close
ArtigosDores

Deficiência de Zinco: Causas, Sintomas e Perigos

A deficiência de zinco no organismo, é um problema mundial de acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), que aponta o número preocupante de 31% da prevalência global.

Hoje eu vou fazer esse alerta para ajudar você a identificar as causas e os sintomas, e a entender quais são os perigos que ela oferece para a saúde.

Não deixe de ler e compartilhar.

Deficiência de zinco

Existem alguns sintomas comuns que podem ajudar você a identificá-la (1).

1-Sistema Imunológico

O abalo no sistema imunológico, é o principal sinal de alerta para a deficiência de zinco. Entre os sintomas estão: adoecer com frequência, problemas no sistema imunológico, alergias crônicas constantes ou doenças do gênero.

O zinco é essencial para manter a imunidade do corpo (2).

O zinco auxilia em:

  • Crescimento de células T e diferenciação nos glóbulos brancos que precisamos para afastar doenças.
  • Apoptose (morte celular programada) para matar células perigosas de bactérias, vírus e câncer (3).
  • Função de proteção das membranas celulares.
  • Transcrição de genes.

2-Síndrome do Intestino Gotejante

A Síndrome do Intestino Gotejante, é o segundo sinal de alerta para a deficiência de zinco.

Essa é uma doença em que as proteínas podem escorrer através do intestino, e causar inflamação sistêmica. A Síndrome do Intestino Gotejante, também está relacionada à alergia alimentar, problemas de tireoide e fadiga adrenal.

3-Diarreia

A diarreia constante é o terceiro sinal da deficiência de zinco; se você tem alguma doença inflamatória intestinal como a Síndrome do Intestino Irritável (até com problemas constantes de inchaço na área abdominal, e excesso de gases) são sinais de alerta.

O zinco é usado para tratar esses problemas de saúde recorrentes.

4-Calvície

A perda de cabelo ou calvície fazem parte do quarto sintoma da deficiência nesse mineral; se você está perdendo cabelo ou com os fios muito finos, preste atenção ao consumo de alimentos ricos em zinco.

O zinco auxilia no crescimento natural dos cabelos, e no equilíbrio saudáveis das áreas internas e externas do seu organismo.

5-Problemas Inflamatórios na Pele

O quinto sinal de alerta são os problemas constantes de inflamação na pele, como acne, eczema, dermatite ou psoríase (4).

6-Função Neurológica

A presença do zinco é extremamente importante para o crescimento, e desempenho neuropsicológico.

Uma pesquisa chinesa, publicada na American Journal of Clinical Nutrition, descobriu que o zinco é melhor absorvido quando é usado junto com outros nutrientes.

Os baixos níveis de zinco foram associados aos problemas de atenção e distúrbios motores em lactantes; e esses problemas de saúde que podem persistir até a idade adulta (5).

Mas isso não quer dizer que você tenha que encher os seus filhos de suplementos; faça consultas periódicas ao pediatra, que pode auxiliar sobre a melhor alimentação para eles.

Causas da Deficiência

1-Estresse

Uma das principais causas para a deficiência de zinco, é o aumento do estresse emocional. O estresse crônico pode matar a sua qualidade de vida, mas também pode prejudicar muito a sua saúde.

Com isso o seu organismo utiliza a quantidade de zinco disponível para realizar reparações no corpo, no cérebro, na pele e nos órgãos.

Se você está passando por estresse, consulte o médico e aumente o consumo de alimentos ricos em zinco.

Existem muitas formas saudáveis para reduzir os níveis de estresse.

2-Excesso de Exercícios

O excesso de treinamento físico, é a segunda causa mais comum para a falta de zinco no seu corpo.

Triatletas, pessoas que fazem treinamentos de alta intensidade (HITT), maratonistas e os atletas de Cross-Fit são pessoas mais propensas a desenvolver essa deficiência, devido ao grande esforço físico (6).

3- Gravidez ou Amamentação

Deficiências de Zinco: Período de Gestação ou Amamentação. Imagem: (Divulgação)

Durante a gravidez ou na amamentação a mulher é preciso dar atenção para essa deficiência.

Faça o acompanhamento médico e o consumo de alimentos ricos em zinco, para repor os minerais e nutrientes necessários.

4- Absorção do Zinco X Idade Avançada

Deficiência de Zinco e a Idade Avançada. Imagem: (Divulgação)

A dificuldade do corpo em absorver o zinco é preocupante, e pode ser uma das causas para os níveis de deficiência desse mineral no organismo.

A idade avançada pode contribuir para essa deficiência.

Grupos de Risco

Algumas condições de saúde podem contribuir para o desenvolvimento da deficiência de zinco, como:

  • Alcoolismo

O uso excessivo e prolongado do álcool aumenta as chances do desenvolvimento da deficiência de zinco.

  • Diabetes

Diabéticos precisam consumir o zinco com cautela e equilíbrio; esse mineral em excesso no organismo  pode reduzir os níveis de açúcar no sangue.

  • Hemodiálise

Pessoas que realizam hemodiálise precisam consumir suplementos de zinco, pois fazem parte do grupo de risco para a deficiência do mineral.

  • HIV (Vírus da Imunodeficiência Adquirida)/AIDS

O consumo de zinco precisa ser usado com cautela pelos pacientes com HIV/AIDS. É importante o acompanhamento médico.

  • Artrite Reumatoide

Os pacientes com artrite reumatoide absorvem menos o zinco, e podem precisar de suplementação.

Outros pacientes também correm o perigo de sofrerem com a deficiência de zinco, como:

  • Bebês prematuros e de baixo peso
  • Pacientes que recebem alimentação intravenosa
  • Desnutrição, anorexia, bulimia
  • Idade avançada, a partir de 65 anos
  • Vegetarianos: o alto nível de ácido fítico presente em grãos e leguminosas pode prejudicar a absorção de zinco
  • Pacientes que utilizam antibióticos de tetraciclina e quinolona, bisfosfonatos: o uso desses medicamentos também pode prejudicar a absorção de zinco

Alertas

Apesar da importância desse mineral, é importante evitar o excesso dele no organismo por períodos prolongados (7).

O zinco em excesso pode causar: tosse, fadiga, febre, dor de estômago e uma série de outros problemas de saúde, como o câncer de próstata (8).

Tudo em exagero prejudica o corpo, assim como a deficiência de nutrientes e minerais.

Mas se você consumir alimentos ricos em zinco de forma equilibrada e regular, vai atrair muitos benefícios para a saúde e evitar a deficiência dele.

Vale a pena conhecer os benefícios do zinco para a saúde e consumir com equilíbrio.

Alimentos ricos em zinco, incluem:

  • Semente de abóbora
  • Grão-de-bico
  • Cacau em pó
  • Kefir
  • Cogumelos

Consulte o médico regularmente e opte por alimentos de verdade.

E para ajudar você que se preocupa com uma alimentação saudável, em prevenir doenças e manter a saúde, eu convido a adquirir o e-book da minha esposa, Carol Pimentel.

O livro digital contém mais de 70 receitas deliciosas e low carb, desenvolvido para quem deseja ter uma alimentação extremamente saudável focada em eliminar o sobrepeso, evitar problemas de saúde e reverter os danos causados pela má alimentação passada.

Neste livro você vai aprender as melhores receitas de doces e salgados, sem medo de engordar.

Receitas simples e fáceis de preparar, e o melhor de tudo: Super acessíveis!

Clique na imagem abaixo e adquira agora o seu livro digital.

GOSTOSURAS LOW CARB

Abraços e fique com Deus!!

Dr. Juliano Pimentel

O Que Achou do Artigo? Deixe Sua Opinião Abaixo:

Você pode Gostar

Tags : alimentação adequadaapoptoseartrite reumatóideBebês prematurosbulimiacalvíciecausasdeficiência do zincodiabetesdiarreiadr. juliano pimentelestressefadiga adrenalgravidezinflamação sistêmicaPacientes que recebem alimentação intravenosaperigos da deficiência do zincosaúdesinal de alertaSíndrome do Intestino Gotejantesíndrome do intestino irritávelsintomas e perigossistema imunológico

The author Dr. Juliano Pimentel

Olá, eu sou o doutor Juliano Pimentel. Médico, fisioterapeuta e coach que ajuda as pessoas com conteúdos sobre saúde, alimentação e emagrecimento. Também sou celíaco e tenho uma vida de pesquisa sobre o Glúten.

Enviar Resposta