close
DoresMetabolismo

Sintomas da Menopausa e Formas de Tratamento

Dr Juliano Pimentel

Muitas mulheres sofrem com os sintomas da menopausa, e o desconforto que ela pode causar. Talvez você esteja passando por ela agora. Mas você sabe tudo sobre esta fase e como passar por ela com mais alegria?

É possível diminuir os sintomas e viver com qualidade de vida.

Conheça agora os sintomas, e a forma de amenizar a menopausa de forma natural.

Não deixe de ler e compartilhar.

Sintomas da Menopausa  

Sintoma da Menopausa: quais são. Imagem: (Divulgação)

A menopausa é a pausa permanente do ciclo menstrual da mulher. Ela é considerada a partir de 12 meses depois da última menstruação, portanto, é o fim da sua fertilidade.

Se já faz mais de um ano que você deixou de menstruar, pode ter entrado no período de menopausa, e que você não é mais fértil (não pode ter filhos).

A idade média da menopausa é de 51 anos (1), no entanto, a mulher pode entrar na menopausa precocemente antes dos 40 anos (apenas 1% dos casos); ou menopausa tardia, por volta dos 62 anos.

Muitas mulheres passam a sentir os primeiros sintomas em torno dos 35 anos, o que não significa que ela já está na menopausa.

Nessa idade, o corpo passará a produzir muito menos estrogênio e progesterona, e a fertilidade passará a diminuir.

O estrogênio e a progesterona fazem parte de grupos de hormônios sexuais, produzidos e expelidos pelos ovários mulher.

Eles por sua vez são responsáveis pela saúde reprodutiva, pelo desenvolvimento de características do gênero feminino, entre outras funções.

A menopausa envolve diversas mudanças naturais no corpo da mulher, confira abaixo alguns sintomas.

Menopausa e os Sintomas mais Comuns

Como dito anteriormente, os sintomas da menopausa começam a surgir antes de ela acontecer, e podem começar por volta dos 35 anos de idade, mas pode variar de mulher para muher.

São eles:

Calor Excessivo: Aumento da temperatura corporal; ondas de calor e suor noturno. O calor pode até causar vermelhidão da pele, principalmente na parte superior do corpo, pescoço e rosto. Cerca de 75% das mulheres apresentam esse sintoma (2), e a maioria apresenta por mais de 2 anos.

Período menstrual irregular: quando a menstruação passa a ir e vir, com períodos de 2 a 4 meses sem menstruar.

Oscilações de humor: isso inclui ansiedade, depressão, irritabilidade excessiva e até mesmo diminuição da auto-estima.

Secura vaginal: falta de lubrificação vaginal e coceiras, devido à diminuição da elasticidade, podendo causar dores durante as relações sexuais.

Diminuição da libido: falta de apetite sexual, pois o sangue passa a ser menos bombeado na região genital, os lábios vaginais se tornam menores, e o tecido do músculo do clitóris se encolhe.

Ganho de peso e gordura abdominal: Devido à desaceleração do metabolismo, aumenta a chance do organismo acumular gordura e do sobrepeso.

Insônia: problemas para dormir e mudanças na qualidade do sono.

Pele seca e cabelos mais finos.

Mais vontade de urinar: Devido à mudança no tecido da vagina, algumas mulheres sentem mais necessidade em urinar.

Diminuição do tamanho dos seios: como os seios não são mais estimulados pelo estrogênio, que diminuiu sua produção; perdem volume e ficam menos densos.

Alterações no útero, ovários e cérvix: Esses órgãos encolhem, e os músculos dentro do útero se tornam mais rígidos.

Maior risco de doenças e complicações: aumenta o risco de doenças cardiovasculares e osteoporose; devido à diminuição da produção de estrogêneo, que muda a acumulação de gordura e contribui para a perda de densidade nos ossos e aumento do risco de fraturas.

Menopausa e a Qualidade de Vida

A menopausa é perfeitamente normal em todas as mulheres.

No entanto, existem alguns tratamentos para diminuir o sofrimento dos sintomas.

Eles são feitos com a ingestão de hormônios.

A Terapia de Reposição Hormonal, que repõe os hormônios que não são mais produzidos por esse organismo.

Terapias alternativas também podem ser uma opção, mas qualquer método para o acompanhamento da menopausa precisa do acompanhamento médico.

Consulte o médico e busque a melhor solução junto com ele.

Vou te mostrar agora algumas coisas que podem reduzir os sintomas da menopausa naturalmente:

1) Exercícios

Acrescente os exercícios na sua rotina diária.

Ele aumenta a produção de serotonina (o hormônio da felicidade); que vai melhorar o seu humor, o apetite e a qualidade do seu sono.

Fortalece os músculos, aumenta a disposição; aumenta a auto-estima e fortalece os ossos, prevenindo a osteoporose.

Quando praticado regularmente, pode ajudar a melhorar os níveis dos hormônios progesterona e estrogênio.

Durante o período da menopausa, o estrogênio fica flutuante, o que pode causar o acúmulo de gordura em lugares como abdômen e cintura.

A própria gordura acumulada também produz mais estrogênio, criando assim a gordura e o excesso de peso indesejados.

2) Uma Alimentação de Verdade

Uma das melhores formas de melhorar os sintomas e tratar a menopausa é por dar atenção aquilo que você come.

A alimentação saudável com os nutrientes, minerais e as vitaminas certas irá ajudar no balanceamento de hormônios, o que reduz alguns sintomas da menopausa.

A melhor forma de comer é com alimentos de verdade, os mais naturais possíveis – esqueça o açúcar e os alimentos processados e industrializados.

Consuma por exemplo: nozes, salsa, óleo de linhaça, aipo, erva-doce e outros alimentos ricos em estrogênio vegetal.

Alimentos ricos em cálcio também podem ajudar; consuma alimentos como peixes, brócolis, leguminosas.

O ferro também é importante, e ele você encontra por exemplo em vegetais verdes, nozes, carnes magras, ovos, aves e em peixes.

Fibras também são essenciais; você encontra em alimentos como: frutas frescas e legumes.

Escolha substitutos saudáveis e naturais para os alimentos prejudiciais.

3) Água

Tome bastante água, é preciso manter-se hidratada sempre, até por conta das alterações hormonais que causam o ressecamento de diversas partes do corpo.

A água ajuda com os inchaços que ocorrem no corpo por causa das alterações hormonais. Ela também ajuda a prevenir o ganho de peso e melhora o metabolismo (3).

4) Preocupe-se com as Suas Emoções

O seu corpo está conectado, por isso aquilo que acontece na sua cabeça como pensamentos e emoções, reflete no corpo através de sensações e sintomas.

Por isso preocupe-se com o seu estresse, desequilíbrio emocional, tristeza e assim por diante.

Converse com pessoas de confiança, ou mesmo um médica para dizer como se sente, comunique-se. Não se isole. Busque formas de externar o que você sente. Se for necessário procure orientação médica.

A yoga e a meditação também podem ser de ajuda.

5) Mude o Estilo de Vida

Sintomas da Menopausa: Alivie com a Dança. Imagem: (Divulgação)

Ocupe a mente e o corpo com atividades revigorantes e positivas, faça coisas que tragam realização pessoal.

Realize-se! Você pode aprender outro idioma, aprender a dançar, algum outro ofício, viajar, fazer trabalho voluntário, ler livros diversificados e muito mais.

A menopausa pode ser difícil fisicamente e emocionalmente; mas ela é natural, e deve ser aceita como uma nova fase da vida.

No entanto, a alimentação saudável, o consumo de água, a prática de exercícios e o sono correto podem prevenir e diminuir muitos dos sintomas.

Uma transformação nos hábitos vai inclusive diminuir o estresse causado pelo desequilíbrio emocional (4,5, 6,7)

E para melhorar a saúde e equilibrar os hormônios, nada melhor que cuidar da alimentação.

Eu desenvolvi um e-book para ajudar você a fazer essa transformação alimentar; com todas as informações que você precisa e um guia passo a passo para implementar na sua vida.

Tenha Acesso Aos Bônus Exclusivos.

Clique na imagem abaixo e adquira agora o meu livro

 VIVA MELHOR SEM GLÚTEN V2.0

Ebook Viva Sem Glúten, Dr. Juliano Pimentel

 

Abraços e fique com Deus.

Dr. Juliano Pimentel

BAIXE AGORA O MEU GUIA COMPLETO E SAIBA POR QUE VOCÊ DEVE PARAR DE COMER AÇÚCAR HOJE!!!

[/vc_column_text]

[/vc_column][/vc_row]

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : alimentação saudávelAlterações no úteroaumento da temperatura corporalCalor Excessivodesequilíbrio emocionaldestaquedr. juliano pimentelestrogênioferrofibrasganho de pesoGanho de peso e gordura abdominalmenopausamenstruaçãomineraismulherOscilações de humorPeríodo menstrual irregularprogesteronasaúdesintomas da menopausatratamentosvitaminas

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta