close
Dores

Dispepsia: Sintomas e Tratamentos Naturais

Dr Juliano Pimentel

Você já experimentou uma dor de estômago depois de comer? Talvez tenha sido acompanhada por excesso de gases e inchaço? Existe um termo mais científico para este problema de saúde comum. Estou falando da dispepsia.

Mas o que é dispepsia? Bem, além de ser uma palavra mais “elegante” para indigestão, a dispepsia é definida como qualquer ou todos os sintomas desagradáveis ​​que estão associados com o mau funcionamento do sistema digestivo (1).

A dispepsia afeta mais de um quarto da população (2).

Então, se você sofre com indigestão, confira como é possível evitar sintomas indesejados e quais são os tratamentos naturais para o problema.

Não deixe de ler e compartilhar.

Dispepsia

Primeiro, para definir corretamente a dispepsia, é importante saber que não é uma doença. Em vez disso, a dispepsia é um conjunto de sintomas comuns como eructação (arrotos), inchaço e náuseas.

Indigestão ou dispepsia, também chamada de dor de estômago, é um termo geral usado para descrever o desconforto físico ou dor na parte superior do abdômen mais comumente sentida durante ou logo após o consumo de alimentos.

Algumas pessoas experimentam dispepsia diariamente, enquanto outros sofrem com os sintomas ocasionalmente. Muitas pessoas experimentam azia junto com a dispepsia, mas estes são dois problemas separados (3).

Em condições normais, há um peristaltismo (conjunto de contrações musculares) saudável que ocorre quando consumimos alimentos.

Peristalsis é a contração involuntária e relaxamento dos músculos lisos que propulsiona alimentos através do esôfago e intestinos.

Quando o peristaltismo não ocorre da melhor maneira, isso retarda o processamento de alimentos no trato digestivo e torna a dispepsia mais provável.

A dispepsia funcional é um mau funcionamento crônico do trato digestivo superior, sem anormalidades observáveis ​​para explicar os sintomas crônicos.

Algumas possíveis causas de dispepsia funcional incluem alergias alimentares, inflamação do estômago ou duodeno, secreção ácida excessiva, efeitos colaterais de medicação, fatores psicológicos ou uma infecção com Helicobacter pylori (4).

Algumas pesquisas mostraram que pode haver uma predisposição genética para dispepsia funcional.

Além disso, cerca de 40% das pessoas com dispepsia funcional têm mostrado uma “acomodação prejudicada” ou uma incapacidade para seus estômagos em relaxar como deveriam em resposta ao consumo de alimentos (5).

Causas e Fatores de Risco

Você pode estar familiarizado com o que indigestão, mas você sabe especificamente o que causa indigestão?

Na maioria das vezes, as causas mais comuns estão relacionadas com alimentos, bebidas, maus hábitos alimentares e escolhas de estilo de vida.

Outras vezes, uma infecção (como H. pylori) ou outra condição digestiva pode ser a causa.

A indigestão pode ser provocada por:

  • Comer muito rápido;
  • Comer demais em uma refeição;
  • Beber muito álcool;
  • Comer alimentos picantes;
  • Consumo excessivo de cafeína;
  • Estresse;
  • Fumar.

Outras possíveis causas de dispepsia incluem condições médicas tais como (6);

  • Úlceras;
  • Cálculos biliares;
  • Hérnia hiatal;
  • Esofagite;
  • Gravidez (especialmente tardia);
  • Pancreatite;
  • Gastrite;
  • Infecções do estômago como Helicobacter pylori;
  • Intoxicação alimentar;
  • Gastroparesia (uma condição em que o estômago não se esvazia adequadamente, comum em diabéticos);
  • Alergias ou sensibilidades alimentares;
  • Problemas na tireoide;
  • Depressão;
  • Câncer de estômago (raramente);
  • Doença cardíaca, angina, ataque cardíaco (normalmente acompanhada por outros sintomas como falta de ar, náuseas, vômitos e dor na mandíbula).

Indigestão também pode ser comumente causada por medicamentos como antibióticos, esteróides e pílulas anticoncepcionais (7).

Sintomas

 

Na maioria das vezes, as pessoas descrevem a indigestão como uma sensação desconfortável em seu estômago, acompanhado por dor na parte superior do abdômen ou no peito.

Para a maioria das pessoas, sintomas de indigestão irão aparecer durante ou logo após comer.

Os sintomas clássicos de indigestão (dispepsia) incluem (8):

  • Gosto ácido na boca;
  • Inchaço na região do estômago;
  • Arrotos e gases;
  • Perda de peso involuntária ou inexplicada;
  • Sensação de queimação no estômago ou parte superior do abdômen;
  • Diarreia, mas nem sempre;
  • Dificuldade em engolir;
  • Sangue visível nas fezes;
  • Coloração amarela da pele e dos olhos (icterícia)
  • Perda de apetite;
  • Náusea;
  • Vômito.

Fique atento aos sintomas e procure orientação médica (9, 10).

Tratamentos naturais

O tratamento convencional da dispepsia, pode envolver o uso de medicamentos prescritos pelo seu médico. Mas alguns tratamentos naturais podem ajudar a aliviar os sintomas de indigestão.

  1. Gengibre

Quando se trata de alívio da dispepsia, o gengibre tem sido usado por milhares de anos como um eficaz auxílio digestivo e remédio natural para náuseas.

Recentemente, pesquisadores taiwaneses descobriram que o gengibre pode ajudar o estômago a liberar seu conteúdo no intestino delgado, em pessoas com dispepsia funcional – uma condição na qual 40% dos pacientes sofrem de um esvaziamento gástrico anormalmente atrasado (11).

Esta é uma das principais razões pelas quais gengibre ajuda as pessoas que estão inchadas, constipadas e têm outras desordens gastrointestinais.

Ele relaxa o músculo liso no revestimento intestinal, e ajuda a mover alimentos ao longo de todo o sistema digestivo.

  1. Relaxe

Este remédio natural pode soar muito simples, mas é verdadeiramente importante para pessoas com dispepsia, porque há uma correlação direta entre estresse e indigestão.

Sintomas de indigestão aumentam quando você está estressado e diminuem quando você está em um estado relaxado.

Métodos de relaxamento ideal podem variar de acordo com o indivíduo, mas algumas opções incluem exercício, yoga, massagem e passar mais tempo em contato com a natureza.

Relaxar o corpo e mente intencionalmente e em uma base regular é uma excelente maneira de aliviar problemas de estômago indesejados.

  1. Evite os gatilhos de alimentos comuns

Alguns alimentos podem funcionar como gatilhos para os sintomas de dispepsia, como alimentos picantes e processados.

Nenhum destes alimentos são facilmente digestivos e podem facilmente desencadear sintomas de indigestão. O café (e outras fontes de cafeína) também contribui para o problema.

Se você está tendo um tempo difícil com sintomas de indigestão, também pode ajudar cortar os seguintes alimentos: lactose, alimentos ácidos (como molho de tomate) e adoçantes artificiais (12).

  1. Pratique Bons Hábitos Alimentares

Aqui estão algumas maneiras naturais para evitar a dispepsia (13):

-Mastigue com a boca fechada;

-Não fale enquanto você mastiga;

-Coma lentamente e mastigue bem seus alimentos;

-Nunca deite-se diretamente depois de comer;

-Evite comer tarde da noite (14).

  1. Evite maus hábitos

Fumar cigarros e beber álcool são facilmente dois dos piores hábitos possíveis para quem tem sintomas de indigestão, pois irritam o revestimento do estômago (15).

Precauções

É importante saber que um ataque cardíaco pode causar alguns sintomas semelhantes à indigestão.

Se você acha que está com indigestão e com problemas respiratórios, sudorese intensa e dor que se move para a mandíbula, pescoço ou braço, procure atendimento médico urgente.

Dispepsia ou indigestão é um problema de saúde extremamente comum.

Para algumas pessoas, pode até se tornar um problema crônico. 

Mantenha uma alimentação de verdade e hábitos saudáveis. Caso os sintomas persistam, procure orientação médica.

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

BAIXE AGORA O MEU EBOOK SOBRE A DIETA DUKAN E CONHEÇA TODAS AS VERDADES SOBRE ELA!!!

[/vc_column_text]

[/vc_column][/vc_row]

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : anginadepressãodestaquedispepsiaDoença da tireoidedr. juliano pimentelexcesso de gasesfumargastritegastroparesiaHelicobacter pylorihérnia hiatalindigestãoinfecçãopílulas anticoncepcionaissaúdesintomas clássicos de indigestãoSintomas de indigestãoúlcerasyoga

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

3 Comentários

  1. Estou nessa luta a quase dois anos sinto um desconforto do lado esquerdo do abdômen inchaço queimação lateral mto gases arrotos constantes passo no médico quase que mensalmente estou passando pelo 4° gastro e todos dizem que não tenho nada!!!! Fiz exames de sangue endoscopia tomografia já tomei de tudo que se pode imaginar alivia um pouco mais logo volta às dores!
    Hj estou tomando irritratil tem melhorando um pouco diminuiu um pouco os gases arrotos mais ainda sinto um pouco desconforto!¡! Evito vários alimentos principalmente os que tem fermentação mais é mto difícil!!!

Enviar Resposta