close
AlimentaçãoArtigos

Ovos Aumentam o Colesterol: Mito ou Verdade?

Dr Juliano Pimentel

Eu sempre falo sobre a  importância do ovo na alimentação, e que você deve comer sem medo devido aos seus diversos nutrientes. Porém, de maneira geral, os mitos envolvendo o alimento persistem. Como por exemplo, o mito de que o ovos aumentam o colesterol.

O ovo ainda é visto com desdém por muitas pessoas que querem emagrecer, pelo medo do colesterol, mas na verdade ele é considerado um aliado na batalha pela perda de peso.

Além de conter proteínas de alto valor biológico, que dão saciedade e diminuem a fome, o ovo tem substâncias, como a albumina, que auxiliam no ganho de massa magra e de hipertrofia muscular.

Quer saber mais sobre os ovos e o colesterol? Então não perca esse artigo.

 

Ovos e a sua Saúde

Um estudo feito pelo Departamento de Obesidade do Centro de Pesquisa Biomédica da Universidade de Pennington, em Louisiana, Estados Unidos, aponta que pessoas que comeram dois ovos no café da manhã emagreceram 65% mais do que as que preferiram pães, com redução de cintura 34% maior e de gordura, 16% (1).

Como isso acontece? Uma das explicações são as substâncias que promovem saciedade; ele ajuda a “controlar” a fome. 

O ovo é inocente em relação ao colesterol, inclusive pode servir como “antídoto” para o mau colesterol, pois contêm lecitina, uma substância que dificulta a absorção do colesterol ruim no intestino.

Eu explico melhor sobre os mitos envolvendo o ovo neste artigo.

Não deixe de ler e compartilhar.

Os Ovos Aumentam Mesmo o Colesterol?

ovo_quebrado_3d_784bdd6c4ccef389a64eeefff5d64669_ovo_quebrado_3d
Ovos não Aumentam o Mau Colesterol. Imagem: (Divulgação)

A nutrição obteve sucesso “difamando” alimentos perfeitamente saudáveis.

Provavelmente o pior exemplo disso são os ovos, que estão entre os alimentos mais saudáveis que você pode ingerir.

Mas porque os ovos contêm grandes quantidades de colesterol, acreditava-se que eles podiam causar doenças cardíacas (2).

No entanto, estudos realmente mostram que o colesterol na dieta não está relacionado com o aumento do colesterol ruim no sangue. Os ovos aumentam o HDL (o bom colesterol) e não estão associados a um risco aumentado de doença cardíaca (3).

Gema de ovo faz mal?

Outro mito sobre o ovo muito difundido sobre o ovo: o de que a gema deve ser jogada fora.

Mas vamos aos fatos…

A clara é muito baixa em calorias. Por isso, existe este costume de descartar a gema e comer a clara. O problema é que a parte mais nutritiva do ovo é justamente a gema.

Na gema estão 40% das proteínas, antioxidantes e a maioria das vitaminas e minerais do alimento.

Já as contraindicações para o ovo valem apenas para aqueles que têm alergia ao alimento. E é importante notar que os causadores de alergia mais comuns estão na clara do ovo, e não na gema.

Para quem não é alérgico, o ovo deve ser incluído até na alimentação das crianças. Pesquisas já associaram o alimento à prevenção de doenças ligadas ao sistema nervoso, cardiovascular e aos ossos.

Outro fator importante: não há limite pré-determinado para o consumo de ovos. A quantidade depende do sexo, do peso, das atividades físicas que o paciente faz.

A regra é sempre a moderação e o bom-senso.

Ovos causam doenças cardíacas?

ovo-faz-mal-a-saude-2
Ovos: Não existe ligação com doenças cardíacas. Imagem: (Divulgação)

Como já foi dito, não há qualquer ligação entre o consumo do ovo e as doenças cardíacas.

Historicamente, os ovos foram considerados insalubres sempre devido ao colesterol.

Um ovo grande contém 212 mg de colesterol, que é muito em comparação com a maioria dos outros alimentos.

No entanto, tem sido demonstrado em muitos estudos que ovos e o colesterol dietético não afetam negativamente os níveis de colesterol no sangue.

Na verdade, os ovos aumentam o HDL (o bom) colesterol.

Uma nova análise publicada em 2013 analisou 17 estudos prospectivos sobre consumo de ovos e saúde.

Eles descobriram que os ovos não tinham associação com doença cardíaca ou acidente vascular cerebral em pessoas saudáveis (4).

Não são dados novos. Vários estudos mais antigos conduziram à mesma conclusão (5).

Ovos são Ricos em Nutrientes

Os ovos são particularmente ricos em dois antioxidantes, luteína e zeaxantina.

Estes antioxidantes se reúnem na retina do olho e protegem contra doenças oculares, degeneração macular e catarata (6).

Em um estudo, comer uma média de 1,3 gemas de ovos por dia, durante 4-5 semanas, aumentou os níveis sanguíneos de luteína por 28-50% e zeaxantina por 114-142%.

Consumir ovos aumenta as defesas do organismo contra doenças.

Ovo: O Superalimento

O ovo é repleto de proteínas de alta qualidade, vitaminas, minerais, gorduras boas e vários outros nutrientes.

Um ovo grande contém (7):

  •         Apenas 77 calorias, com 5 gramas de gordura e 6 gramas de proteína, com todos os 9 aminoácidos essenciais;
  •         Rico em ferro, fósforo, selênio e vitaminas A, B12, B2 e B5 (entre outros);
  •         Um ovo contém 113 mg de colina, um nutriente muito importante para o cérebro, entre outras coisas.

Se possível, prefira consumir ovos orgânicos. Eles são muito mais nutritivos do que os ovos de galinhas criadas em fábricas.

E lembre-se: coma as gemas, que contêm praticamente todos os nutrientes do alimento.

Ovos ajudam você a perder Peso

Os ovos possuem pontuação alta em uma escala chamada índice de saciedade, o que significa que os ovos são particularmente capazes de fazer você se sentir satisfeito e comer menos.

Eles também contêm grandes quantidades de carboidratos, o que significa que eles não vão aumentar os níveis de glicose no sangue.

Em um estudo feito com 30 mulheres com excesso de peso ou obesas que comeram um pão ou ovos para o café da manhã, o grupo de ovos acabou comendo menos durante o almoço e as próximas 36 horas.

Em outro estudo, homens e mulheres com excesso de peso foram restringidos em calorias. Um grupo comeu 2 ovos (340 kcal) no café da manhã e outro comeu pães. Após 8 semanas, o grupo que comeu ovo apresentou:

  •         Uma redução de IMC 61% maior;
  •         65% mais perda de peso;
  •         Redução na circunferência da cintura 34% maior;
  •         Redução na gordura corporal 16% maior.

Estes foram os resultados encontrados. E vale a pena lembrar que os dois tipos de café da manhã continham a mesma quantidade de calorias.

Mas se você precisa de mais razões para comer ovos, eles são baratos, combinam com qualquer alimento e são muito saborosos. O ovo, com certeza, se classifica como um superalimento.

A alimentação de verdade deve incluir os ovos no cardápio (a menos, é claro, que você sofra com alergia a ele). Para potencializar ainda mais os bons resultados desta dieta saudável, inclua os chás termogênicos no seu dia a dia.

E como você pode ver, o ovo não aumenta o colesterol, ao contrário, precisa fazer parte da sua alimentação.

Porém, mesmo que você consuma de vez em quando alguns alimentos naturais como os ovos, isso não é bastante para garantir a boa saúde e prevenir doenças.

Se você costuma comer alimentos industrializados e processados, está à um passo ver a sua saúde minguar aos poucos.

Esse é o momento de transformar a sua saúde de forma efetiva!

 

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

 

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:

Você pode Gostar

Tags : acidente vascular cerebralalimentaçãoalimentos industrializadoscafé da manhãcolesteroldestaquedoença cardíacadr. juliano pimentelemagrecerfósforoganho de massa magragordura corporalhipertrofia muscularíndice de saciedademineraismitosovoovo aumento o colesterolovos orgânicosperda de pesoproteínasaciedadesaúdevitaminasvitaminas A

The author Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.