Selecione a página

A relação Tireoide e intestino: O que nunca te contaram.

A relação Tireoide e intestino: O que nunca te contaram.

Um dos maiores problemas que enfrentamos na atualidade da medicina é o olhar desintegrado para o paciente. Compreender a relação tireoide e intestino, por exemplo, é essencial para a cura do paciente. No entanto, nem todos os médicos têm essa visão.

E não estou falando mal dos médicos, mas você paciente pode se munir de mais conhecimento para ajudar os profissionais a lidar melhor com sua saúde.  

Neste artigo você vai entender melhor a relação entre tireoide e intestino e como perceber os sinais. Antes porém, tenho um convite para você. Faça parte do meu grupo no Telegram. Lá você recebe pílulas diárias com dicas para manter sua saúde. 

A tireoide

Glândula tireoide

Glândula tireoide

É a glândula que fica localizada no pescoço e envia o comando para o corpo inteiro. A tireoide tem a consistência de uma língua, porém, fica localizada no pescoço.

E ela não pode estar emborrachada ou endurecida, ou seja, precisa ser maleável. Apesar de ser pequena possui muitas funções para o nosso corpo. Na tireoide, por exemplo,  é o único lugar que o T4 tiroxina é formado. 

O que é T4?

T4 é um pré-hormônio. A letra T vem da Tirosina, um aminoácido não essencial, ou seja, é preciso comer alguma coisa que tenha Tirosina. 

O aminoácido é um pedacinho da proteína quebrada, por isso, é preciso ter uma alimentação equilibrada de proteína animal e vegetal para ingerir Tirosina e formar o T4.

Alimentos como soja e derivados do leite têm tirosina, mas nem tudo que é natural é bom. Alimentos como esses causam outros problemas no organismo, então, não devem ser consumidos pensando apenas na tirosina, pois existem outros alimentos melhores e mais eficientes.

Já o 4 quer dizer que esse aminoácido Tirosina está conectado a 4 moléculas de iodo. Sobre o iodo existem várias questões, uma delas é que não há iodo disponível na alimentação da maneira que o corpo precisa para absorver e grudar na molécula de tirosina.

Além disso, pensando na tabela periódica, na coluna do iodo existem outros elementos que são mais fortes que ele.

Sendo assim, elementos como flúor, bromo e cloro, por exemplo, quando presentes no corpo tem prioridade na absorção.

Sendo assim, o iodo que é tão necessário, acaba passando despercebido por ser o mais fraco. Você entra em contato com o cloro logo cedo, ao inalar a água clorada durante o banho. Em seguida, ao escovar os dentes, usar fio dental, enxaguante bucal você adiciona o flúor no organismo.

Ao chegar no café da manhã, o biscoito e outros alimentos que tem crocância tem na massa o brometo. Esses elementos presentes na rotina ocupam o espaço do iodo e dificultam o processo de formação do pré hormônio T4. Que consequentemente atrapalha toda a função da glândula.

Consequência da deficiência de T4

Quando não há a produção do T4, o TSH começa a subir e usar esses “amigos” do iodo, como o cloro, bromo e flúor para produzir e cada vez menos esse organismo vai ter pré-hormônio funcionando.  

A falta de produção do T4 impacta a produção do T3 e o TSH vai aumentar. A glândula na tentativa de dar conta do recado pode crescer, hipertrofiar e nesse momento nódulos e cistos podem acontecer.Por isso, nódulos e cistos são sinais de que alguma coisa está errada.

E muitas vezes o erro está na deficiência de iodo. Para que a função da tireoide aconteça da maneira correta, a alimentação precisa estar muito adequada.

A ligação entre o que está fora e o interno do seu corpo é o sistema gastrointestinal, cuja maior parte é representada pelo intestino. Por isso, a tiroide e intestino estão tão relacionados.

Relação tireoide e intestino

A tireoide tem o formato de escudo. E sua função é transformar o hormônio T4 em T3, que é a forma ativa do hormônio, dentro das células do corpo.   

O hormônio T3 determina o metabolismo, ou seja, a velocidade que o corpo funciona.Por isso, tanto pessoas com hipotireoidismo, quanto as pessoas com hipertireoidismo têm funções do corpo alteradas.Tudo que passa pela sua boca comida, bebida, remédio vai para o intestino.

Porém, quando o hormônio T3 não está funcionando bem as paredes do intestino ficam com edema e inchadas. Ou seja, o organismo fica mais lento. Nas paredes do intestino tem músculos que fazem movimentos de contração e relaxamento para conduzir o bolo fecal.

Porém, quando há esse inchaço e lentidão os músculos do intestino ficam prejudicados e você fica constipado.A velocidade que o indivíduo se envolve com o meio está relacionada à quantidade de T3 liberada dentro das células.A tireoide precisa de uma regulação muito específica.

Se ela aumenta muito, hipotiroidismo, o indivíduo tem palpitação, ataque cardíaco, sudorese, cabelo fica fino e cai.Quando a tireoide está desregulada, com o metabolismo lento, o intestino fica com mais dificuldade de absorver os nutrientes, por causa da permeabilidade intestinal.Junto com o alimento e remédio que você consome, habita em seu intestino toxinas. Por isso, se a sua tireoide está desregulada é porque você está intoxicado.

Tireoide regulada significa que o intestino absorve os nutrientes e consegue mandar embora as toxinas através das fezes. Por outro lado, quando o T3 não está funcionando o intestino não consegue fazer o que deveria e as toxinas ficam acumuladas prejudicando ainda mais o processo de absorção e aumentando os sintomas de hipotireoidismo.

Tireoide e Intestino dicas para melhorar

De maneira geral a tireoide precisa de iodo e outros minerais e vitaminas para funcionar corretamente.

Além disso, a flora intestinal precisa estar bem ajustada, sem inflamação.

Dica 1 – Se você não tem uma alimentação equilibrada, faça um detox de sete dias, e comece a comer mais saudável. Você pode ter melhores resultados com a suplementação PURE DETOX.

Dica 2 – Elimine alimentação inflamatória, ou seja, à base de leite, trigo e soja.

Dica 3 – Coma diversidade de alimentos, carne, folhas, vegetais, frutas e sementes. Além disso, abuse de óleo de coco, azeite, gordura de porco.

Dica 4 – Melhore a qualidade do seu sono e procure controlar as emoções negativas.Esses são os 4 primeiros passos para melhorar a função da tireoide. Agora, se você tem o diagnóstico converse com seu médico e faça o tratamento correto.

Espero ter te ajudado com essas dicas! 

Antes de finalizar quero que saiba que você precisa ter hábitos mais saudáveis para viver melhor.

Segundo Maxwell Maltz, 21 dias é o tempo necessário para que nós consigamos criar um novo hábito! 

Pensando nisso, eu desenvolvi um programa que se chama D21. Nele acompanho você por 21 dias, tempo suficiente para você criar novos hábitos e viver melhor.

Conheça o D21!

Abraços e fique com Deus,

Dr. Juliano Pimentel

 

Anúncio

Sobre o autor

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Fale com nosso consultor!