close
ArtigosDores

Intolerância à Lactose: Causas, Sintomas e Tratamentos

Dr Juliano Pimentel

Intolerância à lactose é muito comum e diversas pessoas sofrem com isso. Pesquisas apontam que esse problema pode afetar cerca de 75% da população mundial e cerca de 35% da população brasileira

Pessoas com intolerância à lactose sofrem com problemas digestivos ao consumirem laticínios e os seus derivados. Isso pode ter um efeito negativo sobre a qualidade de vida e a saúde (1,2).

Neste artigo, você encontrará informações detalhadas sobre intolerância à lactose e como gerenciá-la.

Não deixe de ler e compartilhar.

Intolerância à Lactose

A intolerância à lactose é um distúrbio digestivo causado pela incapacidade de digerir a lactose, o carboidrato principal dos produtos lácteos. 

Pessoas com intolerância não produzem a enzima lactase, em quantidades suficientes para digerir a lactose.

Lactose é um dissacarídeo, composto de uma molécula de glicose e galactose.

A enzima lactase é necessária para quebrar a lactose em glicose e galactose, que podem então ser absorvidas na corrente sanguínea e utilizadas para a produção de energia.

Sem lactase suficiente, a lactose se move através de seu intestino e provoca sintomas digestivos (2, 3, 4).

Causas 

Existem dois tipos principais da doença:

1-Intolerância primária à lactose

A intolerância primária à lactose é a mais comum. É causada por uma diminuição na produção de lactase com a idade, de modo que a lactose se torna mal absorvida (5).

Esta forma de intolerância à lactose pode ser parcialmente causada por genes, porque é mais comum em algumas populações do que outros.

2-Intolerância Secundária à Lactose

A intolerância secundária à lactose é rara. É causada por doenças, como a doença celíaca.

Isso ocorre porque a inflamação na parede do intestino pode levar a um declínio temporário na produção de lactase (6).

Sintomas da intolerância à lactose

Se não for administrada adequadamente, ela pode causar graves problemas digestivos.

Os sintomas mais comuns são (7, 8):

  •         Inchaço;
  •         Cólicas abdominais;
  •         Gases;
  •         Diarreia.

Algumas pessoas também experimentam outros sintomas, como náuseas, vômitos e ocasionalmente, constipação.

A diarreia ocorre devido à lactose não digerida em seu intestino delgado, que faz com que a água se mova em seu aparelho digestivo.

Uma vez que chega ao seu cólon, a lactose é fermentada pelas bactérias no seu intestino, formando ácidos graxos de cadeia curta e gases. Isso causa o inchaço, flatulência e dor.

A gravidade dos sintomas pode variar, dependendo da quantidade de lactose que você pode tolerar e também da quantidade ingerida (9).

Alimentos que contêm lactose

A lactose é encontrada em produtos lácteos e produtos que contêm leite (10, 11, 12, 13).

Os seguintes produtos lácteos contêm lactose:

  •         Leite de vaca (todos os tipos);
  •         Leite de cabra;
  •         Queijo;
  •         Sorvete;
  •         Iogurte;
  •        Leite condensado;
  •        Creme de leite;
  •         Manteiga.

Alimentos que têm alguma forma de laticínios como ingrediente também podem conter lactose, incluindo:

  •         Alimentos feitos com um molho leitoso, como quiche;
  •         Biscoitos e bolachas;
  •         Chocolate e confeitaria, como doces e tortas;
  •         Pães e assados;
  •         Bolos;
  •         Cereais do café da manhã;
  •         Sopas e molhos instantâneos;
  •         Carnes processadas, como presunto ou salsichas pré-cortadas;
  •         Refeições prontas;
  •         Molhos;
  •         Sobremesas e cremes.

Você pode verificar se um produto contém produtos lácteos observando o rótulo.

Nas listas de ingredientes, o leite ou os produtos lácteos adicionados podem ser descritos como:

  •         Leite;
  •         Sólidos de leite;
  •         Leite em pó;
  •         Soro;
  •         Proteína de soro;
  •         Caseína de leite;
  •         Açúcar de leite;
  •         Soro de leite coalhado;
  •         Nata;
  •         Entre outros.

Como Lidar com a Intolerância à Lactose?

Todos os produtos lácteos contêm lactose, mas isso não significa que eles estão totalmente fora dos limites para as pessoas com intolerância à lactose.

A maioria das pessoas com intolerância à lactose pode tolerar pequenas quantidades de lactose.

Por exemplo, algumas pessoas podem tolerar a pequena quantidade de leite no chá, mas não a quantidade que você obteria de uma tigela de cereais.

Pesquisas mostram que pessoas com intolerância à lactose podem tolerar até 18 gramas de lactose, espalhados ao longo do dia (14).

Alguns tipos de produtos lácteos também são naturalmente baixos em lactose quando consumidos em suas porções usuais. A manteiga, por exemplo, contém apenas 0,1 gramas de lactose por porção de 20 gramas.

Dieta sem Lactose

É possível ter uma dieta muito saudável sem produtos lácteos. Você só precisa incluir outros alimentos que são ricos em cálcio (32, 33).

A ingestão recomendada de cálcio é de 1.000 mg por dia.

Muitos alimentos vegetais contêm quantidades razoáveis de cálcio.

Aqui está uma lista de alimentos isentos de lactose que são ricos em cálcio biodisponível:

>> Ovo cozido: São encontrados 54 mg de cálcio, em uma porção de 100 g de ovo de galinha cozido.

>> Brócolis: Em 100 g de flores de brócolis cruas trazem 400 mg de cálcio, enquanto a mesma quantidade de flores de brócolis cozidas oferece 130 mg da substância.

>> Agrião: 168 mg de cálcio estão presentes em uma porção de 100 g de agrião.

>> Espinafre: Uma porção equivalente a quatro colheres de sopa de espinafre cozido contém 160 mg da substância.

>> Couve: Já duas colheres de sopa de couve refogada contêm 164 mg de cálcio.

>>  Amêndoas: Uma porção de 100 g de amêndoas oferece 254 mg do nutriente.

>> Açaí: Um potinho com 200 g de açaí possui 236 mg de cálcio.

>> Ameixa seca: Quem consome 100 g de ameixa seca também ingere 62 mg de cálcio.

Você também pode optar por leite vegetal ou kefir e os seus derivados para preparar queijo, iogurte, entre outros alimentos.

Tratamentos

O tratamento principal consiste em evitar o seu consumo.

Porém, existem alguns tratamentos naturais que podem ajudar a melhorar os sintomas da intolerância à lactose.

1- Suplementos Enzimáticos

É possível comprar enzimas para ajudar a digerir a lactose. Estes são comprimidos que você adiciona à alimentos e bebidas.

No entanto, a eficácia destes produtos parece variar de pessoa para pessoa (15, 16, 17).

Um estudo examinou os efeitos de três tipos diferentes de suplementos de lactase em pessoas intolerantes à lactose que tomaram 20 ou 50 gramas de lactose (23).

Em comparação com o placebo, todos os três suplementos de lactase melhoraram os sintomas globais quando tomados com 20 gramas de lactose.

No entanto, não foram eficazes na dose mais elevada de 50 gramas de lactose.

2-Probióticos e Prebióticos

Os probióticos são microorganismos que proporcionam benefícios para a saúde quando consumidos (28).

Prebióticos são tipos de fibras que funcionam como alimento para essas bactérias. Eles alimentam as bactérias benéficas que você já tem em seu intestino, para que elas prosperam.

Tanto os probióticos como os prebióticos reduzem os sintomas de intolerância à lactose (29, 30).

3-Caldo de osso

O caldo de osso é ótimo para tratar o intestino.

Este caldo simples e saboroso ajuda o corpo a melhorar intolerâncias alimentares, sensibilidades e até mesmo alergias, melhorando simultaneamente a saúde das articulações, estimulando o sistema imunológico e reduzindo a celulite.

Além disso, o colágeno natural e gelatina encontrados nos ossos ajuda a aliviar as alergias e sensibilidades alimentares, incluindo para produtos lácteos e glúten.

Se você possui intolerância à lactose, saiba que é perfeitamente possível ter uma dieta saudável e equilibrada sem leite.

Apenas certifique-se de incluir outras fontes de cálcio para obter todos os nutrientes que você precisa, e procure orientação médica.

 

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : Alimentos que contêm lactoseconstipaçãodestaquediarreiadieta sem lactosedoença celíacadoençasdr. juliano pimentelgalactosegraves problemas digestivosinchaçoinflamaçãointolerância à lactoseIntolerância primária à lactoseIntolerância Secundária à Lactosekefirlactaselactoseleiteleite vegetalprobióticossaúdeSintomas da intolerância à lactose

The author Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta