https://casinoonlineca.ca/internet-casinos/best-payout/
close

Quando falo que comer lanches prejudica sua saúde não pense que é apenas o hambúrguer ou salgado frito que você come a tarde. 

É qualquer lanche entre as refeições principais, esse hábito de comer de 3 em 3 horas, ainda que sejam frutas, não é saudável.

Dados de aplicativos de smartphones mostram que padrões alimentares estão muito errados (1). 

Os resultados confirmam o que nós já sabemos. Ou seja, a maioria das pessoas lancham continuamente em vez de comer em horários definidos. Isso corresponde a um período de cerca de 16 horas diárias em estado “alimentado” (2).

Nós, humanos, não fomos feitos para comer muito, nem mesmo para comer constantemente ao longo do dia. Esse é um hábito muito prejudicial para seu organismo.

Leia até o final, e descubra como você pode eliminar esse hábito negativo.

A grande mudança

Comer lanches entre as refeições é um hábito prejudicial.

O café da manhã simplesmente não existia em grandes partes da história. Os romanos, por exemplo, não tinham esse hábito, era uma refeição ao meio dia. 

No entanto, o horário regular de trabalho após a revolução industrial trouxe estrutura à hora das refeições. No final do século 18 que o padrão de comer três refeições por dia de fato virou rotina.

Atualmente as pessoas comem com mais frequência do que nunca. Os dados desse aplicativo são um grande exemplo de que a população geral está passando dos limites em relação à alimentação. 

Os impactos no seu corpo

Nosso corpo tem dois estados metabolicamente diferentes: jejum (sem comida) e pós-alimentado.

Após uma refeição, o corpo passa por um período metabolicamente ativo, afinal, é momento de absorção dos alimentos. 

Mas é também nesse momento que o sistema imunológico entra em atividade. Afinal, ao comer além de ingerir os nutrientes, acionamos nosso sistema imunológico para produzir uma resposta inflamatória transitória.

A inflamação é uma resposta normal do corpo a infecções e lesões. Aliás é ela que fornece proteção contra fatores de estresse. Isso significa que apenas o ato de comer cada refeição causa um certo grau de estresse fisiológico no sistema imunológico

Quando você faz três refeições diárias, seu corpo passa por este estresse 3 vezes. Agora, imagine o impacto no organismo e sistema imune que uma pessoa tem quando come o dia todo o tempo inteiro?

As pessoas que comem constantemente acabam desenvolvendo um estado inflamatório quase constante.

Lanches constantes impactam a saúde intestinal

comer lanches faz mal para sua saúde.
A imunidade começa no intestino, por isso, comer lanches faz mal para sua saúde.

Durante quatro horas após cada refeição, os micróbios intestinais e seus componentes vazam em nossa corrente sanguínea. Todo esse processo acontece silenciosamente desencadeando a inflamação do sistema imunológico

Esse processo é impulsionado em grande parte pela ativação de um sensor imunológico que libera uma molécula inflamatória conhecida como “interleucina-1β”.

A inflamação deve ser apenas um ataque protetor de curto prazo do nosso sistema imunológico. 

Mas a inflamação após comer – conhecida como “inflamação pós-prandial” pode ser exacerbada por nosso estilo de vida moderno.

Ou seja, é causada devido às refeições com alto teor calórico. Assim como alimentação frequente, excesso de frutose e alimentos gordurosos, por exemplo.

A inflamação pós-prandial persistente é um problema. Porque influencia danos colaterais em nosso corpo que prejudicam a saúde ao longo do tempo. 

A inflamação crônica de baixo grau surgiu como um elo importante para muitas doenças não infecciosas relacionadas ao estilo de vida. Doenças cardíacas e diabetes tipo 2 são dois exemplos.

Pare de fazer lanches constantes

Está claro que a inflamação de baixo grau é o fator mais importante para o envelhecimento doentio (3). Ou seja, quanto mais você come, maior a inflamação, assim como a possibilidade de doenças.

Por isso, a redução da frequência alimentar por jejum intermitente é indicado, pois tem muitos efeitos benéficos na saúde humana (4, 5).

Isso inclui ajudar na perda de peso e reduzir o risco de doenças metabólicas, como diabetes, por exemplo. 

Entenda que comer com tanta frequência é um hábito. E hábitos, por mais difícil que seja de ser substituídos e mudados, você pode fazer isso. 

Faça jejum e melhore sua saúde.

Pare de fazer lanches entre as refeições. Afinal, comer lanches não só aumenta a probabilidade de marcadores inflamatórios elevados, mas você tende a comer calorias excessivas que leva ao ganho de peso (6). 

Comer tarde também está relacionado a níveis elevados de colesterol e glicose (7). Além do mais, comer perto da hora de dormir te deixa com mais fome no dia seguinte.

Portanto, é melhor fazer poucas refeições, porém, ricas em vitaminas e nutrientes que te deixam satisfeito por mais tempo. Além disso, você pode reduzir sua janela alimentar para dez horas por dia, por exemplo. Para isso, faça sua última refeição no início da tarde, seu corpo vai agradecer por isso.

O jejum intermitente induz um processo de limpeza celular denominado autofagia. Ou seja, as células do corpo eliminam os resíduos que se acumulam nas células e contribuem para o envelhecimento e doenças.

Se você deseja melhorar sua saúde, controle a qualidade e quantidade das suas refeições. Aliás, se você nunca fez jejum intermitente, sugiro que você experimente.

Pode parecer difícil no primeiro momento, porém, com o tempo você percebe que os benefícios são maiores. Confira algumas dicas no vídeo abaixo.

Abraços e fique com Deus!

Dr. Juliano Pimentel.

🔴 Curta também as redes sociais! 📷Instagram / 👍Facebook / 🎥 YouTube

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:
Tags : comer lanchesjejumlanchar

Autor Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta

7 saúdes com Dr. Juliano Pimentel