close
Fitness

Dieta dos Alimentos Crus: Conheça os Prós e Contras

Dr Juliano Pimentel

Já ouviu falar na dieta dos alimentos crus? Ela existe desde 1800, e tem crescido em popularidade nos últimos anos.

Os adeptos acreditam que consumir principalmente alimentos crus, é ideal para a saúde humana e pode gerar muitos benefícios, incluindo a perda de peso e a melhora da saúde.

No entanto, especialistas em saúde advertem que comer uma dieta rica principalmente em alimentos crus pode trazer consequências negativas para a saúde.

Este artigo analisa o os prós e contras da dieta dos alimentos crus.

Não deixe de ler e compartilhar.

Dieta dos alimentos crus

A dieta dos alimentos crus é composta por alimentos crus e alimentos não processados.

Um alimento é considerado cru quando não foi aquecido acima de 40-48 °C. Também não deve ser refinado, pasteurizado, tratado com pesticidas ou processado químico de qualquer tipo

Em vez disso, a dieta permite vários métodos alternativos de preparação, tais como sumo, mistura, desidratação, imersão e brotação.

Semelhante ao veganismo, a dieta de alimentos crus é geralmente baseada em plantas, sendo composta principalmente de frutas, legumes, nozes e sementes.

Enquanto a maioria das dietas de alimentos crus são completamente à base de plantas; algumas pessoas também consomem ovos crus e laticínios. Com menos frequência, o peixe cru e a carne podem ser incluídos.

Tomar suplementos é normalmente desencorajado na dieta de alimentos crus. Adeptos afirmam que a dieta vai proporcionar todos os nutrientes que você precisa.

Eles também acreditam que cozinhar alimentos é prejudicial para a saúde humana, porque destrói as enzimas naturais nos alimentos, reduz o seu conteúdo de nutrientes e reduz a “força vital” que acreditam existir em todos os alimentos crus ou “vivos”.

Entre os benefícios que os adeptos afirmam que essa dieta proporciona, estão:  perda de peso, mais vitalidade, aumento da energia, melhoria de doenças crônicas, melhoria da saúde geral e uma redução do impacto no meio ambiente.

Como funciona

Certifique-se que ao menos 75% dos alimentos que você come são crus.

O que Comer

  • Todas as frutas frescas;
  • Todos os legumes crus;
  • Nozes e sementes cruas;
  • Grãos e leguminosas;
  • Frutos secos;
  • Leites de nozes;
  • Manteigas de amendoim cru;
  • Óleos de oliveira e de coco prensados à frio;
  • Alimentos fermentados como kimchi e chucrute;
  • Algas marinhas;
  • Brotos;
  • Ovos crus ou laticínios, se desejado;
  • Carne crua ou peixe, se desejado.

Alimentos a evitar

  • Frutas, vegetais, carnes e grãos cozidos;
  • Produtos cozidos;
  • Nozes e sementes torradas;
  • Óleos refinados;
  • Sal;
  • Açúcar refinado e farinha;
  • Sucos pasteurizados e produtos lácteos;
  • Café e chá;
  • Álcool;
  • Massa;
  • Salgadinhos;
  • Outros alimentos processados e petiscos.

O alimento cru é mais saudável?

Quem segue está dieta acredita que comer alimentos crus é ideal para a saúde humana.

No entanto, como muitas das crenças principais por trás da dieta de alimentos crus, esta ideia não é apoiada pela ciência.

De fato, a pesquisa mostra que os alimentos cozidos e crus têm benefícios à saúde.

Uma das principais razões que a dieta de alimentos crus desencoraja cozinhar, é devido à crença que cozimento destrói as enzimas naturais nos alimentos. Os adeptos acreditam que essas enzimas são vitais para a saúde humana e digestão.

Alta temperatura faz com que a maioria das enzimas mude de forma. No entanto, muitas enzimas mudam de forma no ambiente ácido do estômago de qualquer maneira (1, 2).

O corpo já produz suas próprias enzimas para facilitar processos químicos, incluindo digestão e produção de energia (3).

Outra crença central por trás da dieta de alimentos crus, é que cozinhar destrói o conteúdo de nutrientes dos alimentos.

Cozinhar pode realmente diminuir certos nutrientes nos alimentos, especialmente os solúveis em água como a vitamina C e vitaminas B (4).

No entanto, cozinhar aumenta a disponibilidade de outros nutrientes e antioxidantes, como o licopeno e o betacaroteno (6).

Cozinhar também ajuda a inativar ou destruir alguns compostos prejudiciais nos alimentos. Por exemplo, cozinhar grãos e leguminosas reduz as lectinas e o ácido fítico. Em grandes quantidades, eles podem bloquear a absorção de minerais (9).

Além disso, cozinhar também mata bactérias nocivas (11).

Por estas razões, é importante comer uma variedade de alimentos crus e cozidos.

Prós e Contras

Portrait of happy young housewife with vegetables in kitchen
Dieta dos alimentos crus: É Rica em frutas e vegetais. Imagem: (Divulgação)

A dieta de alimentos crus é rica em frutas e vegetais frescos. Ela também incorpora outros alimentos que são ricos em nutrientes e fibras.

Ela evita a ingestão de alimentos alimentos processados e açucarados, que contribuem para a má saúde.

Mas há também muitos pontos contras.

Um deles é a queda na ingestão de calorias (12, 13).

As frutas e legumes, embora sejam saudáveis, não fornecem calorias ou proteínas suficientes para compor uma dieta completa.

Além disso, cozinhar aumenta a digestibilidade dos alimentos, tornando mais fácil para o seu corpo obter calorias e nutrientes. Em alguns casos, o corpo obtém significativamente menos calorias de um alimento se estiver cru (14, 15).

Cozinhar também aumenta a quantidade de certos nutrientes e antioxidantes que seu corpo absorve (6).

As dietas com alimentos crus tendem a ser nutricionalmente desequilibradas, porque elas devem ser compostas principalmente de gorduras ou frutas para satisfazer as necessidades calóricas.

Isto significa que elas podem ser deficientes não apenas em calorias, mas também em algumas vitaminas, minerais e proteínas (13).

Um estudo feito com pessoas que seguem esse tipo de alimentação, descobriu que ela baixou os níveis de colesterol no sangue e triglicerídeos.

No entanto, também reduziu os níveis de colesterol HDL “saudáveis”, e levou à uma deficiência de vitamina B12 para muitas pessoas (16).

Outro estudo descobriu que alguns adeptos à esse tipo de dieta, sofriam com um aumento da erosão dentária (13).

Um estudo feito com participantes descobriu que ela pode gerar perdas de gordura corporal (12).

Além disso, 70% das mulheres na dieta experimentaram irregularidades no ciclo menstrual. E quase um terço das mulheres desenvolveram amenorréia, o que significa que elas param de menstruar.

Estudos apontam que ela pode baixar a ingestão de proteína, cálcio e vitamina D (13).

O mesmo estudo descobriu que os participantes que seguiam uma dieta vegana crua tinham baixa massa óssea, potencialmente devido à ingestão de baixas calorias e proteínas (13).

O  risco significativo de efeitos negativos sobre a saúde supera os potenciais benefícios desta dieta.

É uma dieta segura e sustentável?

Você pode desenvolver problemas de saúde à longo prazo.

Uma dieta principalmente crua torna difícil obter calorias suficientes, proteínas e certas vitaminas e minerais.

Os suplementos não podem compensar a falta de calorias e proteínas na dieta.

Uma dieta dos alimentos crus pode ser um desafio para se manter.

Alimentos crus são uma parte valiosa de uma dieta saudável. No entanto, não devem ser a única fonte de alimentos.

Cozinhar é importante para tornar certos alimentos e nutrientes mais digeríveis. 

Comer uma combinação de alimentos cozidos e crus é ideal para a sua saúde.

De qualquer forma, é essencial sempre consultar um médico especialista, antes de inicial qualquer tipo de dieta.

Como eu sempre falo, a alimentação adequada é essencial para mantar a saúde, prevenir doenças e perder peso com saúde.

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

QT
O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : Algas marinhasalimentaçãoalimentos crusalimentos não processadosCarol Pimenteldestaquedietadieta dos alimentos crusdietasdoenças crônicasdr. juliano pimentelFamília VSGfrutas frescasGostosuras Low CarbGrãoskimchilaticínioslivro digitalmeio ambientepasteurizadoperda de pesosaúdesementesveganismovitalidadevsg

The author Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta