite grave
  • erupções cutâneas com bolhas
  • dificuldade ao respirar
  • Por fim, inchaço da língua e estreitamento da garganta

Somente adolescentes e adultos mais velhos devem usar topicamente óleos essenciais para a saúde do cabelo. Se você acha que os óleos essenciais podem beneficiar seu filho, peça primeiro ao pediatra para garantir que ele seja seguro.

Para avaliar a irritação, lembre-se de testar uma pequena quantidade da mistura em um pequeno pedaço de pele antes do uso completo.

Por fim, os óleos essenciais podem te ajudar a melhorar a saúde do seu cabelo com muito pouco risco de efeitos colaterais a um preço acessível.

Para muitos, misturar alguns com um óleo transportador ou seu xampu e aplicá-lo regularmente no couro cabeludo pode aumentar o crescimento, a força ou o brilho do cabelo.

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

 

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : antioxidantescabeloscomo fazer spray óleo essencialcomo usar óleo essencialdestaquedifusor óleo essencialdr. juliano pimentelóleo de cocoóleo essencialóleo essencial de bergamotaóleo essencial de cardamomoóleo essencial hortelã pimentaóleo essencial para o cabeloóleo essencial transportadoróleos essenciais para o cabelosaúde dos cabelos

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta