close
Alimentação

O Que É Xylitol E Como Substituí-lo Pelo Açúcar

sugar-485055_1920

 

Uma das alternativas para quem busca uma vida mais saudável é substituir o açúcar pelo Xylitol. Já ouviu falar? Pois bem, muitas são as discussões em cima desse produto.

Quando você se comprometeu a renovar sua saúde e estilo de vida, uma das coisas mais importantes é a revisão da maneira como você come. E quando você está na cozinha, é muito mais fácil manter seus princípios de dieta saudável.

O Xylitol é um açúcar tão doce quanto a sacarose, mas possui mais nutrientes, já que é um produto obtido a partir de fibras vegetais.

Nesse artigo explicarei o que é Xylitol, como usá-lo e porque esse produto deve ser consumido com moderação.

Não deixe de ler e compartilhar!

O que é Xylitol

O Xylitol é um tipo de açúcar tão doce como a sacarose, que é um carboidrato de baixo teor digestível que resiste aos amidos e inclui fibras.

Recentemente, a substância tem ganhado terreno em muitos círculos de saúde devido à afirmação de que o mesmo possui características “naturais”.

Considerado um álcool cristalino, o Xylitol é um derivado de xilose – um açúcar de aldose cristalino que não é digerível. (1).

A xilose (não o Xylitol) é naturalmente encontrada na natureza, pois é obtida principalmente de casca de bétula. No entanto, só porque algo é “natural”, isso não significa que seja bom que se consuma de forma exagerada.

Como usar

Cada grama desse adoçante contém 2,4 calorias, e a mesma quantidade de açúcar fornece 4 calorias.

Então, o Xylitol é recomendado como substituto do açúcar de mesa, por ser menos calórico e ter um impacto menor na glicemia sanguínea.

Alguns dos benefícios do Xylitol indicam que o adoçante pode ser uma alternativa ao açúcar na prevenção da síndrome metabólica. (2).

Outras vantagens do uso de Xylitol, incluem:

– Aumenta a massa magra muscular;

– Melhora a saúde bucal;

– Tem o mesmo sabor que o açúcar de sacarose de milho;

– Combate ao envelhecimento precoce;

Como vimos, além de ser ideal para pessoas que desejam emagrecer, pois é menos calórico, esse adoçante natural também é indicado a diabéticos, pré-diabéticos, obesos e portadores de outros problemas metabólicos.

Um dos efeitos colaterais benéficos do xilitol parece ser a sua capacidade de melhorar a saúde bucal.

Isso parece ser amplamente assumido pela maioria dos profissionais de saúde. Na verdade, a comunidade odontológica apoia o produto devido à habilidade relatada pelo Xylitol para prevenir cáries.

O Xylitol tem efeitos benéficos na flora oral não compartilhada pelo açúcar e demais substitutos. A evidência até agora suporta efeitos específicos de xilitol nas bactérias orais, mas não na saliva. (3)

Ele pode ser usado em todas as substituições do açúcar, em menor quantidade. Sendo perfeito para smoothies, e para adoçar sucos, cafés e chás.

No entanto, não é necessário substituir todos os edulcorantes para obter seus benefícios. Procure por produtos adoçados com ele que incentivem a mastigação ou sucção para mantê-lo em contato com seus dentes. Isso é importante para manter bactérias longe da boca.

Nas frutas e verduras há presença de Xylitol, em quantidades pequenas.

Alguns alimentos também oferecem o produto em suas composições. Os melhores itens para consumo são aqueles com 100% de Xylitol. Os melhores itens são os itens em que ele é o principal adoçante. Certifique-se sempre de que não exista ácidos nos produtos.

Use-o com moderação

 

O Xylitol É Um Bom Substituto Do Açúcar Em Chás E Cafés, Mas Deve Ser Consumido Com Moderação

O Xylitol é um produto que deve ser consumido com moderação, pois seus efeitos colaterais associados ao consumo são geralmente mínimos para a maioria das pessoas. Contudo, foi relatado que o Xylitol pode aumentar os níveis de glicose no sangue, o que sugere que os diabéticos não devam consumi-lo. (4)

Isso pode parecer estranho para a maioria das pessoas, como muitos médicos recomendam o usem para substituir o açúcar porque é baixo no índice glicêmico.

Outra preocupação com o Xylitol é o processo de industrialização que é usado para fabricá-lo.

Atualmente, a maioria dos tipos do produto é produzida por “hidrogenação” da xilose. Um processo químico que trata um composto com hidrogênio geralmente com um catalisador, como o níquel. (5)

Existem dois problemas principais com este processo.

Primeiro, o fato de que o Xylitol é “hidrogenado” deve suscitar algumas preocupações porque os alimentos hidrogenados são conhecidos por causar:

– Doença de Alzheimer

– Irritabilidade comportamental e agressão

– Câncer

– Diabetes

– Obesidade

– Disfunção hepática

– Transtorno depressivo maior

Em segundo lugar, o níquel é uma toxina conhecida ligada a:

– Ataques de asma

– Câncer

– Dermatite (alergias cutâneas)

– Eczema de mão (erupção cutânea)

– Indigestão

– Problemas renais

– Distúrbios pulmonares

Neste ponto, não há pesquisas que demonstrem que a mastigação da goma adoçada de Xylitol ou a ingestão de biscoitos açucarados com ele causará essas coisas, mas é preciso cuidado ao consumir o produto.

Não. Esse adoçante não faz mal à saúde e o seu uso já foi aprovado pela Anvisa.

Em resumo, o uso de Xylitol pode trazer benefícios para a sua saúde e para a sua dieta, visto que substitui o açúcar. Mas é preciso compreender que esse alimento não é seguro em grandes quantidades. É preciso moderação, e usá-lo em quantidades pequenas e de vez em quando.

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : açúcarXylitol

The author Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta