https://casinoonlineca.ca/internet-casinos/best-payout/
close
Artigos

7 Hábitos que prejudicam a saúde das articulações

A dor nas articulações faz parte da vida diária de dezenas de milhões de brasileiros, e a lista de possíveis razões médicas é longa. E a regra número um para manter a saúde das articulações é a mudança de hábitos.

De acordo com a Agência Brasil, cerca de 37% dos brasileiros sofrem de dores diárias, incluindo dor na lombar e articulações.

A causa mais comum para este tipo de dor é a artrite. Caso você tenha sido diagnosticado com esse mal, leia este artigo.

Agora, se você não tem artrite ou outras doenças, mas ainda assim sente a rigidez e incômodo nas articulações, o seu estilo de vida é o causador do seu problema.

Por isso, leia este artigo até o final e compartilhe com seu amigo que está sempre reclamando de “dor nas juntas”!

Por que manter a saúde das articulações?

Existem estratégias para manter a saúde das articulações.

Além da dor e rigidez, as articulações irritadas podem levar à diminuição da mobilidade e da amplitude de movimento. Ou seja, condições que criam dificuldade para realizar até mesmo as tarefas mais fáceis e podem exigir tratamento, incluindo substituição da articulação.

A junta ou a articulação é a conexão entre dois ossos do corpo e é normalmente composta de tecido conjuntivo fibroso e cartilagem.

Existem diferentes tipos de articulações, o que nos permite fazer vários tipos de movimentos. 

A direção em que uma articulação pode se mover é determinada pela forma das superfícies articulares e dos músculos ou ligamentos circundantes. Manter a saúde das articulações ​​desempenha um papel importante em ajudá-lo a se manter ativo e se sentir bem. 

Hábitos que prejudicam a saúde das articulações

1. Estar acima do peso

Muitas das articulações do corpo, incluindo joelhos, quadris e coluna, suportam o peso de todo o corpo.

Para se ter ideia a cada 1 quilo de peso corporal coloca de 4 a 6 quilos de pressão em cada articulação do joelho.

Por isso, inclusive que pessoas consideradas obesas têm 20 vezes mais chances de precisar de uma prótese de joelho do que aquelas que estão no peso (1). 

Sem falar que carregar peso extra também pode impactar seus ombros, coluna, mãos, quadris, pés e tornozelos.

Isso porque a cartilagem das articulações serve como um “absorvedor de choque”. O excesso de peso aumenta a carga de peso colocada nas articulações que suportam o peso (incluindo o joelho e a coluna). Ou seja, contribui para o colapso da cartilagem (2).

Calcular o índice de massa corporal (IMC) é uma ótima maneira de determinar se você está carregando peso extra. 

O cálculo do IMC é o seu peso dividido por sua altura ao quadrado. Suponha que você pesa 70 quilos e  tenha 1,67 de altura. Nesse caso, será 70 dividido por 3,34, o resultado será 20,95.

Um IMC de 18,5 a 24,9 é considerado peso adequado, um IMC de 25 a 29,9 é considerado sobrepeso, enquanto um IMC acima de 30 indica obesidade.

Esse resultado, porém, não significa que você está saudável, apenas que seu peso não é desproporcional à sua estrutura física. 

2. Hábitos alimentares não saudáveis

Cuide da alimentação para manter a saúde das articulações.
Cuide da alimentação para manter a saúde das articulações.

Manter articulações saudáveis ​​requer uma dieta saudável. Afinal, não consumir nutrientes suficientes, como cálcio e vitamina D, ao mesmo tempo que ingerir muitos alimentos que contribuem para a inflamação, pode ser prejudicial para as articulações do corpo.

Os tipos de alimentos considerados “inflamatórios” incluem alimentos que são:

  • rico em açúcar, incluindo refrigerantes;
  • carboidratos refinados como pão branco e doces, por exemplo;
  • alimentos fritos como batatas fritas e nuggets;
  • carne vermelha, especialmente quando frita, incluindo hambúrgueres e bife;
  • gorduras saturadas como margarina, gordura hidrogenada e óleo de soja, por exemplo.

O consumo desses alimentos está  associado ao ganho de peso, mas também ao aumento do risco de doenças crônicas, incluindo diabetes tipo 2 e artrite.

Por outro lado, há uma série de alimentos considerados anti-inflamatórios, entre eles:

  • frutas e vegetais frescos, óleos insaturados como o azeite, por exemplo. Vegetais de folhas verdes, peixes gordurosos como sardinhas e cavala, por fim, grãos inteiros.

Aqui tem um artigo completo sobre a vitamina D.

3. Sono insuficiente prejudica a saúde das articulações

É bem provável que você não tenha tido uma boa noite de sono porque estava desconfortável ou com alguma dor. Pois bem, o contrário também é verdade. 

A falta de sono de qualidade pode agravar a dor nas articulações, especialmente em pacientes com osteoartrite ou artrite reumatoide. Isso porque o sono interrompido leva a um maior número de moléculas inflamatórias que chegam às articulações (3). 

Ou seja, a insônia além de comprometer suas atividades durante o dia, ainda prejudicam a saúde das articulações. 

A boa notícia é que também se acredita que o tratamento da insônia pode ajudar.  Comece com bons hábitos de sono, como cortar a cafeína pelo menos 6 horas antes de dormir, evitar o álcool e praticar exercícios regularmente. Por fim, confira este artigo com dicas para aliviar a insônia

4. Evitar exercícios

Ter um estilo de vida sedentário contribui para ficar acima do peso. Além de desenvolver doenças crônicas (incluindo doenças cardíacas, derrame e colesterol alto).

Além do mais, também coloca em risco a saúde das articulações, aumentando a probabilidade de desenvolver osteoartrite (4).

O exercício aeróbico ajuda a fornecer oxigênio aos tecidos, incluindo a cartilagem, e melhora a circulação sanguínea. Além disso, os exercícios de treinamento de força constroem músculos, que protegem as articulações do corpo. 

O treinamento de força tem muitos benefícios para o corpo, incluindo o fortalecimento dos ossos e músculos, o que reduz a pressão sobre os ligamentos e ajuda a preservar a saúde das articulações. Além disso, o treinamento de força estimula a liberação de fluido sinovial, que lubrifica a articulação e fornece oxigênio e nutrientes importantes para a cartilagem.

Por fim, exercícios regulares e treinamento de força ajudam a manter um peso saudável, o que pode ajudar muito a manter as articulações saudáveis ​​em todas as fases da vida.

5. Movimentos repetitivos prejudica a saúde das articulações

Movimentos repetitivos comprometem a saúde das articulações
Movimentos repetitivos comprometem a saúde das articulações

Atividades e movimentos repetitivos podem resultar em rupturas microscópicas nos tecidos das articulações. Resultando em condições dolorosas, como tendinite ou bursite, por exemplo.

A tendinite se refere à inflamação do tendão e é o tecido fibroso branco que conecta os ossos aos músculos e permite o movimento das articulações. A tendinite geralmente afeta o ombro, o cotovelo ou o bíceps e pode ser bastante dolorosa.

Já a bursite é a inflamação das bursas. Que são sacos delgados e cheios de líquido localizados nos pontos de fricção entre o osso e os tecidos moles circundantes, como pele, músculos, ligamentos e tendões, por exemplo. A bursite geralmente ocorre no quadril, cotovelo e joelho.

Além disso, movimentos repetitivos e uso excessivo das articulações podem resultar em osteoartrite. Movimentos repetitivos, como digitar, trabalhar em uma caixa registradora ou fazer um trabalho de montagem, podem tensionar as articulações e, eventualmente, causar ruptura da cartilagem. Ou seja, prejudicar a saúde das articulações.

Atividades como pular, correr, ajoelhar, levantar, dobrar ou digitar também podem causar o desgaste da cartilagem o que prejudica a saúde das articulações.  

Fazer modificações nos tipos de movimentos repetitivos que você faz, bem como fazer pausas, pode preservar a saúde das articulações.

6. Ignorar a dor nas articulações

A dor nas articulações é um sintoma que não deve ser ignorado. 

Por isso, você deve consultar seu médico se tiver dor ou inflamação nas articulações, ou se suas articulações parecerem inchadas ou quentes ao toque.

Além disso, você também deve consultar o seu médico se a dor nas articulações interferir com suas atividades diárias ou se surgir e desaparecer regularmente.

7. Fumar

A nicotina presente em cigarros produtos estreita os vasos sanguíneos e prejudica a saúde das articulações. 

Como a cartilagem nas articulações do corpo não contém vasos sanguíneos, ela recebe oxigênio e nutrientes do líquido sinovial e do osso circundante.

Vasos sanguíneos mais estreitos significa menos nutrientes e oxigênio na articulação. É isso que pode levar à degeneração e problemas nas articulações.

O tabagismo tem sido associado a condições musculoesqueléticas crônicas, como dor lombar e doença degenerativa do disco (5). Fumantes com osteoartrite do joelho que fumam apresentam maior perda de cartilagem e têm dores nos joelhos mais intensas do que os não fumantes, por exemplo.

Antes de ir, assista a este vídeo sobre artrite!

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

🔴 Curta também as redes sociais! 📷Instagram / 👍Facebook / 🎥 YouTube

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : articulaçõessaúde das articulações

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta

7 saúdes com Dr. Juliano Pimentel