close
ArtigosMetabolismo

Óleo de Bergamota – Como Usar, Quais são os Benefícios

O óleo de bergamota ou tangerina é extraído das cascas de frutas cítricas.

O óleo de bergamota é valorizado por seu aroma suave, sabor picante e ampla variedade de usos.

Os benefícios para a saúde do óleo essencial de bergamota podem ser atribuídos às suas propriedades como desodorante, vulnerável, vermífugo, antibiótico, antisséptico, antiespasmódico e sedativo.

Também atua como analgésico, antidepressivo , desinfetante , febrífugo, cicatrizante e uma substância digestiva.

Gostou do tema deste artigo?

Leia, comente e compartilhe!

Como usar o óleo de bergamota

O distinto aroma cítrico da Bergamota é utilizado em produtos de higiene pessoal.

E por isso, pode ser encontrado em perfumes, colônias e cosméticos. Além do mais, o óleo de bergamota comestível é utilizado como aromatizante de alimentos e bebidas.

Por fim, também tem valor medicinal.

Aromaterapia 

Óleo essencial de bergamota é altamente elogiado por seu uso calmante como um tratamento de aromaterapia. Aqui estão algumas maneiras de manter seu perfume perto:

  • Misture, por exemplo, o óleo essencial de bergamota com loção corporal ou para massagem que você já usa.
  • Adicione de duas a cinco gotas de óleo essencial de bergamota em produtos como sabonete líquido, xampu assim como, esfoliante facial.
  • Use como um ingrediente na aromaterapia. Por exemplo, óleo essencial de bergamota pode ser adicionado para perfumar velas caseiras e purificadores de ar. Você também pode aplicar em vaporizadores, assim como em aromatizadores.

Acne e pele

Vários compostos no óleo essencial de bergamota possuem propriedades como antibacterianas e anti-inflamatórias. Isso pode tornar o óleo um tratamento eficaz para acne em pessoas que não têm pele sensível.

Suas qualidades analgésicas também podem torná-lo eficaz contra cistos dolorosos assim como, espinhas.

Para usar o óleo de tangerina, você pode por exemplo:

  • Aplicar óleo essencial de bergamota misturado diretamente com óleo transportador a espinhas, cistos e cravos.
  • Deixe de um dia para o outro.
  • Não use ou deixe este tratamento durante o dia ou sob a luz do sol.

Você também pode misturar o óleo diluído em água ou o seu limpador favorito para usar como um enxágue facial.

Cabelo

O óleo essencial de bergamota e as pessoas que amam o cabelo suave e levemente perfumado, juram pela capacidade deste óleo essencial de amaciar e domar os cachos.

Evidências indicam inclusive, que o óleo de bergamota também pode ser calmante para um couro cabeludo irritado.

Para usar, coloque algumas gotas em seu xampu habitual. Além do mais, você também pode misturar 1-2 gotas com uma colher de sopa de óleo transportador e massageá-lo em seu couro cabeludo como um tratamento durante a noite.

Usando o óleo de bergamota com outros óleos essenciais

Muitos outros óleos essenciais podem fornecer benefícios semelhantes. Você pode experimentar, por exemplo, misturar óleos.

Benefícios do óleo de bergamota
Benefícios do óleo de bergamota
  • Óleo de lavanda é um perfume clássico para aromaterapia. É frequentemente usado em produtos e tratamentos para a pele, assim como cabelos e acne.
  • Óleo de camomila. Além de calmante como um chá ou na pele, a camomila também pode elevar o humor, e pode ser acrescentado o óleo de bergamota.

Benefícios do óleo de bergamota

Pesquisas sobre o óleo de tangerina revelaram múltiplos benefícios, que incluem:

Redução de estresse

Um pequeno estudo de 2015 feito em mulheres no Japão descobriu que o óleo de bergamota inalado misturado com vapor de água reduzia os sentimentos de ansiedade assim como, fadiga (1).

Da mesma forma, um artigo de 2013 publicado relatou que a aromaterapia com bergamota (entre outros óleos essenciais) pode aliviar a depressão, ansiedade, além de outros transtornos do hum. Sinalizando ao cérebro para liberar dopamina e serotonina (2).

Combate a intoxicação alimentar

O linalol, por exemplo, um composto encontrado na bergamota, pode ser eficaz na destruição de tipos de bactérias responsáveis ​​por doenças transmitidas por alimentos (3).

Os resultados do estudo sugerem que o óleo essencial de bergamota pode ser eficaz quando usado contra esses tipos de bactérias. Mas também indicou que estudos adicionais são necessários (4).

As diferentes formulações de bergamota tiveram efeitos fracos na interrupção do crescimento das diferentes amostras de bactérias. Dada a variabilidade, os pesquisadores concluíram que a eficácia do óleo essencial de bergamota contra bactérias em alimentos deve ser estimada.

Diminui o colesterol

Um estudo em humanos e animais indicou inclusive, que os flavonoides encontrados na bergamota podem ajudar a reduzir os níveis de lipídios. Embora indique que o mecanismo exato que conduz a este resultado não é claro (5).

A afirmou este achado. Descobriu-se também que os polifenóis da bergamota tinham um efeito anti-inflamatório nos fígados de animais que se recuperaram da doença hepática gordurosa não alcoólica (6).

Reduz a dor e inflamação

O linalol e o carvacrol são compostos encontrados no óleo de bergamota. Analisou os efeitos de múltiplos compostos de óleos essenciais na resposta à dor e outras condições em humanos assim como em animais (7).

Descobriu-se que tanto o linalol quanto o carvacrol tinham capacidade analgésica, anticonvulsivante e anti-inflamatória. Principalmente quando usados ​​em uma variedade de métodos que incluíam aplicá-lo na pele.

A revisão também indicou que o potencial, efeitos toxicológicos de óleos essenciais em seres humanos requer mais estudos.

Ajuda a aliviar a depressão

Um estudo publicado em 2011 afirmou que os componentes do óleo de tangerina, como alfa-pinene e limoneno, são antidepressivos e estimulantes na natureza (8).

Além disso, ao melhorar a circulação do sangue, eles geram uma sensação de frescor, alegria e energia em caso de tristeza e depressão

Um artigo publicado na revista Phytotherapy Research, em 2017, revelou que o impacto hormonal desse óleo essencial. É parte da razão pela qual ele é tão poderoso nessas condições neurológicas e mentais (9).

Por fim…

A pesquisa aponta para a capacidade do óleo essencial de bergamota de reduzir a inflamação, assim como baixar os níveis de colesterol e aumentar o humor positivo.

Pode causar irritação da pele ou reações alérgicas em algumas pessoas.

Os sintomas de uma reação alérgica ou sensibilidade ao óleo de bergamota podem incluir, vermelhidão, flavonoidessensação de queimadura, assim como bolhas e dor.

Também pode causar fotossensibilidade e não deve ser deixado na pele que será exposta à luz solar.

Além do óleo essencial de bergamota você pode conseguir muitos benefícios através de chás de bergamota.

Muitos benefícios de chá e óleo de bergamota.
Muitos benefícios de chá e óleo de bergamota.

Abraços e fique com Deus.

Dr. Juliano Pimentel.

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : alívio da ansiedadeansiedadeansiedade e depressãoantiinflamatóriobergamotacabelodepressãoestressemexiricaóleo de bergamotaÓleosóleos essenciaispele

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta