close
ArtigosMetabolismo

Dormir depois do almoço – Porque sentimos cansados depois de comer?

Stressed woman lying upset on sofa at home

Dormir depois do almoço. Porque sentimos tão cansados depois de comer?

Uma soneca de 15 a 30 minutos depois do almoço é um hábito de muitas pessoas. Afinal, gostam de aproveitar as horas de pausa do trabalho para dormir depois do almoço.

Mas você já se perguntou porque depois de comer você se sente cansada?

Pois bem, neste artigo vou te contar como isso acontece, e você acaba dormindo depois do almoço.

Gostou desse tema?

Leia e compartilhe.

Dormir depois do almoço

Seu corpo precisa de energia.

Você há de concordar comigo que seu corpo precisa de energia para funciona, certo? E aqui, não me refiro a energia apenas para correr, dançar ou ir para academia.

Mulher cheia de energia
Como ter energia para não dormir depois do almoço

Afinal, todas as funções que o corpo realiza durante o dia, como respirar,  por exemplo, todas elas necessitam de energia.

E obtemos essa energia toda através da comida.

E você pode estar se perguntando…

Mas doutor, se a comida dá energia, porque me sinto cansada depois de comer, a ponto de ter que dormir depois do almoço?

Calma que vou te explicar porque isso acontece. 😉

Na verdade, enquanto você está comendo seu corpo está realizando várias ações. Algumas você consegue perceber, como o sono depois de comer, porém, outras não.

Funciona assim, a comida é decomposta em combustível, ou seja glicose pelo nosso sistema digestivo (1,2).

Os macronutrientes, como as proteínas, por exemplo, fornecem calorias aos nossos corpos, ou seja, energia (3).

Porém, mais do que simplesmente transformar comida em energia, nosso ciclo digestivo provoca todos os tipos de respostas dentro do nosso corpo.

Hormônios como colecistocinina (CCK), glucagon e amilina são liberados para aumentar a sensação de saciedade, por exemplo. Ou seja, eles juntos dão o comando para seu cérebro de que você já comeu o suficiente (4,5,6).

Enquanto isso,  acontece aumentos de açúcar no sangue. E insulina é produzida para permitir que esse açúcar passe do sangue para as células, onde é usado energia.

Durante todo esse processo do alimento no seu organismo,  outros hormônios também são acionados.

Curiosamente, também existem hormônios que podem levar à sonolência, se os níveis aumentados forem encontrados no cérebro.

Um desses hormônios é a serotonina. O outro hormônio que induz o sono, a melatonina. Mas a melatonina não é liberado em resposta à ingestão de alimentos (7,8).

No entanto, a sua alimentação pode influenciar a produção de melatonina.

Dormir depois do almoço – A alimentação e o sono

Então é justamente por causa das ações dos hormônios, que você se sente cansada depois de comer, e gosta de dormir depois do almoço.

Outro questionamento que pode estar fazendo é:

Mas se a refeição ativa os hormônios que podem dar sonolência, porque não sinto sono depois de outras refeições?

Pois bem, é justamente sobre isso que eu quero mencionar agora.

Acontece que a Melatonina e Serotonina, são principais hormônios responsáveis pelo sono. E  podem ser influenciadas pelo tipo de alimento que você ingere.

Esses alimentos são geralmente proteínas e carboidratos. E se você reparar, normalmente no almoço acontece a maior ingestão dessa combinação.

Quando você se sente cansada depois de comer, provavelmente é porque o seu corpo está produzindo mais serotonina (9).

Por estas razões, comer uma refeição rica em proteínas e carboidratos pode fazer com que uma pessoa se sinta sonolenta.

O triptofano ocorre em alimentos ricos em proteínas. Esses incluem:

  • salmão
  • aves domésticas
  • ovos
  • espinafre
  • sementes
  • leite
  • produtos de soja
  • queijo

Alimentos que contêm altos níveis de carboidratos incluem:

  • massa
  • arroz
  • pão branco 
  • bolos e biscoitos
  • espigas de milho
  • leite
  • açúcar e doces

O triptofano é usado pelo corpo para criar serotonina. A serotonina é um neurotransmissor que ajuda a regular o sono.

Por isso, é possível que o aumento da produção de serotonina seja responsável por esse sono depois do almoço.

Mas é claro que a gente precisa considerar também outras situações. Por exemplo, outros fatores como cansaço acumulado, a quantidade e qualidade de alimentos que você ingere.

Dormir depois do almoço – Quanta comida você come

As pessoas sentem uma maior necessidade de dormir depois do almoço, justamente porque é uma refeição grande.

Além disso, a quantidade que se come também influencia. Uma pessoa que come muito no almoço, por exemplo, pode experimentar mais sonolência e queda de rendimento a tarde, se comparado com uma pessoa que comeu menos e fez escolhas mais acertada de alimentos.

dormir depois do almoço
Comer muito pode te dar vontade de dormir depois do almoço

Isso acontece porque, comer faz com que o açúcar no sangue suba, e uma queda na energia pode acontecer.

Por outro lado, não podemos esquecer que outros fatores também podem contribuir para o cansaço depois de comer. Como por exemplo

Dormir depois do almoço – Quando você come 

Além de tudo isso que já foi mencionado, outro quesito importante de mencionar é quando você come.

Em outras palavras, quero dizer que o horário que você faz uma grande refeição, impacta no seu organismo. E a sonolência pode ser uma resposta.  

Isso acontece, porque o relógio biológico natural de uma pessoa, ou ritmo circadiano, pode afetar a forma como se sentem depois de comer.

A Fundação Nacional do Sono relata que as pessoas naturalmente têm um período de calma em energia às 02:00 horas da manhã e novamente às 14:00 horas (10).

Ou seja, nesses horários você naturalmente já pode sentir mais sonolento.

Isso pode, inclusive, explicar a tradição de dormir depois do almoço. Ou como as pessoas costumam dizer, tirar um cochilo, a sesta, ou descansar, após a refeição do meio-dia.

Uma informação importante é que a luz do dia e a escuridão são essenciais na regulação do ritmo circadiano. Mas o horário das refeições também pode ter um efeito.

Muitas pessoas gostam deste período de pausa no trabalho, para dormir depois do almoço.

Por outro lado, sentir esse cansaço depois de uma refeição pode ser frustrante. Principalmente depois do almoço, já que é quando uma pessoa precisa estar alerta.

Além do mais, uma queda de energia durante o dia pode ser particularmente perigosa para pessoas que trabalham em condições de risco, ou se você vai pegar trânsito.

Para ilustrar isso, vou te mostrar como exemplo, um estudo de 2017 sobre os efeitos de comer no desempenho de trabalhadores (11,12).

O estudo foi realizado com trabalhadores do turno da noite. Como resultado, descobriu que aqueles que comeram à noite tiveram pior desempenho.

Além disso, foram mais sonolentos às 4 da manhã do que aqueles que não tinham comido.

Agora se você não que mais se sentir cansada, nem sentir necessidade de dormir depois do almoço, vou te dar algumas dicas.

As seguintes estratégias podem ajudar a prevenir o cansaço após uma refeição:

  • Coma pouco e frequentemente . Em vez de comer grandes refeições, coma refeições e lanches menores quando tiver fome,  para manter os níveis de energia. Um pedaço de fruta ou um punhado de nozes deve ser suficiente para curar um mergulho de energia.
  • Consiga um sono de boa qualidade. Uma pessoa que dorme o suficiente à noite é menos propensa a experimentar um mergulho energético pós-almoço significativo. Ou seja, você precisa dormir bem.
  • Vá dar uma volta. Fazer exercícios leves durante o dia, especialmente depois de comer, pode te ajudar a se sentir menos cansada.
  • Evite beber álcool com as refeições. O álcool pode fazer com que as pessoas se sintam mais cansadas.
  • Beba sucos energéticos. Muitos vegetais podem promover mais energia para você durante o dia.

Se você quer realmente amenizar esse cansaço depois do almoço, comece a colocar em prática essas dicas.

Quanto aos sucos, coloquei o link na imagem abaixo.

Sucos Vegetais para minimizar sintomas de reação alérgica
Sucos para dar energia e não dormir depois do almoço

Abraço e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : açúcaralimentaçãobenefícios da melatoninadormir bemdormir depois do almoçodormir melhordormir o suficientehormôniosmelatoninametabolismosalmãosaúdeserotoninasonolência

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta