close
Dores

Como Aliviar os Sintomas da TPM de Forma Prática

Dr Juliano Pimentel

A mulher passa em média por 450 períodos menstruais em sua vida, e muitas sentem os sintomas da TPM durante todos esses momentos. Isso é o triplo da quantidade de nossos antepassados, pois as mulheres naquela época viviam menos e passavam mais tempo grávidas (1).

E como mais de 75% das mulheres hoje lidam com sintomas da tensão pré-menstrual (TPM) durante a menstruação, é claro que muitas mulheres estão experimentando os efeitos colaterais desconfortáveis deste processo biológico natural.

Na verdade, 30 a 40% das mulheres que relatam sintomas de TPM se dizem prejudicadas em suas atividades diárias, e estão em busca de remédios naturais para tratar os sintomas e as cólicas (2).

A TPM é uma das formas mais comuns de desequilíbrio hormonal para mulheres em idade fértil, resultando em sintomas psicológicos e físicos, que podem começar uma semana ou duas antes de seu período e podem ser leves ou mais graves.

Se você tem dismenorreia, então você possui uma menstruação dolorosa, que geralmente envolve cólicas abdominais, um dos sintomas de período menstrual mais desagradável.

A boa notícia é que mudanças simples na dieta e no estilo de vida ajudam a melhorar os sintomas incômodos da TPM.

Não deixe de ler e compartilhar.

Sintomas e Causas da TPM

Os sintomas da TPM geralmente começam de 7 a 10 dias antes do início do fluxo menstrual e terminam logo depois. Distúrbio disfórico pré-menstrual é o termo usado para descrever sintomas severos de TPM.

Esta condição segue o mesmo ciclo e gama de sintomas, mas produz um resultado mais debilitante. Mas mesmo para a TPM geral, alguns meses os sintomas podem ser piores ou melhores do que outros.

Os sintomas possíveis de TPM incluem (3):

  •          Acne;
  •         Dor nas costas;
  •         Estômago e abdômen inchado;
  •         Alterações no apetite, incluindo ânsias para determinados alimentos;
  •         Constipação;
  •         Choro frequente;
  •         Depressão;
  •         Batimento cardíaco acelerado;
  •         Sensação de irritabilidade, tensão ou ansiedade;
  •         Cansaço;
  •         Dor de cabeça;
  •         Dor nas articulações;
  •         Mudanças de humor;
  •         Falta de libido;
  •         Seios inchados;
  •          Problemas de concentração;
  •         Problemas para dormir;
  •         Mãos ou pés inchados;
  •         Vontade de se isolar;
  •         Aumento de peso.

A medicina convencional acredita que a causa exata da TPM não é conhecida, mas parece estar relacionada aos níveis hormonais flutuantes, incluindo estrogênio e progesterona, que ocorrem na preparação para a menstruação. Nestes casos, a depressão subjacente e ansiedade são comuns.

Pesquisas também sugerem que as alterações hormonais que desencadeiam a menstruação pioram os sintomas de transtornos de humor.

As causas da TPM podem incluir (4):

  •          Alterações e desequilíbrios hormonais;
  •         Alterações químicas no cérebro;
  •         Dieta pobre em nutrientes e rica em alimentos processados;
  •         Baixos níveis de vitaminas e minerais;
  •         Estresse;
  •         Problemas emocionais;
  •         Depressão ou ansiedade;
  •         Problemas da tireoide
  •         Toxinas ambientais;
  •         Consumo de álcool e cafeína, que pode alterar o humor e nível de energia;
  •         Comer alimentos salgados em excesso, que podem causar retenção de líquidos e inchaço;
  •         Obesidade;
  •         Sedentarismo.

Outras condições de saúde que compartilham sintomas com a TPM incluem ansiedade, depressão, síndrome da fadiga crônica, problemas do sistema endócrino, síndrome do intestino irritável (IBS) e menopausa (5).

O seu médico poderá verificar se um destes outros problemas está na raiz dos seus sintomas.

A boa notícia é se você pode melhorar sua dieta, controlar o stress e tomar alguns dos remédios naturais sugeridos, para aliviar os sintomas da TPM.

Tratamento para TPM

Os anti-inflamatórios não esteroides (AINEs), como o ibuprofeno, são a opção de medicina convencional mais comumente utilizada para os sintomas da TPM. Analgésicos contendo acetaminofeno também são utilizados.

Esses remédios aliviam as dores sintomáticas em cerca de dois terços das mulheres, mas podem causar efeitos colaterais adversos.

O ibuprofeno adverte de efeitos colaterais gastrointestinais graves como hemorragia estomacal, enquanto os produtos que contêm acetaminofeno alertam para possíveis danos no fígado.

Remédios para tratar as cólicas também possuem efeitos colaterais comuns que incluem um aumento na espessura das secreções pulmonares, problemas crônicos para dormir, irritação do estômago ou intestinos (6).

Converse com seu médico a respeito dos efeitos colaterais e utilize os medicamentos apenas com prescrição médica.

Tratamentos naturais para TPM

folhas-verdes
Vegetais e folhas verdes ajudam a diminuir os sintomas da TPM

Alguns alimentos podem diminuir os sintomas da TPM.

As mulheres que passam pela TPM normalmente não estão recebendo o suficiente de cálcio, vitaminas B (especialmente B6) e vitaminas K e E, entre outros nutrientes em suas dietas. A deficiência de magnésio também desempenha um papel importante neste caso.

Quando você não consome uma quantidade diária apropriada desses nutrientes essenciais, seu corpo exige atenção urgente, intensificando os sintomas da TPM (7).

Aqui estão alguns dos alimentos que você deve consumir para obter nutrientes vitais e diminuir os sintomas da TPM:

Alimentos vegetais

Estudos têm mostrado que as mulheres com dietas com alto teor de vegetais, frutas, nozes, sementes e ervas têm menos sintomas da TPM (8).

Alimentos ricos em cálcio

Até agora, o cálcio está entre os nutrientes mais apoiados pela ciência quando se trata de tratamentos dietéticos eficazes para TPM (9).

Algumas boas escolhas incluem couve cozida, brócolis, sardinhas e iogurte. Kefir também pode ser benéfico para redução de cólicas menstruais e sintomas relacionados.

Alimentos ricos em fibras

A fibra ajuda a manter o equilíbrio hormonal adequado, por isso deve fazer parte da dieta para aliviar os sintomas da TPM. Alguns alimentos ricos em fibra incluem banana, pera, brócolis e chocolate amargo.

Vegetais verdes

Estes vegetais possuem um efeito diurético e também são uma grande fonte de cálcio e magnésio, bem como vitamina K, que ajuda a melhorar as cólicas do período menstrual.

Linhaça

A linhaça ajuda a promover o metabolismo saudável dos estrogênios, que é um componente-chave da gestão dos sintomas da TPM.

Peixes

Alimentos ricos em gorduras ômega-3 como salmão, sardinhas e anchovas ajudam a reduzir a dor e inflamação que tornam os sintomas da TPM piores.

Abacate

Comer abacate pode equilibrar naturalmente os seus hormônios por causa de seu perfil nutricional rico em gordura saudável, fibra, magnésio, potássio e vitamina B6. Além de combater os sintomas da TPM, é também uma alimentação saudável.

Alimentos para evitar na TPM

Por outro lado, alguns alimentos podem piorar os sintomas da tensão pré-menstrual e devem ser evitados:

1-Gorduras trans e gorduras hidrogenadas

Uma dieta rica em gorduras industriais pode piorar os sintomas de TPM. Alimentos excessivamente processados geralmente contêm esses ingredientes. Leia os rótulos dos ingredientes e evite qualquer coisa que diga “hidrogenado” ou “parcialmente hidrogenado”.

2-Alimento alérgeno em potencial

As alergias alimentares podem piorar os sintomas da TPM. Você pode tentar uma dieta de eliminação para ter uma ideia de possíveis alergias alimentares e intolerâncias, como ao glúten ou à lactose. Você também pode pedir ao seu médico para realizar testes.

3-Xarope de milho rico em frutose e açúcar refinado

Xarope de milho e açúcar refinado causam flutuações de açúcar no sangue, que podem exacerbar alterações de humor, dores de cabeça ou dificuldade de concentração. Estes alimentos também esgotam o corpo de minerais e podem causar inflamação.

4-Sal

O excesso de sal causa retenção de água, que durante o seu período menstrual pode piorar os sintomas da TPM.

5-Cafeína

A cafeína é desidratante e pode piorar a depressão, ansiedade e sensibilidade mamária.

6-Álcool

O consumo de álcool torna os sintomas da TPM piores e pode aumentar o risco de cólicas prolongadas (dismenorreia) durante a menstruação (9).

Precauções dos Sintomas da TPM

É sempre uma boa ideia para se certificar de que seus sintomas de TPM são de fato devido a TPM e não devido a uma questão crônica mais contínua como depressão, ansiedade ou problemas do sistema endócrino. Fale com o seu médico se seus sintomas estão te privando de exercer atividades diárias ou se você tem sinais de outro problema de saúde.

Tratamentos naturais para TPM incluem fazer mudanças na sua alimentação que ajudam a corrigir os desequilíbrios hormonais na raiz dos sintomas do problema.

As gorduras trans, o açúcar, o sal, a cafeína e o álcool devem ser reduzidos ou eliminados para tratar a TPM. (Preencha o formulário abaixo e saiba mais sobre os malefícios do açúcar)

Uma dieta rica em nutrientes vitais é uma parte fundamental do tratamento.

Exercícios e redução do estresse também são extremamente úteis para acabar com os sintomas indesejáveis da TPM.

Para quem prefere, o conteúdo deste artigo pode ser mais aprofundado com dois vídeos que fiz a respeito deste assunto. Basta dar o play!

Vídeo: Como Aliviar os Sintomas da TPM

Vídeo: Cólica Menstrual & TPM

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

Ebook Açucar
BAIXE AGORA O MEU GUIA COMPLETO E SAIBA POR QUE VOCÊ DEVE PARAR DE COMER AÇÚCAR HOJE!!!
O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : alimentosalterações hormonaisansiedadeanti-inflamatóriosaumento de pesocólicacólicasconsumo de álcooldestaquedietadr. juliano pimentelestresseFalta de libidomenopausamenstruaçãomulherníveis hormonais flutuantesobesidadeProblemas da tireoidesaúdesintomassintomas da TPMtpmtranstornos de humorvitaminas K

The author Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta