close
Artigos

Saiba por que não se deve tomar remédio para dormir

Você usa remédio para dormir? Mais de 70 milhões de brasileiros têm dificuldades para dormir, sendo assim, recorrem à drogas calmantes para conseguir pegar no sono.

Isso porém, e péssimo! Afinal de contas o cérebro cria uma relação entre o remédio e o sono, e com o tempo, as pessoas não mais conseguem dormir sem ajuda de medicação. 

Se você usa ou já usou remédio para dormir leia este artigo até o final. Listei algumas dicas para te ajudar a dormir sem remédios! Espero te ajudar!

Por que não se deve tomar remédio para dormir?

À primeira vista os remédio para dormir podem parecer a cura perfeita para a insônia: tome uma pílula e, alguns minutos depois, você entra em um sono reparador.

A verdade, no entanto, é que muitos dos medicamentos que estão disponíveis para tratar a insônia têm efeitos colaterais que podem ser arriscados. 

Por que não se deve tomar remédio para dormir

Cria tolerância rapidamente

Ao tomar remédio para dormir durante um longo período de tempo, seu corpo se acostuma ao medicamento e você precisa de doses cada vez maiores para obter o mesmo efeito indutor do sono.

O grande problema é que, ao tomar uma dose alta o suficiente, pode levar à respiração deprimida enquanto você dorme, o que pode causar a morte.

Atenção prejudicada no dia seguinte

Pessoas que tomam remédio para dormir, no dia seguinte, podem ainda ter o suficiente de droga em seu corpo que prejudica atividades como dirigir, por exemplo.

O efeito da sonolência é muito comum em pessoas que fazem o uso de medicamento. 

Maior risco de câncer e morte

Segundo um estudo realizado em 2012, pessoas que tomaram pílulas para dormir com prescrição tiveram maior probabilidade de morrer ou desenvolver câncer do que aquelas que não as tomaram (1).

Como resultado do estudo, os autores  sugerem que a terapia cognitivo-comportamental, um tipo de tratamento que ajuda a mudar seus padrões de pensamento, pode ser um tratamento melhor para insônia crônica do que drogas.

Mas, afinal, como dormir sem remédios?

Existem muitas abordagens que podem te ajudar a evitar o uso de remédio para dormir, no entanto, vou citar apenas duas que englobam, na verdade, várias dicas.

1 – Prepare seu cérebro para dormir

Quando você vai para o trabalho você prepara seu cérebro para isso, afinal, você acorda, troca a roupa, pega o material necessário, chega ao ambiente de trabalho, confere o que deve ser feito no dia, enfim… existe uma rotina clara, uma roupa, um lugar, um momento.

Alem disso, geralmente você faz as mesmas coisa nos mesmos horários, como por exemplo, acordar, o transporte, a refeição.

Toda essa rotina ajuda seu cérebro a entender que está no momento de trabalhar.

O mesmo acontece quando você vai a uma festa. Afinal, você escolhe a roupa, se arruma, os pensamentos já são de ansiedade sobre o que esperar, sobre rever as pessoas. Ou seja, seu cérebro já vai criando conexões em relação à festa, por isso, você já chega animado ao local e com uma energia diferente. 

Sabendo disso, o primeiro passo para conseguir dormir sem remédios é, justamente, preparar o cérebro para o sono.

Geralmente duas emoções prejudicam o sono: estresse e ansiedade. Sendo assim, você precisa ELIMINAR essas emoções para conseguir dormir. 

Reflita sobre essas emoções. Você está estressado, preocupado por qual motivo? Isso pode ser resolvido agora? Se sim, resolva, se não, anote o que deve ser feito e a data de quando será feito. 

Você está ansioso por qual motivo? Essa ansiedade está te fazendo bem ou mal? Se estiver te fazendo mal racionalize a ansiedade. Reflita sobre ela, coloque em palavras o que está sentindo, escreva se for necessário.

O simples fato de anotar quando e como vai resolver o problema, e de anotar o que está sentindo já vão te ajudar a relaxar, limpar a mente para um sono tranquilo. 

2 – Higiene do sono 

Agora que você já “limpou” a mente, é o momento de “avisar” ao corpo que é o momento de relaxar, para então dormir sem remédios.

Higiene do sono é o mesmo que um ritual do sono, uma rotina antes de dormir. Para isso, você precisa considerar quantas horas de sono são necessárias para você, em seguida, é preciso se organizar para colocar em prática.

Suponha que os horários ideias sejam: dormir às 23:00 e acordar às 06:00 horas. Sabendo disso, às 22:00 você já precisa colocar em prática a higiene do sono. 

Depois de preparar o cérebro refletindo sobre estresse e ansiedade, agora é o momento de fazer atividades que te relaxam.

Inclua na rotina do sono

  • Desligar as telas (tv, celular, tablet)
  • Tomar um banho quente, passar um hidratante ou óleo no corpo, fazer uma automassagem, vestir uma roupa confortável para dormir.
  • Apagar todas as luzes do quarto, arrumar a cama de uma maneira que você goste, borrifar uma essência gostosa ou óleo essencial.
  • Tomar um chá quentinho, ouvir uma meditação, ou músicas que te acalmam.

Alem dessas, você pode fazer outras atividades que ajudam relaxar. O importante é que às 23:00 você esteja na cama pronto para dormir.

No início pode ser difícil, no entanto, com o passar dos dias seu corpo e seu cérebro vão entender que é o momento de dormir. Assim, você conseguirá dormir sem remédios.  

Além dessa rotina, cuidar da saúde como um todo te ajuda a lidar com a insônia. Se você tem dificuldades para dormir, eu tenho um convite especial você!

Preparei uma Jornada incrível de 01 a 08 de junho para ajudar você a ter uma saúde Plena e tornar-se inabalável.

Clique na imagem acima e participe dessa jornada que ajudará você e toda sua família a terem mais saúde, sono de qualidade e disposição para com a vida!

Abraços e fique com Deus!!

Dr. Juliano Pimentel

🔴 Curta também as redes sociais! 📷Instagram / 👍Facebook / 🎥 YouTube

 

 

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : dormirdr. juliano pimentelinsôniasono

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta