close
Ser Pleno

Saúde financeira ruim causa desequilíbrio emocional!

Quando eu falo que para ter saúde é preciso estar em equilíbrio eu me refiro a tudo, inclusive a saúde financeira!

Uma pessoa endividada consegue dormir bem? Se relacionar bem com a família? Estar em paz?

Dificilmente, não é mesmo!?

Eu acredito muito que o DETOX, tem um potencial enorme para nos ajudar a encontrar o equilíbrio em nossa vida e inclusive a saúde financeira.

O processo de desintoxicação nada mais é que, eliminar o que faz mal e incluir o que faz bem!

E é exatamente isso que precisamos fazer em todas as áreas da nossa vida: Emocional, espiritual, financeira, física, profissional, tudo!

A saúde financeira importa!

A dívida afeta mais do que apenas nosso bem-estar financeiro; afinal, ter problemas financeiros também pode afetar nossa saúde física assim como a emocional. E é por isso que é importante que entendamos como lidar com o estresse da dívida .

Dívida e estresse geralmente andam de mãos dadas. Pois, quando ficamos para trás em nossos pagamentos e nossos credores começam a telefonar, é comum ficarmos sobrecarregados de preocupação quando começamos a pensar se algum dia voltaremos a financiar nossas finanças.

Dificuldade de concentração, noites sem dormir e uma mudança nos hábitos alimentares são apenas alguns sintomas físicos nos quais a má saúde financeira pode se manifestar, e esse fenômeno deu origem ao que é frequentemente referido nos círculos médicos como ” síndrome do estresse da dívida “.

Além de nossa saúde física, o estresse da dívida também pode afetar nossa saúde mental assim como a emocional. Em 2014, uma equipe de pesquisadores finlandeses realizou uma revisão que mostrou que os indivíduos que lidam com dívidas sofrem de depressão com mais frequência do que aqueles que são financeiramente livres.

E uma pesquisa de 2012 da Universidade de Nottingham também mostrou a correlação entre dívida e estresse. O estudo descobriu que aqueles que lutavam com suas finanças tinham duas vezes mais chances de experimentar uma série de problemas de saúde mental, incluindo depressão, ideação suicida e ansiedade (1).

Como o desequilíbrio da saúde financeira atinge sua saúde

Dois dos efeitos mais comuns da falta de saúde financeira são ansiedade e depressão. Essas duas condições geralmente andam de mãos dadas.

O estresse de ter muitas dívidas no cartão de crédito, pagamentos de empréstimos para a faculdade ou contas médicas pode pesar sobre uma pessoa e causar ansiedade, assim como depressão graves.

Se você está endividado e se sente desanimado e sem esperança ou tem sentimentos de constante preocupação e baixa concentração, por exemplo, pode estar vivendo sinais de um desses distúrbios.

Ansiedade

69% dos adultos com dívida sofrem ansiedade (2). Aliás, sentimentos de ansiedade e pânico causados ​​pelas finanças podem ser o catalisador de um estilo de vida pouco saudável.

Para se ter ideia, 55% dos adultos em famílias de baixa renda dizem que lidam com o estresse através de hábitos sedentários ou prejudiciais, como assistir TV, beber álcool, fumar e comer estressados, por exemplo. Além disso a incerteza de poder pagar as contas mantém muitas pessoas em estado de pânico e medo.

A ansiedade pode se manifestar de várias maneiras, mas a maioria das pessoas que sofrem com ela relata ataques de pânico nos quais o peito parece estar apertando, fica difícil respirar e muitas vezes é associado ao sentimento inevitável de destruição iminente – a ideia de que algo terrível está acontecendo, está crescendo e não desaparece.

Mesmo que você não esteja passando por um ataque de pânico, ainda pode estar sofrendo de pensamentos indesejados, suores profundos, assim como, tremores, náuseas e batimentos cardíacos acelerados.

Depressão

Se você tem muitas dívidas ou se acabou de perder um emprego, as coisas podem ficar difíceis rapidamente (3). Sentimentos de desespero são comuns – um estudo constatou que 23% das pessoas com dívidas relataram ter depressão severa (4).

Outro  estudo, encontrou um aumento de 14% nos sintomas de depressão com cada aumento de 10% na dívida pessoal.

A depressão vai além dos sentimentos gerais de tristeza e insegurança. Afinal, existe uma grande variedade de sintomas físicos e mentais associados à depressão que podem incluir problemas para dormir, uma mudança no apetite (comer demais ou não comer), falta de interesse em atividades favoritas, comportamentos de risco e pensamentos particularmente sombrios.

Além disso, a depressão pode ser causada pelo divórcio ou até morte. A depressão não deve ser vista simplesmente como desânimo, ela pode ser uma resposta muito infeliz ao estresse causado por problemas pessoais e financeiros.

Dinheiro é muito mais que papel e plástico. Para a grande maioria, é uma maneira de alimentar uma família, obter educação ou melhorar a qualidade de vida geral. Por isso, quando a saúde financeira é ruim, os impactos psicológicos podem ser tão prejudiciais quanto os físicos.

Por fim, sentimentos de fracasso e dúvida têm o potencial de se transformar em doenças mentais reais.

Acredito que a teoria do DETOX é uma solução para todos os problemas que enfrentamos em nossa vida.

Se você quer saber mais sobre como o detox funciona, clique na imagem abaixo!

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : ansiedadeantioxidantesdepressãodepressão ansiedadedesintoxicantedesintoxicardetoxdr. juliano pimentelfalta de dinheiroobesidadesaúdesaúde financeirasaúde físicasaúde mental

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta