close

Quem vai quebrar o jejum precisa entender que é importante dar atenção para a alimentação; as comidas industrializadas e processadas precisam se excluídas da dieta. Sem mudanças na alimentação não adianta iniciar o jejum. E quem sofre com a gastrite, precisa ter atenção redobrada na alimentação.

A gastrite é um problema digestivo causado por inflamação do estômago e erosão do revestimento dele (mucosa gástrica) (1).

Fatores de estilo de vida que são prejudiciais, como: fumar, comer uma dieta pobre em nutrientes, usar analgésicos sem receita frequentemente; contribuem para a inflamação no estômago e aumentam a probabilidade de desenvolver gastrite.

Nesse artigo explicarei o que você pode comer para quebrar o jejum, se você sofre com a gastrite.
Não deixe de ler e compartilhar!

Quebrar o Jejum X Ajustar a Dieta

Ajustar a dieta é um passo importante para ajudar no tratamento do estômago, evitar que a inflamação se desenvolva ou retorne.

Certos alimentos podem piorar os sintomas de gastrite e devem ser evitados.

Exclua os alimentos muito ácidos, picantes ou quentes, álcool, cafeína e alimentos processados ​​/ embalados.

Por outro lado, alimentos ricos em fibras, antioxidantes como vitamina C, eletrólitos como magnésio e cálcio, vitamina B12, probióticos e ácidos graxos ômega-3 podem ajudar a diminuir a inflamação e aumentar a saúde digestiva.

Uma dieta para quem sofre de gastrite possui principalmente vegetais, frutas, proteínas de alta qualidade, e gorduras saudáveis ​​pode ajudar a gerenciar sintomas dolorosos; essas mudanças vão ajudar você a manter um peso saudável e prevenir deficiências nutricionais.

Se você tem gastrite e quer quebrar o jejum precisa cuidar mais da alimentação. A seguir, você confere uma lista de alimentos que além de serem deliciosos ajudam a combater os efeitos e os sintomas de gastrite.

1- Alimentos com alto Teor de Antioxidantes

Alimentos com alto teor de antioxidantes, como os ricos em vitamina C, vitamina A e flavonoides (encontrados em bagas, por exemplo), podem ajudar a diminuir a inflamação do estômago, reduzir o risco de distúrbios digestivos ou complicações.

As melhores fontes de antioxidantes são frutas e vegetais frescos de cores vivas.

Frutas frescas, ervas, especiarias e vegetais que são especialmente benéficos para a gastrite; assim como cebola, alho, abóbora, pimentões, folhas verdes, alcachofra, aspargos, aipo, erva-doce, vegetais marinhos, gengibre, açafrão, vegetais crucíferos, bagas, maçãs e cerejas. (1)

2- Alimentos Probióticos

Quebrar o Jejum: Kefir. Imagem: (Divulgação)

Uma revisão de estudos sugere que o consumo de probióticos pode ajudar a controlar bactérias de H. pylori, e tratar infecções que desencadeiam gastrite e úlceras (2).

Os alimentos probióticos, incluindo vegetais, kombucha, kefir e os seus derivados, têm inúmeros benefícios para quase todos os aspectos da saúde.

Esse alimentos reduzem a inflamação, regulam os movimentos intestinais, ajudam a controlar reações a alergias alimentares ou intolerâncias e muito mais.

Os alimentos e suplementos probióticos que contêm bactérias benéficas como Lactobacillus bulgaricus, podem ajudar a regular a quantidade de ácido produzido pelo estômago, e reduzir a inflamação inibindo significativamente a expressão de citocinas e quimiocinas.

3- Alho

O alho é um anti-inflamatório natural e até possui algumas propriedades antibióticas.

Alguns especialistas acreditam que o alho cru pode até mesmo ajudar a reduzir a bactéria H. pylori, e inibir o crescimento de outras bactérias nocivas no microbioma. (3)

Estudos apontam que consumir cerca de dois dentes de alho por dia, oferece a maior proteção contra a inflamação do estômago e benefícios também, assim como tomar suplementos concentrados de extrato de alho.

4- Alcaçuz, Funcho ou Anis

O alcaçuz é um remédio popular tradicional para todos os tipos de queixas digestivas, incluindo úlceras e refluxo ácido.

A raiz de alcaçuz contém um composto especial chamado glycyrrhizic, que é conhecido por seus efeitos calmantes no estômago e fortalecimento das habilidades dentro do trato gástrico.

Ele possui propriedades anti-inflamatórias, antidiabéticas, antioxidantes, antitumorais, antimicrobianas e anti-virais (4).

Embora o extrato de alcaçuz possa ser mais benéfico; a erva-doce e o uso de especiarias de anis também pode oferecer algum alívio.

5- Alimentos Ricos em Fibras

Alimentos ricos em fibras são excelentes para tratar a gastrite e outros distúrbios digestivos, e uma ótima opção saudável para quebrar o jejum.

Um estudo realizado americano pela Harvard School of Public Health, descobriu que dietas com fibras elevadas foram associadas com risco reduzido de desenvolver úlceras de estômago em até 60%. (6)

Algumas das melhores fontes de fibras incluem nozes como amêndoas, sementes de chia ou
linho, legumes, e grãos (de preferência sem glúten ou excesso de carboidratos) como a quinoa.

6- Gorduras e Proteínas Saudáveis

Outra forma saudável de quebrar o jejum para quem tem gastrite, é consumir alimentos ricos em proteínas, gorduras saudáveis e ômega-3.

As proteínas ajudam a reparar a parede intestinal, e tratam problemas digestivos como síndrome do intestino com vazamento, o que pode desencadear a inflamação de gastrite.

As boas fontes de proteína incluem: a carne alimentada com grama, peixe selvagem, sementes de chia, ovos ou aves.

Peixes como o salmão ou sardinha são especialmente benéficos porque são alimentos ricos em ômega-3, que são anti-inflamatórios.

Outras gorduras saudáveis ​​que são fáceis de digerir incluem o óleo de coco ou de azeite, o abacate, a manteiga e a manteiga Ghee.

Mas mesmo que você consuma de vez em quando alguns alimentos naturais, isso não é bastante para garantir a boa saúde e prevenir doenças. Se você costuma comer alimentos industrializados e processados, está à um passo ver a sua saúde minguar aos poucos.

Esse é o momento de transformar a sua saúde de forma efetiva! Eu trago a revolução da saúde, um projeto que pretende mudar a cara da alimentação e da saúde no Brasil!

Eu desenvolvi um e-book para ajudar você a fazer essa transformação, com todas as informações que você precisa e um guia passo a passo para implementar.

Tenha acesso aos Bônus Exclusivos!!

Clique na imagem abaixo e adquira agora o seu livro digital.

VIVA MELHOR SEM GLÚTEN V 2.0

Ebook Viva Sem Glúten, Dr. Juliano Pimentel

Abraços e fique com Deus!
Dr. Juliano Pimentel

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : alcaçuzantioxidantesbactérias benéficascomidas industrializadasdr. juliano pimentelfibrasgastriteinflamação do estômagoinflamação no estômagoLactobacillus bulgaricusóleo de cocoômega-3probióticosproblema digestivoproteínasquebrar o jejumsaúdesaúde digestivasintomas de gastritevegetais frescosvitamina a

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta