https://casinoonlineca.ca/internet-casinos/best-payout/
close
Artigos

6 Erros que atrapalham o emagrecimento

No primeiro momento perder peso pode parecer uma tarefa simples. Basta diminuir a quantidade de comida. No entanto, esse pensamento é um dos erros que atrapalham o emagrecimento.

Não é errado ter esse raciocínio, já que o simples fato de gastar mais calorias do que você consome realmente te conduz a perda de peso. 

Talvez, você até acredite estar fazendo escolhas de estilo de vida saudáveis, mas ainda não está obtendo os resultados desejados.

Você pode, de fato, estar seguindo conselhos equivocados ou desatualizados. Isso pode impedir que você veja as alterações que está procurando.

Conheça agora 6 erros que atrapalham o emagrecimento.

6 erros que atrapalham o emagrecimento

1 –  Escolhendo alimentos com baixo teor de gordura ou “diet”

Alimentos "Diet" é um dos erros que atrapalham o emagrecimento. | Juliano Pimentel
Alimentos “Diet” é um dos erros que atrapalham o emagrecimento.

Esse é um dos grandes erros que atrapalham o emagrecimento. É porque esse tipo de alimento é rotulado como saudável, no entanto, eles podem ter o efeito oposto.

Isso porque, muitos desses produtos são carregados com açúcar para melhorar seu sabor. Por exemplo, um recipiente de 170 gramas de iogurte com baixo teor de gordura pode conter 23,5 gramas de açúcar (mais de 4 colheres de chá).

Produtos com baixo teor de gordura também podem fazer você se sentir mais faminto, então você pode acabar comendo mais comida do que seu corpo precisa.

Em vez de alimentos com baixo teor de gordura ou “diet”, tente escolher uma combinação de alimentos nutritivos e minimamente processados. 

Quando possível, escolha frutas e vegetais, isso inclui variedades enlatadas e congeladas, porque são naturalmente pobres em gordura, mas também repletas de nutrientes. Por que Diet e light não funcionam para emagrecer… E o que fazer a respeito.

2 – Não comer proteína suficiente

Obter proteína suficiente é importante se você está tentando perder peso. Isso porque o consumo adequado de proteína é útil para:

  • reduzir o apetite
  • aumentar a sensação de plenitude
  • diminuir a quantidade de peso recuperado
  • manter ou aumentar a taxa metabólica
  • proteger a massa muscular durante a perda de peso

Uma revisão também descobriu que dietas mais ricas em proteínas, contendo 0,6 a 0,8 gramas de proteína por libra (1,2 a 1,6 g/kg), podem beneficiar o controle do apetite e alterar a composição corporal.(1).

Por isso, para ajudar na perda de peso, tente garantir que cada uma de suas refeições contenha um alimento rico em proteínas. Tenha em mente que sua escolha de proteína não se limita a carne ou laticínios. 

Aliás, é melhor você evitar laticínios, mesmo que você não tenha intolerância à lactose. Porque os alimentos lácteos aumentam a inflamação intestinal, o inchaço e dificultam a perda de peso saudável. 

Por isso, além das carnes e ovo, prefira feijão, leguminosas, quinoa e linhaça. Alimentos Ricos em Proteínas: Conheça os 11 Melhores

3 – Comer com muita frequência, mesmo que não esteja com fome

Mais um dos erros que atrapalham o emagrecimento é acreditar que comer de três em três horas aumenta o metabolismo e estimula a perda de peso. 

Esse comportamento tem efeito contrário, pois isso pode levar a consumir mais calorias do que seu corpo precisa ao longo do dia. Você também pode nunca se sentir completamente completo.

Uma pesquisa descobriu que comer apenas duas a três refeições por dia pode ter resultados, incluindo inflamação reduzida e menor risco de ganho de peso (2).

A recomendação de tomar café da manhã todas as manhãs, independentemente do apetite, também é totalmente equivocada.

Um estudo pediu às mulheres que geralmente não tomavam café da manhã para adicionar a refeição antes das 8h30 por 4 semanas. Descobriu-se que aqueles que tomavam café da manhã consumiam mais calorias a cada dia e ganhavam peso no final do estudo (3).

Ou seja, comer apenas quando você está com fome é a chave para perder peso.

4 – Não ler rótulos

Negligenciar ou ler incorretamente as informações do rótulo pode levar você a consumir calorias indesejadas e ingredientes não saudáveis.

Isso é mais fácil do que parece, porque muitos alimentos são rotulados com alegações de alimentos saudáveis ​​na frente da embalagem. Estes podem lhe dar falsas crenças sobre o conteúdo de um determinado item.

Para obter as informações mais completas sobre sua comida, é importante observar a lista de ingredientes e o rótulo de informações nutricionais na parte de trás da embalagem. 

5 – Não comer fibra suficiente

Uma dieta pobre em fibras pode prejudicar seus esforços de perda de peso, juntamente com sua saúde geral.

Estudos mostram que um tipo de fibra solúvel conhecida como fibra viscosa reduz o apetite, formando um gel que retém a água. Isso porque este gel se move lentamente pelo trato digestivo, fazendo você se sentir satisfeito.

Todos os tipos de fibra podem promover a perda de peso. No entanto, uma revisão de vários estudos descobriu que a fibra viscosa reduz o peso e a circunferência da cintura, mesmo sem uma dieta com restrição calórica (4).

Além disso, o consumo de fibra interage com micróbios intestinais, produzindo hormônios que ajudam você a se sentir satisfeito.

Por fim, a fibra pode reduzir o risco de algumas condições crônicas e melhorar a digestão.

6 – Não se exercitar ou se exercitar demais

Durante a perda de peso, você inevitavelmente perde alguma massa muscular e gordura, embora a quantidade depende de vários fatores.

Se você não se exercita enquanto restringe as calorias, é provável que você perca mais massa muscular e experimente uma diminuição na taxa metabólica.

Por outro lado, o exercício pode ajudar:

  • minimizar a quantidade de massa magra que você perde
  • aumentar a perda de gordura
  • evitar que seu metabolismo desacelere.

Quanto mais massa magra você tiver, mais fácil será perder peso e manter a perda de peso.

No entanto, o excesso de exercícios também pode causar problemas.

Estudos mostram que o exercício excessivo é insustentável a longo prazo para a maioria das pessoas e pode levar ao estresse. Além disso, pode afetar negativamente os hormônios endócrinos, que ajudam a regular as funções em todo o corpo (5).

Por isso, tentar forçar seu corpo a queimar mais calorias fazendo exercícios demais não é eficaz nem saudável.

No entanto, levantar pesos e fazer cardio várias vezes por semana pode ser uma estratégia sustentável para manter a taxa metabólica durante a perda de peso.

E quando o assunto é saúde e bem estar, todos concordam que estar no peso adequado é fundamental. Afinal de contas bons hábitos te mantém no peso saudável, com os órgãos funcionando bem, hormônios controlados.

Se você quer emagrecer em 2022 e ter um ano mais saudável, leve e cheio de energia, tenho um convite super especial para você!

Desde o dia 10/01 estou fazendo um INTENSIVÃO DO EMAGRECIMENTO. São aulas online totalmente gratuitas para você emagrecer de uma vez por todas. 

Garanta sua participação pois termina no dia 14. Conheça mais sobre o programa clicando aqui.

É a sua oportunidade de começar o ano mais leve e mais saudável.

Abraços e fique com Deus,

Dr. Juliano Pimentel.

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : emagrecimentoperda de pesoperder peso

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta